O dissídio de Diretor de Produção e Operações de Turismo 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 122515 no cargo de Diretor de Produção e Operações de Turismo.

Estado com maior salário médio

São Paulo

R$ 33.322,68

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

7 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade que mais contrata

Rio de Janeiro - RJ

4 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Diretor de produção e operações de turismo Formula e acompanha a execução das diretrizes do planejamento estratégico e tático de atividades de produção e operações de empresas prestadoras de serviços de turismo, no mais alto nível da administração, com a ajuda de executivos e gerentes subordinados, para maximizar efetividade e/ou lucratividade nas operações Realiza pesquisas e análises de mercado visando melhorar resultados e replanejar estratégias.

Garante a qualidade de produtos e serviços oferecidos com base nos resultados da pesquisa de satisfação de clientes e no monitoramento dos processos Gera relatórios e os recursos envolvidos, número e valor dos fornecedores contratados, qualidade dos serviços, entre outras funções Em corporações, formula políticas, segundo as diretrizes estabelecidas por um conselho de administração.

Dirige a instituição segundo normas de conformidade legal e jurídica

O que faz um Diretor de Produção e Operações de Turismo

O Diretor de produção e operações de turismo estabelece planos, políticas e diretrizes tecnológicas e de gestão do planejamento estratégico e das metas do planejamento tático, de produção e operações de empresas prestadoras de serviços de turismo, de acordo com as orientações do conselho de administração e com as informações elaboradas pelos diretores e gerentes executivos Define políticas de benefícios para a força de trabalho e de promoções para gerentes e chefes.

Define estratégias de marketing e de vendas e políticas de comissionamento.

Define políticas de qualidade, indicadores de desempenho e suas metas, estabelecendo os tipos e quantidade de auditorias Define políticas de segurança.

Traça plano operacional em conjunto com gerentes executivos, utilizando-se de sistemas de gestão integrado e sistemas de inteligência empresarial Elabora programas turísticos e cronogramas de viagens, planeja a logística terrestre, aérea e aquaviária, planeja roteiros turísticos e estabelece parcerias para viabilizá-los.

Estabelece estratégias comerciais, definindo preços de produtos e serviços e formas de pagamento.

Planeja e autoriza investimentos, calculando o retorno destes Reúne-se com outros diretores e gerentes executivos para a avaliação e acompanhamento do planejamento estratégico.

Se necessário, realiza ajustes no planejamento estratégico e nas metas estabelecidas, assegurando o cumprimento da missão da instituição.

Executa planos de negócios, pesquisando e contatando fornecedores, negociando com fornecedores, clientes e parceiros, firmando contratos de compras e de seguros, acompanhando os contratos negociados, controlando o histórico de reservas, acompanhando o desenvolvimento das viagens Aprova orçamentos, eventos e campanhas de marketing, escolhendo produtos para veiculação de propaganda, definindo formas de divulgação e programando promoções Controla a divulgação de produtos e o retorno nas vendas.

Estabelece e implementa parcerias, negocia com parceiros, avaliando o desempenho destes Realiza a gestão dos recursos materiais e financeiros e dos custos da operação, utilizando-se de sistema de gestão integrado e sistema de inteligência empresarial Contrata auditorias.

Controla resultados, monitorando metas e indicadores de desempenho, avaliando vendas e margem de lucro, analisando histórico dos resultados, avaliando relatórios, alterando produtos conforme oscilação de custos e de preço final Apresenta, periodicamente, como representante legal da empresa, relatórios de acompanhamento das atividades, interagindo com o conselho de administração ou órgão superior e os acionistas, quando houver.

Coordena equipes de gestores, selecionando-os, provendo capacitação das equipes e orientando seus membros Garante a qualidade de produtos e serviços, solicitando pesquisa de satisfação do cliente e analisando os resultados, zelando pelo funcionamento e pela imagem da organização Cobra a padronização dos serviços, corrigindo desvios.

Providencia estudos e análise de mercado turístico de roteiros nacionais e internacionais, para acompanhar e comparar as condições de concorrência, recomendando o uso de sistemas de inteligência empresarial e de mercado Realiza ações de comunicação externa, recebendo visitantes, atendendo a franqueados e parceiros, concedendo entrevistas, representando a empresa em eventos, visitando parceiros e participando de feiras nacionais e internacionais Coordena políticas de integração da instituição com a comunidade externa.

Dirige a instituição e faz cumprir normas de conformidade legal e jurídica Organiza corpo consultivo para prevenir possíveis situações de risco .

Funções do Diretor de produção e operações de turismo

O profissional Diretor de Produção e Operações de Turismo deve definir planos, políticas e diretrizes, comunicar-se, executar planos de negócios, demonstrar competências pessoais, produzir resultados, garantir qualidade de produtos e serviços, coordenar equipes, traçar plano operacional, analisar mercado.

Condições de trabalho da profissão

Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação desenvolvem as atividades em equipe, sob supervisão ocasional, em ambientes fechados e no período diurno. No caso específico de diretores, podem trabalhar sob pressão, ocasionando estresse.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Diretor de produção e operações de turismo

Um Diretor de produção e operações de turismo deve acompanhar desenvolvimento das viagens, demonstrar poder de convencimento, tomar decisões, demonstrar confiabilidade, participar de feiras nacionais e internacionais, visitar parceiros, implementar parcerias, definir prioridades, controlar reservas, solicitar pesquisa de satisfação do cliente, definir estratégias de vendas, conceder entrevistas, gerir custos, negociar com fornecedores, clientes e parceiros, trabalhar em equipe, cobrar padronização de produtos e serviços, avaliar desempenho dos parceiros, ceder vantagens para agências em aliança, capacitar equipes, demonstrar dinamismo, prestar contas a superiores, programar eventos, definir estratégias de marketing, selecionar equipes, avaliar vendas, aprovar campanhas de marketing, planejar roteiros turísticos, zelar pelo funcionamento da organização, orientar equipes, acompanhar concorrência, avaliar relatórios, promover funcionários, definir políticas de qualidade, analisar pesquisa de satisfação do cliente, dispensar gerentes e chefes, firmar contratos de compras, escolher formas de divulgação, analisar pontos turísticos, demonstrar fluência em outro idioma, comparar condições da concorrência, representar empresa em eventos, decidir políticas de comissionamento, planejar logística terrestre, aérea e aquaviária, avaliar margem de lucros, contatar fornecedores, premiar desempenho de funcionários, demonstrar criatividade, aprovar eventos, monitorar indicadores de desempenho, aprovar orçamentos, demonstrar agilidade, monitorar metas, pesquisar fornecedores, fixar metas, calcular retorno de investimento, demonstrar liderança, estabelecer formas de pagamento, estabelecer preços de produtos e serviços, definir políticas de segurança, definir objetivos, visualizar futuro, corrigir desvios, demonstrar visão de mercado, firmar contratos de seguros, aprovar alterações de padrão, elaborar orçamentos, autorizar investimento, elaborar programas turísticos, controlar divulgação de produtos, gerir recursos materiais e financeiros, receber visitantes, definir políticas de promoções para gerentes e chefes, escolher produtos para veiculação, definir políticas de benefícios para colaboradores, demonstrar proatividade, informar-se da situação da organização, demonstrar objetividade, alterar produto conforme oscilação de custos e de preço final, acompanhar contratos negociados, definir indicadores de desempenho, demonstrar flexibilidade, avaliar desempenho de equipes, analisar localidades nacionais e internacionais, do ponto de vista turístico, realizar visitas de inspeção, atender a franqueados e parceiros, elaborar cronogramas de viagens, estabelecer parcerias, zelar pela imagem da organização, avaliar comportamento dos resultados, escolher produtos para promoção.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Diretor de Produção e Operações de Turismo ficou em 5.80%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Diretor de Produção e Operações de Turismo e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação que ficou em 5.80% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Diretor de Produção e Operações de Turismo em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Diretor de Produção e Operações de Turismo ficou em 8.20% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 34,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação 2024

O salário de Diretor de Produção e Operações de Turismo mostrado aqui é resultado do levantamento de 31 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Diretor de Produção e Operações de Turismo com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Diretor de Produção e Operações de Turismo CBO 122515 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Diretor de Produção e Operações de Turismo em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Diretor de Produção e Operações de Turismo por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Diretor de Produção e Operações de Turismo.

Dissídio de Diretor de Produção e Operações de Turismo por cidade

Quanto ganha um Diretor de Produção e Operações de Turismo nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Diretor de Produção e Operações de Turismo na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Diretor de Produção e Operações de Turismo. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Diretor de Produção e Operações de Turismo no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Agências de viagens 21.883,30 22.731,43 32.079,28 7.80%
Serviços de reservas e outros serviços de turismo 9.734,45 10.111,73 14.269,98 5.70%
Serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas 2.702,59 2.807,33 3.961,79 8.30%
Atividades de associações de defesa de direitos sociais 2.732,15 2.838,04 4.005,12 6.70%
Hotéis 28.956,72 30.079,00 42.448,39 4.10%
Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não-customizáveis 20.697,81 21.500,00 30.341,45 7.00%
Administração pública em geral 2.888,07 3.000,00 4.233,69 7.90%
Parques de diversão e parques temáticos 5.185,04 5.386,00 7.600,88 4.30%
Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas não especificadas anteriormente 5.134,98 5.334,00 7.527,50 6.20%
Impressão de livros, revistas e outras publicações periódicas 3.050,76 3.169,00 4.472,19 6.30%
Fornecimento e gestão de recursos humanos para terceiros 7.052,66 7.326,00 10.338,67 4.20%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.