O dissídio de Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 811320 no cargo de Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos).

Estado com maior salário médio

Pará

R$ 2.962,00

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

47 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade que mais contrata

Santa Rita - PB

13 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Operador de filtro de tambor rotativo (tratamentos químicos e afins) opera filtro de tambor rotativo, alimentando-o e ajustando os parâmetros de operação, para a separação de misturas sólido-líquido provenientes de tratamentos químicos e afins Controla a qualidade, analisando, em campo, amostras dos produtos que saem do filtro de tambor rotativo.

Planeja a execução das atividades, examinando as informações do turno anterior e selecionando ferramentas, materiais e produtos químicos Controla estoque de materiais e equipamentos Cumpre normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de combate a incêndio e de preservação ambiental.

O que faz um Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos)

O Operador de filtro de tambor rotativo (tratamentos químicos e afins) planeja a execução das atividades, tomando conhecimento das informações operacionais e dos registros feitos pelos operadores de filtro de tambor rotativo no turno anterior, para dar continuidade ao trabalho Seleciona ferramentas e requisita materiais e produtos químicos.

Realiza a inspeção dos equipamentos, controlando as variáveis de processo.

Opera filtro de tambor rotativo, alimentando os filtros com a mistura a ser filtrada, regulando os parâmetros de operação, acionando o tambor rotativo e os equipamentos auxiliares, dosando produtos químicos, e regulando as válvulas de comando e a rotação do tambor, para a separação de misturas sólido-líquido provenientes de tratamentos químicos e afins Controla o sistema de lavagem da torta.

Limpa calhas e caixas de descarga e lava setores do filtro Substitui elementos filtrantes, periodicamente.

Coleta, identifica, registra e analisa, em campo, amostras dos produtos que saem do filtro de tambor rotativo.

Compara os resultados das análises com padrões, com intuito de verificar se há necessidade de efetuar ajustes nas variáveis de processo Controla o estoque de materiais e equipamentos, verificando as quantidades disponíveis para uso.

Encaminha requisições para reposição.

Recebe, confere, registra e armazena materiais e equipamentos requisitados Transfere itens para a unidade operativa, a fim de garantir o atendimento às demandas Atualiza o banco de dados do estoque.

Elabora relatório, registrando informações e relatando ocorrências do turno, para continuidade do trabalho no turno posterior Conserva a área de trabalho limpa e organizada Mantém ferramentas e instrumentos de trabalho limpos, organizados, acondicionados e em plenas condições de uso e funcionamento.

Solicita serviço de manutenção corretiva de equipamentos, quando necessário Trabalha com segurança, cumprindo os procedimentos operacionais da empresa e utilizando equipamentos de proteção individual.

Inspeciona locais de trabalho, relatando situações de risco e solicitando o bloqueio de equipamentos, quando necessário.

Funções do Operador de filtro de tambor rotativo (tratamentos químicos e afins)

O profissional Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) deve trabalhar com segurança, controlar estoques de materiais e equipamentos, demonstrar competências pessoais, operar filtros de secagem, tambor e esteira, preparar local de trabalho, amostrar materiais.

Condições de trabalho da profissão

Operadores de equipamentos de filtragem e separação os cargos dessa família CBO são empregados na condição de trabalhadores assalariados com carteira assinada e podem atuar em empresas do ramo de extração de minerais metálicos, fabricação de produtos químicos, metalurgia básica, captação, purificação e distribuição de água, limpeza urbana e de esgoto. O trabalho é organizado na forma de turnos de produção e equipes de operação, é realizado em ambientes fechados e a céu aberto, podendo haver exposição a materiais tóxicos, ruído intenso e altas temperaturas. Os profissionais atuam sob supervisão permanente e o horário de trabalho é em sistema de rodízio de turnos, que podem ocorrer em períodos diurnos e noturnos.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Operador de filtro de tambor rotativo (tratamentos químicos e afins)

Um Operador de filtro de tambor rotativo (tratamentos químicos e afins) deve registrar resultados da análise das amostras, verificar equipamentos de controle, atualizar banco de dados do estoque de materiais e equipamentos, selecionar ferramentas de trabalho, limpar calhas e caixas de descarga, montar telas reservas, cumprir procedimentos operacionais da empresa, comparar resultados das análises com especificações do produto, demonstrar senso de responsabilidade, controlar variáveis do processo, demonstrar comunicabilidade, armazenar materiais e equipamentos, demonstrar criatividade, efetuar pequenos ajustes no filtro, utilizar ferramentas específicas para as atividades, receber materiais e equipamentos, relatar situações de risco, prever quantidade de materiais e equipamentos, transferir materiais e equipamentos para unidade base e operativa, trabalhar de acordo com as normas de segurança, higiene, saúde e meio ambiente da empresa, solicitar material e equipamento, para uso e reposição, ajustar variáveis no processo, em caso de não-conformidade, regular rotação do tambor e da esteira, substituir elementos filtrantes periodicamente, dosar produto químico, realizar inspeção nos equipamentos operacionais, coletar amostras, solicitar manutenção corretiva dos equipamentos do processo, relatar informações, para o turno posterior, demostrar sociabilidade, alimentar filtro com polpa, regular válvulas, demostrar dinamismo, manipular produtos químicos, controlar sistema de lavagem da torta, requisitar materiais sobressalentes, utilizar equipamento de proteção individual (epi), conservar limpa a área de trabalho, inspecionar locais de trabalho, demostrar criticidade, tomar iniciativa, acionar tambor rotativo, esteira e equipamentos auxiliares, conferir informações operacionais, repassadas pelo turno anterior, lavar setores do filtro, bloquear equipamentos, em situação de risco, identificar amostras, analisar amostras.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) ficou em 5.30%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Operadores de equipamentos de filtragem e separação que ficou em 5.30% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) ficou em 3.40% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 20,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Operadores de equipamentos de filtragem e separação 2024

O salário de Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) mostrado aqui é resultado do levantamento de 158 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Operadores de equipamentos de filtragem e separação que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) CBO 811320 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 44h 2.085,85 2.166,69 3.057,70 9,85 5.80%
Rio Grande do Sul 43h 1.841,92 1.913,30 2.700,11 8,84 8.10%
Paraná 44h 1.824,20 1.894,90 2.674,14 8,61 8.10%
Rio de Janeiro 43h 1.460,46 1.517,06 2.140,92 7,14 7.00%
Paraíba 44h 1.591,25 1.652,92 2.332,65 7,51 6.40%
Pernambuco 41h 1.430,04 1.485,46 2.096,33 7,17 6.20%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos).

Dissídio de Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) por cidade

Quanto ganha um Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Santa Rita, PB 44 1.591,25 1.652,92 2.332,65 7,51 5.90%
Catanduva, SP 44 2.151,70 2.235,09 3.154,23 10,16 7.90%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos). Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Operador de Máquina de Filtro Rotativo (tratamentos Químicos) no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Fabricação de açúcar em bruto 1.692,96 1.758,58 2.481,76 5.20%
Fabricação de álcool 1.504,07 1.562,36 2.204,85 6.70%
Fabricação de óleos vegetais em bruto, exceto óleo de milho 2.151,70 2.235,09 3.154,23 5.00%
Fabricação de outros produtos têxteis 1.920,22 1.994,64 2.814,90 4.30%
Recuperação de materiais plásticos 1.685,78 1.751,11 2.471,22 5.60%
Metalurgia do pó 1.738,45 1.805,83 2.548,43 6.00%
Comércio varejista de materiais hidráulicos 1.521,70 1.580,68 2.230,70 7.20%
Fabricação de outros produtos de metal 1.836,31 1.907,49 2.691,90 8.20%
Moagem e fabricação de produtos de origem vegetal 2.478,28 2.574,33 3.632,98 4.60%
Fabricação de produtos químicos orgânicos 1.859,67 1.931,75 2.726,14 5.60%
Comércio atacadista especializado em outros produtos intermediários 1.832,48 1.903,50 2.686,28 4.60%
Fabricação de óleos vegetais refinados, exceto óleo de milho 1.328,51 1.380,00 1.947,50 7.50%
Fabricação de artefatos de material plástico para usos industriais 1.936,29 2.011,33 2.838,45 7.00%
Padaria e confeitaria com predominância de revenda 1.724,18 1.791,00 2.527,51 7.40%
Recuperação de materiais 2.425,98 2.520,00 3.556,30 7.20%
Fabricação de máquinas e equipamentos para uso industrial específico , peças e acessórios 2.414,91 2.508,50 3.540,07 6.80%
Fabricação de outras peças e acessórios para veículos automotores não especificadas anteriormente 2.906,36 3.019,00 4.260,50 5.50%
Fabricação de fibras artificiais e sintéticas 1.538,38 1.598,00 2.255,15 4.10%
Fabricação de aditivos de uso industrial 1.634,65 1.698,00 2.396,27 8.30%
Fabricação de alimentos para animais 1.928,27 2.003,00 2.826,69 4.10%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.