O dissídio de Técnico em Materiais Ópticos 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 313505 no cargo de Técnico em Materiais Ópticos.

Estado com maior salário médio

Santa Catarina

R$ 2.085,22

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

1.827 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Barueri - SP

R$ 2.624,18

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

355 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Técnico em fotônica projeta sistemas, desenvolve protótipos, manufatura produtos, instala produtos e sistemas, realiza manutenção em sistemas e equipamentos e presta assistência técnica em fotônica Constrói, ajusta, testa, instala e mantém equipamentos ópticos ou de fibra óptica, como laser, microscópios e módulos de câmeras.

Opera instrumentos de medição Realiza ensaios fotônicos destrutivos e não destrutivos Pode fazer calibração de instrumentos de medição fotônicos em laboratórios credenciados.

Realiza caracterização de protótipos, produtos e sistemas fotônicos Documenta atividades e procedimentos Cumpre normas técnicas, normas de qualidade, procedimentos de gestão e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

O que faz um Técnico em Materiais Ópticos

O Técnico em fotônica realiza atividades aplicando tecnologia fotônica Identifica fontes de luz, detectores e sensores de luz e materiais para fotônica.

Manuseia instrumentos e equipamentos fotônicos, equipamentos mecânicos e eletroeletrônicos, equipamentos de vácuo e criogenia, e equipamentos de alta temperatura.

Manuseia instrumentos e aparelhos de pesquisa em fotônica Projeta sistemas em fotônica, definindo o escopo do projeto, pesquisando produtos, tecnologia e bibliografia, selecionando e interpretando normas técnicas.

Elabora o detalhamento do projeto Define equipamentos e materiais.

Avalia custos do projeto.

Classifica o produto resultante do projeto, no que se refere ao nível de segurança de sua utilização Pode desenvolver projetos com aplicações de displays, LEDs, fibras ópticas, laser, sensores e outros recursos proporcionados pela fotônica.

Desenvolve protótipos, interpretando o projeto, utilizando equipamentos e materiais.

Monta o protótipo Realiza a caracterização do protótipo Manufatura produtos fotônicos, selecionando matéria-prima, operando equipamentos e instrumentos, e seguindo procedimentos de manuseio de produtos fotônicos.

Controla o ambiente e o processo de manufatura Segue os procedimentos do ambiente controlado (sala limpa) Homologa produtos e fornecedores.

Valida produtos manufaturados Estabelece procedimentos para manuseio, embalagem, transporte e armazenamento de produtos fotônicos manufaturados.

Instala produtos ou sistemas fotônicos, interpretando projetos de instalação e organizando materiais e recursos Monta componentes e sistemas fotônicos No processo de instalação, monitora sistemas e redes ópticas.

Faz a caracterização de sistemas fotônicos instalados Presta suporte técnico em produtos ou sistemas fotônicos instalados Realiza manutenção em sistemas e equipamentos fotônicos, avaliando indicadores, planejando o processo e as etapas de trabalho de manutenção.

Planeja manutenção preventiva e preditiva Faz o diagnóstico e a análise de falhas em sistemas e equipamentos Executa procedimentos de manutenção preditiva, preventiva e corretiva.

Realiza capacitação para utilização e manutenção de sistemas fotônicos Presta assistência técnica em fotônica, realizando manutenção em campo e executando manutenção sob demanda, para clientes Pode prestar assistência técnica em fotônica para áreas e segmentos diversificados, tais como tecnologia da informação, iluminação, produção e controle de processos industriais, iluminação, biofotônica e área médica Presta assessoria para manutenção de sistemas fotônicos Opera instrumentos de medição – tais como espectrômetros, reflectômetros, interferômetros e medidores de potência e energia óptica -, mede características geométricas e mede características ópticas.

Pode realizar calibração de instrumentos de medição fotônicos em laboratórios credenciados Mantém a rastreabilidade em padrões e instrumentos de medição Faz a caracterização de produtos e sistemas fotônicos, aplicando procedimentos de medição Realiza ensaios fotônicos destrutivos e não destrutivos Documenta atividades e procedimentos, elaborando documentação de projeto, de protótipo e de produto Prepara documentação de produtos e sistemas fotônicos instalados Elabora manual de operação de equipamentos e sistemas fotônicos Prepara instruções de trabalho para produção e manutenção em fotônica Integra-se ao sistema de gestão da qualidade, interpretando e aplicando normas, aplicando técnicas estatísticas, e participando da implantação do sistema Integra-se ao sistema de gestão ambiental, seguindo normas e avaliando impactos ambientais das atividades Gera documentação para o sistema de gestão ambiental Pode participar de comitês de normas técnicas Conserva ferramentas, instrumentos de trabalho e equipamentos Trabalha com segurança, utilizando equipamentos de proteção individual e seguindo normas Prepara o ambiente de trabalho, tendo em vista a segurança das operações Comunica riscos e falhas de operação.

Funções do Técnico em fotônica

O profissional Técnico em Materiais Ópticos deve aplicar a tecnologia da fotônica, realizar medições, projetar sistemas em fotônica, manufaturar produtos fotônicos, integrar-se ao sistema de gestão da qualidade, realizar manutenção em sistema e equipamentos, integrar-se ao sistema de gestão ambiental, trabalhar com segurança, demonstrar competências pessoais, prestar assistência técnica, desenvolver protótipos, documentar atividades e procedimentos, instalar produtos ou sistemas fotônicos.

Condições de trabalho da profissão

Técnicos em fotônica esses trabalhadores atuam em áreas ligadas à fabricação de material eletrônico e de aparelhos e equipamentos de comunicação, campos especializados, como defesa, segurança pública, indústria aero espacial, comunicações, medicina, meio ambiente, energia, transportes, manufaturas com fotônica (e.G. Equipamentos a laser, fibras óticas), testes e análises, computadores. São empregados com carteira, trabalham de forma individual, com supervisão ocasional, em ambiente fechado e em horário diurno. Eventualmente, são expostos a materiais tóxicos e à luz.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Técnico em fotônica

Um Técnico em fotônica deve selecionar materiais para descarte ou reciclagem, pesquisar produtos, tecnologia e bibliografia, interpretar textos em língua inglesa, definir detalhamento do projeto, manusear equipamentos de vácuo e criogenia, manusear equipamentos mecânicos e eletroeletrônicos, prestar suporte técnico, monitorar sistemas e redes ópticas, realizar calibrações, diagnosticar falhas, interpretar o projeto, manusear instrumentos e equipamentos fotônicos, homologar produtos e fornecedores, avaliar os impactos ambientais da atividade, tomar decisões, medir características ópticas, selecionar matéria-prima, interpretar normas do sistema da qualidade, caracterizar o protótipo, sinalizar locais de riscos, utilizar princípios e sistemas básicos de óptica, aplicar técnicas estatísticas, trabalhar de forma organizada, capacitar pessoas para manutenção do sistema, realizar manutenção para clientes, monitorar processo de manufatura, definir o escopo do projeto, elaborar documentação técnica do produto (data sheet), assessoria a manutenção do sistema, treinar pessoas, realizar a manutenção corretiva, identificar materiais para fotônica, documentar produtos e sistemas fotônicos instalados, manusear adequadamente produtos fotônicos, documentar o projeto, realizar ensaios destrutivos, preparar ambiente seguro de trabalho, realizar manutenção preditiva, avaliar custos do projeto, elaborar instruções de trabalho para produção e manutenção, medir características geométricas, operar equipamentos e instrumentos, manusear equipamentos de alta temperatura, selecionar normas técnicas, caracterizar sistemas fotônicos instalados, demonstrar afinidade para trabalhar com informática, caracterizar produtos e sistemas fotônicos, identificar fontes de luz, classificar quanto ao nível de segurança a utilização dos produtos, utilizar equipamentos e materiais, certificar-se da calibração dos instrumentos, controlar ambiente de manufatura, interpretar projetos de instalação, capacitar pessoas para utilização do sistema, documentar o protótipo, estabelecer procedimentos para manuseio, embalagem, transporte e armazenamento (enat), elaborar manual de operação, operar ferramentas de informática, delegar funções, orientar pessoas, utilizar princípios de física, química e matemática, realizar manutenção fotônica em campo, seguir procedimentos, realizar ensaios não-destrutivos, seguir as normas ambientais, participar de comitês de normas técnicas, demonstrar capacidade de enfrentar situações de emergências, elaborar relatório de impacto ao meio ambiente (rima), comunicar riscos e falhas de operação, identificar os riscos de acidentes com os equipamentos, gerar documentação de preservação ao meio ambiente, utilizar equipamentos de segurança individual - epi, demonstrar capacidade de resolver problemas, operar instrumentos de medição, adaptar-se a novas tecnologias, demonstrar capacidade de concentração, validar produtos manufaturados, demonstrar acuidade visual, demonstrar habilidade manual, trabalhar em equipe, participar da implantação do sistema de gestão da qualidade, aplicar a tecnologia da informação, seguir normas de segurança, definir equipamentos e materiais, interpretar adequando o projeto às normas técnicas, demonstrar iniciativa, relatar as normas envolvidas nas atividades e procedimentos, realizar manutenção preventiva, manter a rastreabilidade em padrões e instrumentos, atualizar-se profissionalmente, identificar detectores e ou sensores de luz, montar protótipo.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Técnico em Materiais Ópticos ficou em 7.70%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Técnico em Materiais Ópticos e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Técnicos em fotônica que ficou em 7.70% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Técnico em Materiais Ópticos em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Técnico em Materiais Ópticos ficou em 7.80% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 21,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Técnicos em fotônica 2024

O salário de Técnico em Materiais Ópticos mostrado aqui é resultado do levantamento de 5941 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Técnicos em fotônica que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Técnico em Materiais Ópticos com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Técnico em Materiais Ópticos CBO 313505 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Técnico em Materiais Ópticos em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Técnico em Materiais Ópticos por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 44h 1.984,21 2.061,12 2.908,71 9,45 5.60%
Minas Gerais 44h 1.653,88 1.717,98 2.424,47 7,85 5.10%
Paraná 44h 1.649,77 1.713,71 2.418,44 7,83 4.20%
Rio Grande do Sul 44h 1.876,13 1.948,84 2.750,26 8,91 4.40%
Rio de Janeiro 43h 1.974,76 2.051,29 2.894,85 9,55 4.10%
Bahia 44h 1.513,77 1.572,44 2.219,08 7,23 5.90%
Pará 44h 1.633,12 1.696,41 2.394,03 7,76 7.60%
Santa Catarina 43h 2.007,42 2.085,22 2.942,72 9,70 5.90%
Maranhão 44h 1.489,10 1.546,82 2.182,91 7,09 5.00%
Pernambuco 42h 1.609,36 1.671,73 2.359,20 8,00 4.20%
Goiás 44h 1.604,83 1.667,03 2.352,56 7,63 7.30%
Tocantins 44h 1.349,96 1.402,28 1.978,95 6,39 7.30%
Ceará 44h 1.642,18 1.705,82 2.407,31 7,77 6.00%
Mato Grosso 44h 1.678,68 1.743,74 2.460,82 7,96 6.50%
Distrito Federal 44h 1.616,89 1.679,55 2.370,23 7,66 5.10%
Rondônia 44h 1.471,53 1.528,56 2.157,15 6,95 4.10%
Espírito Santo 43h 1.910,39 1.984,43 2.800,49 9,19 4.20%
Piauí 44h 1.601,60 1.663,68 2.347,83 7,56 5.50%
Paraíba 44h 1.532,07 1.591,45 2.245,90 7,28 4.40%
Rio Grande do Norte 44h 1.773,47 1.842,21 2.599,78 8,37 7.90%
Mato Grosso do Sul 44h 1.949,64 2.025,20 2.858,02 9,21 4.70%
Amazonas 44h 1.867,71 1.940,10 2.737,92 8,82 7.80%
Sergipe 41h 1.445,77 1.501,80 2.119,39 7,25 6.20%
Alagoas 44h 1.414,67 1.469,50 2.073,80 6,68 7.20%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Técnico em Materiais Ópticos.

Dissídio de Técnico em Materiais Ópticos por cidade

Quanto ganha um Técnico em Materiais Ópticos nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Técnico em Materiais Ópticos na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 44 2.157,92 2.241,55 3.163,35 10,24 4.80%
Osasco, SP 44 2.005,05 2.082,76 2.939,26 9,47 8.10%
Uberlândia, MG 44 1.584,81 1.646,24 2.323,22 7,48 8.30%
Indaiatuba, SP 42 1.838,91 1.910,18 2.695,71 9,07 4.50%
Rio de Janeiro, RJ 43 2.144,88 2.228,01 3.144,24 10,38 4.60%
Londrina, PR 44 1.404,90 1.459,35 2.059,47 6,63 6.30%
Cajamar, SP 44 1.975,04 2.051,59 2.895,27 9,38 6.00%
Salvador, BA 44 1.407,68 1.462,24 2.063,56 6,67 5.20%
Porto Alegre, RS 44 1.932,60 2.007,51 2.833,05 9,16 7.60%
Belo Horizonte, MG 43 1.768,43 1.836,97 2.592,39 8,48 8.20%
Curitiba, PR 43 1.746,39 1.814,08 2.560,08 8,37 5.80%
Recife, PE 41 1.674,37 1.739,26 2.454,50 8,45 8.20%
Goiânia, GO 44 1.610,39 1.672,81 2.360,71 7,68 6.30%
São José dos Campos, SP 44 1.964,03 2.040,15 2.879,12 9,27 7.90%
Araguaína, TO 44 1.327,43 1.378,88 1.945,91 6,27 7.70%
Niterói, RJ 44 1.888,69 1.961,89 2.768,67 8,97 5.00%
São Luís, MA 44 1.554,39 1.614,64 2.278,63 7,37 5.70%
Novo Hamburgo, RS 43 1.939,23 2.014,39 2.842,76 9,34 6.60%
Brasília, DF 44 1.616,89 1.679,55 2.370,23 7,66 4.30%
Ananindeua, PA 44 1.646,50 1.710,31 2.413,64 7,78 4.20%
Fortaleza, CE 44 1.687,37 1.752,77 2.473,56 7,98 4.10%
Teresina, PI 44 1.631,55 1.694,78 2.391,73 7,70 7.20%
Natal, RN 44 1.776,10 1.844,94 2.603,63 8,39 8.00%
João Pessoa, PB 44 1.514,07 1.572,75 2.219,51 7,20 4.20%
Campinas, SP 44 2.183,27 2.267,89 3.200,51 10,31 5.20%
Fazenda Rio Grande, PR 44 1.636,97 1.700,41 2.399,67 7,73 6.80%
Cuiabá, MT 44 1.646,46 1.710,27 2.413,59 7,82 5.60%
Itanhaém, SP 44 1.631,10 1.694,32 2.391,07 7,72 4.90%
Duque de Caxias, RJ 42 1.680,64 1.745,78 2.463,70 8,36 5.20%
São Leopoldo, RS 44 1.714,60 1.781,05 2.513,47 8,10 4.50%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Técnico em Materiais Ópticos. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Técnico em Materiais Ópticos no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Serviços de comunicação multimídia - scm 1.687,11 1.752,50 2.473,18 8.00%
Manutenção de estações e redes de telecomunicações 1.725,37 1.792,24 2.529,26 5.10%
Construção de estações e redes de telecomunicações 1.722,72 1.789,49 2.525,38 7.80%
Provedores de acesso às redes de comunicações 1.714,90 1.781,37 2.513,92 8.00%
Outras atividades de telecomunicações não especificadas anteriormente 1.951,70 2.027,34 2.861,05 4.80%
Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação 1.615,01 1.677,60 2.367,48 5.60%
Atividades de estética e outros serviços de cuidados com a beleza 1.974,43 2.050,95 2.894,36 4.30%
Instalação e manutenção elétrica 1.888,29 1.961,47 2.768,09 5.50%
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 1.536,98 1.596,55 2.253,10 7.80%
Comércio varejista de artigos de óptica 1.909,43 1.983,44 2.799,09 5.80%
Comércio atacadista de equipamentos de informática 1.674,70 1.739,60 2.454,98 7.40%
Serviços de telefonia fixa comutada - stfc 2.061,85 2.141,76 3.022,51 4.30%
Reparação e manutenção de computadores e de equipamentos periféricos 1.616,63 1.679,29 2.369,86 5.90%
Outras obras de instalações em construções não especificadas anteriormente 1.785,97 1.855,19 2.618,10 4.50%
Comércio varejista especializado de equipamentos e suprimentos de informática 1.779,45 1.848,41 2.608,54 5.20%
Restaurantes e similares 1.445,98 1.502,02 2.119,70 7.80%
Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet 1.573,22 1.634,19 2.306,22 5.60%
Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas não especificadas anteriormente 1.500,88 1.559,04 2.200,17 7.80%
Serviços de engenharia 2.152,89 2.236,33 3.155,97 5.90%
Operadoras de televisão por assinatura por cabo 2.179,78 2.264,27 3.195,40 6.90%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.