O dissídio de Auxiliar de Confeiteiro 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 513505 no cargo de Auxiliar de Confeiteiro.

Estado com maior salário médio

Santa Catarina

R$ 1.763,32

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

263.447 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Rio Quente - GO

R$ 3.003,85

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

102.617 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Auxiliar nos serviços de alimentação auxilia na preparação de alimentos e refeições, desde a higienização dos ingredientes até a finalização dos pratos Prepara o mise em place.

Realiza a higienização do ambiente Auxilia no controle de estoque de alimentos e confere os gêneros alimentícios adquiridos Zela pela conservação dos alimentos estocados.

Atua em conformidade com as normas de segurança e higiene alimentar, com os procedimentos técnicos e de qualidade e com as normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

O que faz um Auxiliar de Confeiteiro

O Auxiliar nos serviços de alimentação consulta ficha técnica, examinando os ingredientes e o modo de preparo de cada prato Prepara o mise em place, de acordo com o cardápio e com as receitas definidas.

Verifica a disponibilidade e a qualidade dos gêneros alimentícios.

Confere o prazo de validade na rotulagem dos produtos embalados Separa e organiza materiais e utensílios.

Descongela alimentos, escolhe grãos e cereais e mói ingredientes Limpa, higieniza e corta legumes, verduras e frutas.

Pré-prepara carnes, aves e peixes para cozimento, cortando-os, limpando-os, pesando-os e separando-os de acordo com porções solicitadas.

Prepara molhos, fundos e caldos Prepara caldas, recheios e coberturas.

Auxilia na montagem dos pratos, dispondo guarnição, molhos, caldos e outros alimentos.

Ajuda na finalização e na decoração dos pratos Pode ajudar a manter abastecido o balcão de buffet para autoatendimento (self-service), transportando alimentos quentes, frios e sobremesas, repondo pratos e temperos e controlando a temperatura dos alimentos Pode coletar e acondicionar amostras de alimentos para análise.

Realiza a higienização do ambiente, das bancadas, das louças, dos utensílios e dos equipamentos da cozinha em geral Auxilia no controle de estoque de alimentos, de modo a atender ao cardápio pré-definido Etiqueta e embala gêneros alimentícios.

Comunica necessidade de aquisições e confere os gêneros alimentícios recebidos Zela pela conservação dos alimentos estocados, providenciando as condições necessárias para evitar deterioração e perdas.

.

Funções do Auxiliar nos serviços de alimentação

O profissional Auxiliar de Confeiteiro deve "montar praça (""mise-en-place"")", preparar local de trabalho, organizar trabalho, processar alimentos, demonstrar competências pessoais, auxiliar na montagem de pratos, pré-preparar alimentos, verificar qualidade dos gêneros alimentícios, minimizar riscos de contaminação.

Condições de trabalho da profissão

Trabalhadores auxiliares nos serviços de alimentação trabalham predominantemente em restaurantes e empresas de alimentação. Trabalham individualmente ou em equipe, sob supervisão, em ambiente fechado , em horários diurno e noturno. Podem permanecer em posições desconfortáveis por longos períodos. Há situações em que trabalham sob pressão, o que pode ocasionar estresse.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Auxiliar nos serviços de alimentação

Um Auxiliar nos serviços de alimentação deve dispor gêneros alimentícios e/ou ingredientes, serrar alimentos, aparar unhas, auxiliar no controle de estoque de uso diário, demonstrar organização, branquear hortifrutigranjeiros, dispor guarnição nos pratos, trabalhar em equipe, repor bebidas no buffet, preparar molhos, fundos e caldos, pré-cozinhar alimentos, selecionar gêneros alimentícios e/ou ingredientes, verificar pedidos, comandas ou cardápio, demonstrar atenção, avaliar qualidade e rendimento do alimento, propor elaboração de novas receitas, notificar ocorrências (incidentes, acidentes, etc..), demonstrar destreza manual, lavar utensílios e equipamentos, aquecer alimentos pré-preparados, conferir requisição de gêneros alimentícios e/ou ingredientes recebidos, pesar sobras (resto-ingesta ou limpo), cozinhar alimentos, verificar disponibilidade de gêneros alimentícios e/ou ingredientes, raspar barba, modelar massas, verificar aspectos organolépticos (cheiro, aspecto, cor, textura e sabor), coletar amostras para análise, porcionar gêneros alimentícios e/ou ingredientes, descascar alimentos, degustar alimentos, controlar desperdícios, preparar caldas, recheios e coberturas, repor utensílios no buffet, repor temperos e molhos no buffet, guardar materiais e utensílios, auxiliar no cálculo de quantidades, montar vitrine, controlar temperatura dos alimentos (termômetro), colocar alimentos no espeto, verificar funcionamento de equipamentos, pegar alimentos no estoque ou câmara, lavar local de trabalho, demonstrar senso estético, temperar alimentos, afiar instrumentos de corte (facas, maq. de frios, processador, etc..), demonstrar capacidade de observação, verificar estado de conservação de utensílios, trabalhar com segurança, marinar peixes, aves, carnes e hortifrutigranjeiros, selecionar equipamentos e utensílios, retirar adornos (anéis, brincos, etc), dispor molhos/caldos nos pratos, esterilizar mãos e antebraços, moer ingredientes, prender cabelos, higienizar utensílios e equipamentos, transportar alimentos, utensílios e materiais, cortar alimentos, decorar pratos, operar equipamentos, rechear alimentos, fatiar alimentos, registrar produção, preparar local de trabalho, vestir uniforme (avental, touca, luvas, etc), limpar alimentos, consultar ficha técnica, repor alimentos preparados no buffet (quentes/frios/sobremesas), notificar quebra ou dano de equipamentos/utensílios, picar alimentos, discriminar odores, verificar estado de conservação do local de trabalho, demonstrar proatividade, descongelar alimentos, pré-assar alimentos, demonstrar boa apresentação, verificar prazo de validade, demonstrar paladar apurado, resfriar amostras para análise, congelar amostras para análise, solicitar reposição de utensílios, controlar temperatura do ambiente, acondicionar amostras para análise, lavar mãos e antebraços, higienizar local de trabalho, seguir normas técnicas de higiene, elaborar relatórios, controlar temperatura dos equipamentos, resfriar alimentos, conferir materiais e utensílios, etiquetar gêneros alimentícios e/ou ingredientes, congelar alimentos, auxiliar na adaptação de pedidos, cardápios ou comandas, desossar carnes e aves, demonstrar criatividade, solicitar gêneros alimentícios e/ou ingredientes, descartar amostras, escovar unhas, demonstrar acuidade visual, triturar alimentos, embalar gêneros alimentícios e/ou ingredientes, escolher grãos e cereais.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Auxiliar de Confeiteiro ficou em 7.10%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Auxiliar de Confeiteiro e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Trabalhadores auxiliares nos serviços de alimentação que ficou em 7.10% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Auxiliar de Confeiteiro em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Auxiliar de Confeiteiro ficou em 9.60% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 20,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Trabalhadores auxiliares nos serviços de alimentação 2024

O salário de Auxiliar de Confeiteiro mostrado aqui é resultado do levantamento de 789677 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Trabalhadores auxiliares nos serviços de alimentação que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Auxiliar de Confeiteiro com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Auxiliar de Confeiteiro CBO 513505 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Auxiliar de Confeiteiro em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Auxiliar de Confeiteiro por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 43h 1.653,45 1.717,53 2.423,83 7,91 6.00%
Minas Gerais 43h 1.411,72 1.466,44 2.069,48 6,80 7.60%
Paraná 43h 1.599,77 1.661,77 2.345,14 7,66 5.70%
Santa Catarina 43h 1.697,53 1.763,32 2.488,45 8,16 4.10%
Rio de Janeiro 43h 1.460,44 1.517,04 2.140,89 7,07 7.30%
Rio Grande do Sul 43h 1.550,87 1.610,97 2.273,46 7,45 8.10%
Goiás 43h 1.397,38 1.451,54 2.048,45 6,73 7.40%
Bahia 43h 1.366,24 1.419,19 2.002,80 6,55 8.30%
Espírito Santo 43h 1.400,45 1.454,72 2.052,95 6,76 6.00%
Mato Grosso 43h 1.435,58 1.491,22 2.104,45 6,99 6.00%
Distrito Federal 43h 1.419,60 1.474,62 2.081,03 6,81 4.80%
Ceará 43h 1.359,99 1.412,70 1.993,64 6,50 5.10%
Pernambuco 43h 1.372,61 1.425,81 2.012,14 6,59 8.10%
Mato Grosso do Sul 43h 1.443,48 1.499,42 2.116,03 6,90 5.30%
Pará 43h 1.369,94 1.423,04 2.008,23 6,67 4.10%
Amazonas 43h 1.372,84 1.426,05 2.012,48 6,60 6.40%
Rio Grande do Norte 44h 1.342,73 1.394,77 1.968,34 6,39 7.10%
Paraíba 44h 1.334,38 1.386,09 1.956,10 6,35 6.00%
Rondônia 43h 1.397,24 1.451,39 2.048,25 6,78 7.90%
Alagoas 44h 1.358,83 1.411,50 1.991,95 6,46 7.90%
Maranhão 43h 1.372,38 1.425,57 2.011,81 6,64 6.60%
Tocantins 43h 1.365,09 1.418,00 2.001,12 6,59 7.20%
Piauí 43h 1.356,82 1.409,40 1.988,99 6,51 6.40%
Sergipe 43h 1.373,51 1.426,75 2.013,47 6,62 4.60%
Roraima 42h 1.332,94 1.384,60 1.953,99 6,62 6.10%
Acre 44h 1.344,97 1.397,10 1.971,63 6,41 7.70%
Amapá 43h 1.347,68 1.399,92 1.975,60 6,53 5.90%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Auxiliar de Confeiteiro.

Dissídio de Auxiliar de Confeiteiro por cidade

Quanto ganha um Auxiliar de Confeiteiro nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Auxiliar de Confeiteiro na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 43 1.626,65 1.689,69 2.384,54 7,79 7.80%
Rio de Janeiro, RJ 43 1.463,87 1.520,61 2.145,93 7,07 4.70%
Curitiba, PR 44 1.611,04 1.673,48 2.361,67 7,69 7.60%
Belo Horizonte, MG 43 1.412,26 1.467,00 2.070,27 6,80 5.60%
Brasília, DF 43 1.419,60 1.474,62 2.081,03 6,81 5.20%
Porto Alegre, RS 44 1.513,19 1.571,84 2.218,23 7,20 4.20%
Goiânia, GO 43 1.422,81 1.477,95 2.085,73 6,86 7.70%
Fortaleza, CE 43 1.362,37 1.415,18 1.997,14 6,52 6.00%
Campinas, SP 43 1.652,58 1.716,63 2.422,56 7,91 5.80%
Florianópolis, SC 43 1.703,90 1.769,94 2.497,79 8,21 7.30%
Manaus, AM 43 1.374,76 1.428,04 2.015,30 6,60 7.80%
Joinville, SC 43 1.629,81 1.692,98 2.389,18 7,78 7.30%
Londrina, PR 44 1.598,93 1.660,90 2.343,92 7,63 7.30%
Salvador, BA 43 1.350,56 1.402,91 1.979,82 6,45 5.80%
Guarulhos, SP 43 1.656,31 1.720,51 2.428,03 7,94 5.70%
Sorocaba, SP 43 1.678,48 1.743,53 2.460,53 8,02 4.40%
Campo Grande, MS 44 1.427,04 1.482,35 2.091,93 6,80 8.10%
Recife, PE 43 1.378,88 1.432,32 2.021,33 6,62 5.50%
Ribeirão Preto, SP 44 1.696,22 1.761,96 2.486,54 8,09 7.50%
Cuiabá, MT 43 1.392,57 1.446,54 2.041,40 6,80 7.00%
Barueri, SP 44 1.621,08 1.683,90 2.376,38 7,71 5.00%
São José dos Campos, SP 44 1.596,34 1.658,21 2.340,11 7,62 4.50%
Uberlândia, MG 44 1.454,25 1.510,61 2.131,82 6,94 8.00%
Vitoria, ES 43 1.416,15 1.471,04 2.075,97 6,81 5.70%
Jundiaí, SP 43 1.712,95 1.779,33 2.511,05 8,18 5.60%
São Bernardo do Campo, SP 43 1.773,04 1.841,76 2.599,14 8,51 6.10%
Maringá, PR 43 1.650,30 1.714,26 2.419,21 7,89 5.00%
Araucária, PR 44 1.497,90 1.555,95 2.195,80 7,08 7.30%
Natal, RN 44 1.325,22 1.376,59 1.942,68 6,31 5.40%
Santo André, SP 44 1.763,89 1.832,26 2.585,74 8,42 6.60%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Auxiliar de Confeiteiro. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Auxiliar de Confeiteiro no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Restaurantes e similares 1.528,35 1.587,58 2.240,45 7.80%
Fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para empresas 1.492,34 1.550,18 2.187,66 4.10%
Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares 1.528,91 1.588,17 2.241,27 6.20%
Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - supermercados 1.633,08 1.696,38 2.393,98 4.70%
Fabricação de produtos de padaria e confeitaria com predominância de produção própria 1.532,62 1.592,02 2.246,71 5.70%
Fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar 1.548,86 1.608,89 2.270,52 5.10%
Padaria e confeitaria com predominância de revenda 1.571,69 1.632,61 2.303,98 4.40%
Locação de mão-de-obra temporária 1.594,24 1.656,03 2.337,04 4.70%
Hotéis 1.560,91 1.621,40 2.288,17 4.40%
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 1.480,12 1.537,49 2.169,75 5.80%
Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - minimercados, mercearias e armazéns 1.528,53 1.587,77 2.240,71 6.80%
Comércio varejista de produtos alimentícios em geral ou especializado em produtos alimentícios 1.570,84 1.631,73 2.302,74 4.70%
Fabricação de produtos de panificação industrial 1.571,19 1.632,08 2.303,25 8.20%
Serviços de alimentação para eventos e recepções - bufê 1.550,66 1.610,76 2.273,15 7.80%
Cantinas - serviços de alimentação privativos 1.523,03 1.582,06 2.232,65 7.30%
Educação infantil - creche 1.526,70 1.585,87 2.238,02 7.00%
Atividades de atendimento hospitalar, exceto pronto-socorro e unidades para atendimento a urgências 1.551,83 1.611,98 2.274,87 5.80%
Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - hipermercados 1.576,86 1.637,97 2.311,55 7.60%
Limpeza em prédios e em domicílios 1.509,19 1.567,68 2.212,36 4.60%
Fabricação de alimentos e pratos prontos 1.540,18 1.599,87 2.257,79 7.00%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.