O dissídio de Refilador Gráfico 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 766320 no cargo de Refilador Gráfico.

Estado com maior salário médio

São Paulo

R$ 2.814,45

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

943 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Osasco - SP

R$ 4.193,86

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

299 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Operador de guilhotina (corte de papel) prepara e opera vários tipos de guilhotina – manual, semiautomática e automática – para corte de papel, nos processos de acabamento de material gráfico Planeja as atividades, de acordo com especificações e ordem de serviço.

Aplica técnicas, métodos e procedimentos para cortar ou aparar resmas de papel ou material já impresso Seleciona e utiliza equipamento e seus acessórios, materiais, ferramentas e instrumentos Realiza as atividades de acordo com normas e procedimentos técnicos, normas de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

O que faz um Refilador Gráfico

O Operador de guilhotina (corte de papel) planeja as atividades, analisando o material com base na ordem de serviço e no tipo de original Define as etapas e como serão realizadas, considerando a capacidade de corte de uma única vez da máquina.

Pode orientar-se por modelos ou provas do produto final.

Prepara as guilhotinas para corte de papel, removendo resíduos da superfície e demarcando a área de corte, definindo os procedimentos técnicos e a programação de corte, alimentando-as com papel de acordo com o produto a ser obtido, e ajustando-as manualmente com o material a ser cortado ou atuando sobre painéis de controle de guilhotinas comandadas eletronicamente Opera guilhotina, manejando os dispositivos de comando manual, mecânico ou eletroeletrônico e realizando as operações - tais como cortes retos, refiles e aparas -, no acabamento de material gráfico.

Ajusta as guilhotinas e o material a ser cortado sobre a área de corte, para comandar o disparo da lâmina Realiza testes preliminares, de modo a evitar cortes indevidos nos produtos.

Controla fluxo de entrada e saída de material.

Retira e analisa provas Registra as ocorrências para controle do processo de corte, tais como troca e ajuste de facas, tiragem, tempo e desempenho, consumo e perdas de materiais, entre outras informações referentes à produção.

Controla a qualidade do material cortado, avaliando suas especificações, parâmetros operacionais e do produto, verificando formas e dimensões, e coletando amostras para análise mais aprofundada de qualidade técnica.

Corrige falhas operacionais do processo, ajustando medidas e retificando o corte Prepara os materiais cortados para expedição, acondicionando-os e identificando-os Ordena os lotes, encaminhando-os para as etapas subsequentes.

Realiza a manutenção produtiva das máquinas e dos equipamentos, por meio de limpeza, lubrificação e detecção de problemas de funcionamento, substituição de acessórios, e monitoramento das solicitações de reparos e suas execuções Consulta manuais das máquinas e dos equipamentos, tanto para a correta operação dos recursos, como para orientação das iniciativas de manutenção preventiva Organiza o local de trabalho, realizando limpeza e conservação dos recursos materiais empregados no processo de corte de papel por meio de guilhotinas.

Mantém os materiais, instrumentos e acessórios de trabalho organizados, acondicionados e em plenas condições de uso e funcionamento Controla desperdícios de material, separando aparas e sobras.

Identifica e classifica resíduos – sólidos e líquidos -, providenciando sua segregação e destinação Realiza as atividades de acordo com normas e procedimentos de segurança e saúde no trabalho, utilizando equipamentos de proteção individual e coletiva.

Funções do Operador de guilhotina (corte de papel)

O profissional Refilador Gráfico deve controlar qualidade dos produtos, trabalhar com segurança, gravar a máquina (hot-stamping), planejar o serviço de acabamento gráfico e editorial, operar máquinas e equipamentos de acabamento gráfico e editorial, demonstrar competências pessoais, realizar manutenção de máquinas e equipamentos, ajustar máquinas e ou equipamentos de acabamento gráfico e editorial.

Condições de trabalho da profissão

Trabalhadores do acabamento gráfico atuam em indústrias gráficas ou em setores de embalagens e gráficas de empresas industriais, comerciais ou de serviços, inclusive ensino. Organizam-se em equipe, sob supervisão permanente. Trabalham em ambiente fechado, geralmente durante o dia, expostos a materiais tóxicos, ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Operador de guilhotina (corte de papel)

Um Operador de guilhotina (corte de papel) deve posicionar película de pigmento, espiralar material, montar matriz de hot-stamping), registrar ocorrências (troca de material, tiragem, desempenho, etc.) do processo de produção, demonstrar habilidade motora, alimentar a máquina e equipamentos, demonstrar acuidade métrica, definir etapas de acabamento, demonstrar acuidade visual, projetar-se utilizando o equipamento de proteção individual, manter os dispositivos de segurança das máquinas e equipamentos, refilar material, definir máquinas e equipamentos de acabamento gráfico e editorial, substituir acessórios (correias, facas, etc), alcear material, demonstrar meticulosidade, demonstrar dinamismo, destacar material, imprimir o produto, coletar amostras para análise de qualidade, respeitar área de segurança, sinalizar a área com indicativos de periculosidade e ou equipamento, dobrar material, controlar fluxo de entrada e saída dos produtos, selecionar aparas e sobras para reciclagem, verificar medidas e legendas do produto, demonstrar senso de organização e zelo, grampear material, demonstrar criatividade, monitorar o reparo das máquinas e equipamentos, demonstrar sociabilidade, informar a supervisão dos defeitos dos dispositivos de segurança das máquinas e equipamentos, fixar matriz de hot-stamping, vincar material, exigir os dispositivos de segurança das máquinas e equipamentos, furar material, analisar visualmente o produto, laminar material, costurar material, analisar o produto com base na ordem de serviço e tipo do original, realizar prova (teste) de gravação, testar os dispositivos de segurança das máquinas e equipamentos, realizar prova (teste) do produto, lubrificar as máquinas e equipamentos, serrilhar material, corrigir falhas de acabamento, cortar material, limpar máquinas e equipamentos, providenciar material para execução da etapa de acabamento, colar material, consultar manuais de máquinas e equipamentos, detectar problemas de funcionamento.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Refilador Gráfico ficou em 3.90%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Refilador Gráfico e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Trabalhadores do acabamento gráfico que ficou em 3.90% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Refilador Gráfico em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Refilador Gráfico ficou em 3.90% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 18,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Trabalhadores do acabamento gráfico 2024

O salário de Refilador Gráfico mostrado aqui é resultado do levantamento de 2048 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Trabalhadores do acabamento gráfico que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Refilador Gráfico com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Refilador Gráfico CBO 766320 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Refilador Gráfico em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Refilador Gráfico por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 44h 2.709,44 2.814,45 3.971,83 12,90 8.30%
Paraná 44h 2.423,67 2.517,61 3.552,92 11,50 7.70%
Rio Grande do Sul 43h 2.108,10 2.189,80 3.090,31 10,08 6.70%
Minas Gerais 43h 2.121,26 2.203,47 3.109,60 10,18 5.10%
Santa Catarina 44h 2.193,39 2.278,40 3.215,35 10,40 8.10%
Rio de Janeiro 43h 2.086,11 2.166,96 3.058,09 10,12 4.60%
Goiás 44h 1.878,62 1.951,43 2.753,92 8,90 7.70%
Amazonas 44h 1.657,54 1.721,78 2.429,83 7,84 8.20%
Bahia 44h 1.582,00 1.643,32 2.319,10 7,47 7.40%
Ceará 44h 1.658,81 1.723,10 2.431,69 7,86 5.00%
Pernambuco 41h 1.646,31 1.710,12 2.413,37 8,27 7.50%
Pará 43h 2.205,21 2.290,68 3.232,68 10,72 7.30%
Mato Grosso do Sul 44h 2.041,78 2.120,91 2.993,10 9,68 6.60%
Mato Grosso 44h 1.773,57 1.842,31 2.599,93 8,37 5.80%
Espírito Santo 43h 2.093,05 2.174,18 3.068,26 10,02 5.70%
Rio Grande do Norte 41h 1.306,49 1.357,13 1.915,22 6,59 7.30%
Paraíba 44h 1.386,03 1.439,75 2.031,82 6,54 7.00%
Alagoas 44h 1.428,12 1.483,47 2.093,51 6,74 5.70%
Distrito Federal 44h 2.283,56 2.372,07 3.347,53 10,88 7.70%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Refilador Gráfico.

Dissídio de Refilador Gráfico por cidade

Quanto ganha um Refilador Gráfico nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Refilador Gráfico na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 43 2.762,62 2.869,69 4.049,80 13,21 6.40%
São Bernardo do Campo, SP 44 2.584,22 2.684,38 3.788,28 12,22 4.80%
Guarulhos, SP 43 2.647,62 2.750,23 3.881,21 12,70 6.90%
Curitiba, PR 43 2.631,41 2.733,39 3.857,44 12,58 6.60%
Manaus, AM 44 1.657,54 1.721,78 2.429,83 7,84 6.70%
Caxias do Sul, RS 44 2.070,99 2.151,26 3.035,92 9,78 5.10%
Belo Horizonte, MG 43 2.369,63 2.461,47 3.473,70 11,49 6.10%
Campinas, SP 44 2.468,17 2.563,83 3.618,16 11,65 5.80%
Goiânia, GO 44 1.746,34 1.814,02 2.560,00 8,29 5.10%
Rio de Janeiro, RJ 42 2.353,02 2.444,21 3.449,34 11,53 7.30%
Fortaleza, CE 44 1.721,59 1.788,31 2.523,72 8,18 5.90%
Osasco, SP 44 4.037,39 4.193,86 5.918,50 19,09 5.80%
Diadema, SP 44 3.067,29 3.186,17 4.496,41 14,63 4.20%
Serafina Correa, RS 43 1.765,90 1.834,35 2.588,68 8,54 6.20%
Santana de Parnaíba, SP 44 2.157,80 2.241,43 3.163,17 10,19 6.80%
Sorocaba, SP 44 3.983,97 4.138,38 5.840,21 18,81 6.00%
Barueri, SP 44 3.254,47 3.380,60 4.770,80 15,44 6.40%
Juiz de Fora, MG 43 2.265,99 2.353,81 3.321,77 10,92 4.90%
Três Pontas, MG 44 1.456,56 1.513,01 2.135,20 6,88 4.60%
Porto Alegre, RS 42 2.565,46 2.664,89 3.760,78 12,55 5.60%
Santo André, SP 44 2.871,97 2.983,28 4.210,10 13,63 4.90%
Ribeirão Preto, SP 44 2.544,27 2.642,88 3.729,71 12,01 8.10%
Maceió, AL 44 1.428,12 1.483,47 2.093,51 6,74 7.60%
Recife, PE 42 1.626,34 1.689,37 2.384,09 7,99 4.90%
São Caetano do Sul, SP 44 2.753,34 2.860,06 4.036,20 13,00 7.60%
Novo Hamburgo, RS 44 1.884,81 1.957,86 2.763,00 8,90 4.80%
Mossoró, RN 40 1.284,38 1.334,15 1.882,80 6,67 7.40%
Uberaba, MG 44 1.938,63 2.013,76 2.841,88 9,25 4.30%
São José dos Campos, SP 44 2.237,42 2.324,14 3.279,90 10,56 4.80%
Valinhos, SP 44 2.353,87 2.445,10 3.450,59 11,11 7.70%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Refilador Gráfico. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Refilador Gráfico no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Impressão de material para outros usos 2.513,31 2.610,72 3.684,33 8.00%
Impressão de livros, revistas e outras publicações periódicas 2.890,19 3.002,20 4.236,80 4.20%
Impressão de material para uso publicitário 2.203,15 2.288,54 3.229,65 8.10%
Locação de mão-de-obra temporária 2.371,64 2.463,56 3.476,65 7.60%
Edição integrada à impressão de cadastros, listas e outros produtos gráficos 2.357,14 2.448,49 3.455,39 4.90%
Fabricação de embalagens de papel 2.248,10 2.335,23 3.295,54 6.30%
Fabricação de produtos de papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado para uso comercial e de escritório, exceto formulário contínuo 2.312,50 2.402,13 3.389,95 5.60%
Fabricação de embalagens de material plástico 1.807,09 1.877,13 2.649,06 5.10%
Serviços de acabamentos gráficos, exceto encadernação e plastificação 2.678,76 2.782,59 3.926,87 5.90%
Fabricação de embalagens de cartolina e papel-cartão 2.810,40 2.919,32 4.119,84 6.50%
Fabricação de chapas e de embalagens de papelão ondulado 2.213,69 2.299,49 3.245,10 4.90%
Comércio varejista de artigos de papelaria 2.418,11 2.511,83 3.544,77 6.20%
Serviços de pré-impressão 2.359,86 2.451,32 3.459,37 6.30%
Confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas e as confeccionadas sob medida 2.114,95 2.196,92 3.100,35 7.70%
Impressão de material de segurança 3.333,59 3.462,79 4.886,80 5.00%
Edição de livros 2.936,48 3.050,29 4.304,66 4.10%
Edição integrada à impressão de livros 2.216,91 2.302,83 3.249,82 6.10%
Comércio atacadista de embalagens 2.129,58 2.212,11 3.121,80 6.30%
Fabricação de produtos diversos 1.736,23 1.803,52 2.545,19 8.10%
Impressão de jornais 2.313,61 2.403,28 3.391,58 4.80%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.