O dissídio de Operador de Trem Metropolitano 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 782615 no cargo de Operador de Trem Metropolitano.

Estado com maior salário médio

Pernambuco

R$ 5.310,20

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

101 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Rio de Janeiro - RJ

R$ 3.021,59

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

99 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Maquinista de trem metropolitano conduz trem metropolitano, comunicando-se com o Centro de Controle Operacional (CCO) para confirmar destino, adequando o modo de condução ao tipo de veículo, movimentando o trem na modalidade manual, semiautomática ou automática, realizando manobras, e transportando passageiros e cargas Realiza inspeções para detectar eventuais falhas de equipamentos, executando pequenos reparos.

Preenche relatórios e livro de bordo Orienta passageiros sobre regras de segurança Pode prestar primeiros socorros.

Atua conforme procedimentos, normas regulamentadoras de transporte de pessoas e de cargas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

O que faz um Operador de Trem Metropolitano

O Maquinista de trem metropolitano prepara-se para a condução de trem metropolitano, comunicando-se com o Centro de Controle Operacional (CCO) para informar sua entrada na via e seu posicionamento e solicitar confirmação do destino Pode comunicar impedimentos para circulação do veículo.

Conduz o trem, movimentando o veículo na modalidade manual, semiautomática ou automática.

Adéqua o modo de condução ao tipo de veículo Liga o trem, libera o freio, monitora os equipamentos de bordo e, quando necessário, aciona a buzina.

Acompanha circuito fechado de televisão Conduz o veículo para a via principal.

Observa o perfil e as condições da via, atentando para a passagem de nível e para os pedestres.

Faz as paradas programadas e cumpre o tempo de percurso Recolhe e desliga o trem.

Preenche o relatório de viagem e o livro de bordo.

Transporta passageiros, alinhando o veículo para embarque e desembarque, controlando a abertura e o fechamento das portas, cumprindo o tempo de parada, e monitorando a entrada e a saída das pessoas Presta informações ao usuário, anunciando o nome das estações e as mensagens Realiza manobras, operando aparelho de mudança de via (AMV).

Engata e desengata locomotivas e vagões na composição Acopla e desacopla mangueiras de ar Obedece a sinais e posiciona vagão para carga e descarga.

Transporta cargas, conferindo a formação da composição Verifica lacre, portas e lonas dos vagões.

Examina limite de tração Atua em falhas de equipamentos, detectando os problemas e fazendo pequenos reparos Solicita serviço especializado de manutenção, requisitando o resgate de passageiros e manobrando para os reparos.

Acompanha o responsável pela manutenção na pesquisa de falhas Pode solicitar reboque, preparando o trem para ser rebocado Manobra para realização de testes operacionais.

Emite relatório de ocorrência Transporta funcionários e equipamentos para manutenção de outros veículos Efetua reboque.

Manobra para manutenção de via permanente Inspeciona o trem e os equipamentos de bordo, fazendo controle de falhas Inspeciona as condições físicas do veículo, examinando janelas, engates, mangueiras, entre outras Vistoria freio manual Testa sistema de comunicação e vistoria o sistema de comunicação visual.

Testa sistemas elétrico e pneumático e o sistema de portas Inspeciona sistemas de refrigeração e lubrificação Examina equipamentos de segurança, tais como extintores e janelas de emergência Repõe equipamento de segurança Preenche relatório de quilometragem Verifica as condições de limpeza do trem, manobrando e estacionando para lavagem Orienta passageiros sobre regras de segurança Informa ocorrências com o usuário, prestando-lhe primeiros socorros Pode conduzir usuário na passagem de emergência Trabalha com segurança, obedecendo a sinalização de via, respeitando a velocidade máxima autorizada e cumprindo as instruções recebidas via rádio Verifica o comportamento da composição durante a viagem, acionando o freio de emergência em situação de risco Interrompe manobra em caso de perda de contato Informa situação de perigo, solicitando a desenergização e a interdição da via Auxilia no combate a incêndios, em casos de emergência Solicita equipe de segurança para atendimento de ocorrências Usa equipamentos de proteção individual.

Funções do Maquinista de trem metropolitano

O profissional Operador de Trem Metropolitano deve transportar passageiros, trabalhar com segurança, operar teleférico, vistoriar teleférico, transportar cargas, atuar em falhas de equipamentos, manobrar trem, bonde e metrô, inspecionar trem, bonde e metrô, comunicar-se com o centro de controle operacional (cco), demonstrar competências pessoais, conduzir trem, bonde e metrô.

Condições de trabalho da profissão

Operadores de veículos sobre trilhos e cabos aéreos atuam em empresas de transporte terrestre como empregados com carteira assinada. Trabalham em equipe, sob supervisão permanente (auxiliar de maquinista de trem, maquinista de trem e operador de trem de metrô) ou supervisão ocasional (demais ocupações). O trabalho é realizado em veículos, em horários irregulares ou por rodízio de turnos, o operador de teleférico trabalha no horário diurno. Podem permanecer longos períodos em posições desconfortáveis e sob pressão. Alguns atuam em grandes alturas, outros em subterrâneos e, eventualmente, são expostos a materiais tóxicos e elétricos, ruído intenso, altas temperaturas, vandalismo e fuligem.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Maquinista de trem metropolitano

Um Maquinista de trem metropolitano deve solicitar equipe de segurança, ligar o veículo, aplicar freio de estacionamento e calços, liberar o freio, obedecer sinalização de via, verificar controle de falhas, verificar dispositivos de segurança, orientar passageiros sobre regras de segurança, demonstrar assiduidade, acompanhar manutenção na pesquisa de falhas, usar equipamentos de proteção individual (epi), vistoriar sistema de comunicação visual, conferir a formação da composição, preencher relatório de viagem, conferir lacre, portas e lonas dos vagões, verificar o comportamento da composição durante a viagem, testar sistemas elétrico e pneumático, testar sistema de portas, comunicar-se com clareza, verificar níveis de combustível e areia, transportar funcionários e equipamentos de manutenção, manobrar para testes operacionais, demonstrar percepção, conduzir veículo para a via principal, inspecionar sistemas de refrigeração e lubrificação, inspecionar condições físicas do veículo (janelas, engates, mangueiras e outras), prestar primeiros-socorros, recolher veículo, monitorar equipamentos de bordo, demonstrar capacidade de assimilação, acionar freio de emergência em situação de risco, treinar funcionários, conferir limite de tração, inspecionar equipamentos de segurança (extintor, janelas, portas e outros), emitir relatório de ocorrência, observar perfil de via, obedecer sinais de manobra, estacionar em local predeterminado, comunicar entrada na via, demonstrar autocontrole, obedecer velocidade máxima autorizada, inspecionar equipamentos de bordo, cumprir horários, demonstrar rapidez de raciocínio, evacuar veículo, acoplar e desacoplar mangueiras de ar, solicitar resgate de passageiros, solicitar desenergização da via, informar nome das estações, manobrar para lavagem, preparar trem para reboque, movimentar o veículo na modalidade automática, demonstrar responsabilidade, concentrar-se nas suas atribuições, solucionar pequenas falhas, adequar a condução ao tipo de veículo, solicitar interdição da via, manter farol aceso, preencher relatório de quilometragem, uniformizar-se, desengatar locomotivas e vagões da composição, controlar abertura e fechamento das portas, vistoriar freio manual, manobrar para manutenção de via permanente, comunicar ocorrências externas ao sistema, acatar instruções via rádio, efetuar reboque, solicitar reboque, alinhar o veículo para embarque e desembarque de passageiros, demonstrar acuidade visual, conduzir usuário na passagem de emergência, cumprir tempo de percurso, confirmar destino, verificar condições de limpeza, acompanhar circuito fechado de televisão, operar aparelho de mudança de via (amv), anunciar mensagens, cumprir paradas programadas, informar situação de risco ao longo da via, combater incêndios em casos de emergência, testar sistema de comunicação, manobrar para manutenção, movimentar o veículo na modalidade semiautomática, posicionar vagão para carga e descarga, comunicar impedimentos de circulação do veículo, verificar existência de fita velocimétrica, demonstrar rapidez no tempo de resposta a um estímulo, informar ocorrências com o usuário, solicitar prefixo do trem, demonstrar firmeza nas decisões, acionar buzina, solicitar manutenção, repor equipamento de segurança, interromper manobra em caso de perda de contato, monitorar embarque e desembarque de passageiros, observar condições de via, cumprir tempo de parada, aperfeiçoar-se, demonstrar segurança, prestar informações ao usuário, informar posicionamento, cumprir licenciamento via satélite, zelar pelos equipamentos de trabalho, engatar locomotivas e vagões na composição, estacionar para limpeza, movimentar o veículo na modalidade manual, verificar livro de bordo, demonstrar iniciativa, preencher livro de bordo, atentar para passagem de nível e pedestres, desligar o veículo, trabalhar em equipe.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Operador de Trem Metropolitano ficou em 6.00%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Operador de Trem Metropolitano e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Operadores de veículos sobre trilhos e cabos aéreos que ficou em 6.00% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Operador de Trem Metropolitano em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Operador de Trem Metropolitano ficou em 6.10% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 27,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Operadores de veículos sobre trilhos e cabos aéreos 2024

O salário de Operador de Trem Metropolitano mostrado aqui é resultado do levantamento de 166 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Operadores de veículos sobre trilhos e cabos aéreos que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Operador de Trem Metropolitano com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Operador de Trem Metropolitano CBO 782615 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Operador de Trem Metropolitano em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Operador de Trem Metropolitano por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 40h 2.278,87 2.367,20 3.340,66 11,79 7.60%
Ceará 42h 1.528,87 1.588,13 2.241,21 7,49 4.20%
Rio de Janeiro 44h 2.851,02 2.961,52 4.179,38 13,46 4.60%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Operador de Trem Metropolitano.

Dissídio de Operador de Trem Metropolitano por cidade

Quanto ganha um Operador de Trem Metropolitano nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Operador de Trem Metropolitano na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 40 2.281,58 2.370,01 3.344,63 11,83 6.60%
Fortaleza, CE 42 1.528,87 1.588,13 2.241,21 7,49 6.80%
Rio de Janeiro, RJ 44 2.908,85 3.021,59 4.264,16 13,73 8.00%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Operador de Trem Metropolitano. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Operador de Trem Metropolitano no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Transporte ferroviário de passageiros municipal e em região metropolitana 2.308,26 2.397,73 3.383,74 5.70%
Transporte metroviário 2.003,95 2.081,61 2.937,63 8.00%
Comércio varejista de pedras para revestimento 2.144,87 2.228,00 3.144,22 7.70%
Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional 2.389,39 2.482,00 3.502,67 5.30%
Serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotores 1.636,57 1.700,00 2.399,09 7.80%
Comércio varejista de materiais de construção em geral 2.230,55 2.317,00 3.269,82 7.80%
Comércio atacadista de materiais de construção em geral 1.444,03 1.500,00 2.116,85 4.10%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.