O dissídio de Gerente de Compras 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 142405 no cargo de Gerente de Compras.

Estado com maior salário médio

São Paulo

R$ 10.832,94

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

2.699 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Cotia - SP

R$ 14.098,08

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

1.277 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Gerente de compras Planeja, organiza, dirige, coordena, controla e avalia as atividades da gerência de compras de uma empresa, de um estabelecimento ou de um departamento, sob a direção de um diretor ou gerente geral Gerencia os processos de equipes de compras, analisando a necessidade de aquisição, as cotações e os custos dos produtos, entre outros parâmetros.

Pode utilizar sistemas de compra automatizados Monitora, desenvolve e qualifica/desqualifica fornecedores Organiza processos licitatórios.

Administra pessoas, finanças, suprimentos, operações de compras Relaciona-se com os departamentos da empresa, com fornecedores, clientes, entre outros, e presta assistência à direção da empresa e a seus departamentos Cumpre e faz cumprir procedimentos éticos, normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de qualidade e de preservação ambiental.

O que faz um Gerente de Compras

O Gerente de compras planeja, organiza, dirige, coordena, controla e avalia atividades das equipes de gerência de compras de uma empresa, garantindo que tarefas, operações e processos sigam os procedimentos estabelecidos, com o objetivo de maximizar os resultados estabelecidos em metas Gerencia compras, fixando quantidades e prazos mínimos para as requisições, levando em conta as necessidades da empresa.

Analisa cotações e custos incidentes nas compras.

Equaliza preços das cotações, colocando-as sob as mesmas referências de frete, moeda, e de itens complementares Cota preços para compras especiais, priorizando emergências.

Adequa prazos de entrega às necessidades do cliente interno Negocia preços com fornecedores.

Controla orçamento de compras por centro de custo.

Verifica as condições de venda e de entrega do produto ou serviço para garantir sua disponibilidade nos processos da empresa Representa a empresa na negociação de contratos e na formulação de políticas com fornecedores.

Aprova pedidos de compra e celebra contratos.

Gerencia contratos, observando conformidade de especificações e de prazos, para reduzir os riscos e as perdas financeiras Organiza processos licitatórios em conjunto com as áreas técnica e jurídica Promove inovações nos processos de compra, utilizando tecnologias de informação e comunicação, sistema automatizado para os processos de compras e software de gestão, inclusive para compras “online”.

Monitora o sistema de gestão de fornecedores, avaliando os respectivos desempenhos, o processo produtivo, os preços praticados em comparação aos de mercado Analisa os parâmetros técnicos estabelecidos pelo departamento de compras e os ofertados pelo fornecedor, a fim de garantir a conformidade com a política da empresa Desenvolve novos fornecedores, identificando-os e qualificando-os.

Localiza novos fornecedores, produtos e serviços, realizando visitas, participando de feiras e congressos e consultando revistas, internet e guias Pesquisa informações cadastrais, financeiras, sociais, ambientais e outras, de fornecedores, visando à qualificação que atenda aos requisitos da empresa.

Subsidia os fornecedores com informações para o desenvolvimento de novos produtos Estabelece critérios de atualização do cadastro de fornecedores Acompanha os indicadores de eficiência, a fim de verificar o desempenho dos processos de compra e identificar ações para o alcance das metas do setor.

Realiza importações, verificando alternativas de aquisições de materiais no mercado externo e linhas de financiamento, calculando preço final da importação, definindo meio de transporte, rota e forma de pagamento Determina condições e acompanha o embarque e desembarque de mercadorias Solicita contratação de câmbio e seguro e aciona a companhia em caso de sinistro.

Contrata despachante, supervisionando seu trabalho Negocia garantia e assistência técnica dos produtos e serviços adquiridos Administra operações, pessoas, finanças, suprimentos do departamento de compras e fornece meios para a garantia de segurança no trabalho, de saúde dos trabalhadores e de preservação ambiental.

Conduz e lidera reuniões de trabalho e acompanha auditorias Estabelece interface, relaciona-se com os departamentos da empresa e fornecedores externos, comunicando-se por escrito e verbalmente, utilizando meios de comunicação convencionais e digitais Redige comunicados e normas e elabora relatórios Expressa-se em outros idiomas Presta assistência à direção da empresa ou aos seus departamentos, durante a elaboração de plano estratégico e da negociação de metas de produção do planejamento tático, com informações sobre logística de suprimentos.

Reporta-se aos diretores, participando de reuniões Cumpre e faz cumprir procedimentos éticos, normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de qualidade e de preservação ambiental.

Funções do Gerente de compras

O profissional Gerente de Compras deve controlar fornecedores, desenvolver novos fornecedores, coordenar Área de logística de suprimentos, gerenciar compras, realizar importações, demonstrar competências pessoais, comunicar-se.

Condições de trabalho da profissão

Gerentes de suprimentos os profissionais da família podem ser encontrados, principalmente, em empresas e instituições de grande porte, englobando sob suas responsabilidades as áreas de compras, almoxarifado e logística. Seu trabalho pode se desenvolver nas mais diversas atividades econômicas e é desejável que demonstrem habilidade de negociação, os trabalhadores podem estar sujeitos à fadiga e stresse, fruto do trabalho sob pressão. O vínculo de trabalho mais comum é como empregado com carteira.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Gerente de compras

Um Gerente de compras deve relacionar-se com os departamentos da empresa, identificar novos fornecedores em feiras e congressos, controlar orçamento de compras por centros de custos, determinar condições de embarque dos materiais, redigir comunicados e normas, visitar fornecedores, verificar linhas de financiamento, analisar necessidades de compras do cliente interno, levantar informações financeiras dos fornecedores, expressar-se em outros idiomas, demonstrar criatividade, analisar custos incidentes na compra, calcular preço final da importação, equalizar preços ofertados, fixar prazos e quantidades mínimas para compras, definir meio de transporte e rota, controlar alteração de preços, avaliar processo produtivo do fornecedor, realizar parcerias com fornecedores, priorizar compras de emergência, demonstrar habilidade para negociar, demonstrar responsabilidade, monitorar preços de mercado, demonstrar raciocínio lógico, adequar prazos de entrega às necessidades do cliente interno, qualificar novos fornecedores, identificar novos produtos, desenvolver capacidade de observação, celebrar contratos, contratar despachante, acionar companhia de seguros em caso de sinistro, contratar serviços de terceiros, demonstrar sensatez, identificar novos fornecedores em revistas, internet e guias, demonstrar clareza na comunicação oral e escrita, negociar formas de pagamento com fornecedores, acompanhar embarque e desembarque dos materiais, controlar contratos, demonstrar flexibilidade, demonstrar capacidade de inovação, comunicar-se via telefone, fax e celular, manter-se atualizado, negociar garantia de funcionamento e assistência técnica, cotar preços para compras especiais, liderar reuniões, avaliar desempenho do fornecedor, demonstrar liderança, elaborar relatórios, definir forma de pagamento, reportar-se a diretores, revelar eficiência, estabelecer critérios de atualização do cadastro de fornecedores, pesquisar informações cadastrais de fornecedores, negociar preços com fornecedores, verificar alternativas de aquisições de materiais no mercado externo, demonstrar capacidade de trabalhar sob pressão, dominar o sistema produtivo da empresa, comunicar-se via correio eletrônico (e-mail), participar de reuniões, comunicar-se com fornecedores, acompanhar os indicadores de eficiência do departamento, identificar novos fornecedores, demonstrar objetividade, desqualificar fornecedor, subsidiar com informações o desenvolvimento de novos produtos da empresa, supervisionar trabalho do despachante, analisar cotações, aprovar pedidos de compras, solicitar contratação de seguro e câmbio, demonstrar capacidade de convencimento.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Gerente de Compras ficou em 4.50%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Gerente de Compras e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Gerentes de suprimentos que ficou em 4.50% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Gerente de Compras em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Gerente de Compras ficou em 3.40% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 32,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Gerentes de suprimentos 2024

O salário de Gerente de Compras mostrado aqui é resultado do levantamento de 7060 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Gerentes de suprimentos que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Gerente de Compras com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Gerente de Compras CBO 142405 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Gerente de Compras em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Gerente de Compras por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 43h 10.428,75 10.832,94 15.287,76 50,17 7.90%
Minas Gerais 43h 5.850,19 6.076,92 8.575,93 28,18 8.00%
Paraná 44h 5.823,70 6.049,41 8.537,10 27,77 4.60%
Rio de Janeiro 43h 8.101,26 8.415,24 11.875,83 39,50 7.20%
Rio Grande do Sul 44h 6.367,48 6.614,27 9.334,25 30,37 8.30%
Santa Catarina 43h 5.717,91 5.939,52 8.382,03 27,49 5.50%
Goiás 44h 4.573,18 4.750,42 6.703,94 21,75 6.70%
Bahia 43h 4.558,60 4.735,27 6.682,56 21,86 5.80%
Pernambuco 43h 4.765,09 4.949,77 6.985,27 22,94 4.40%
Mato Grosso 43h 4.681,70 4.863,15 6.863,03 22,44 6.60%
Ceará 43h 4.755,33 4.939,64 6.970,96 22,91 8.10%
Espírito Santo 43h 4.903,17 5.093,20 7.187,68 23,84 4.10%
Pará 43h 4.938,53 5.129,93 7.239,52 23,64 6.70%
Distrito Federal 43h 4.883,06 5.072,31 7.158,20 23,44 6.30%
Mato Grosso do Sul 44h 3.946,78 4.099,75 5.785,69 18,65 4.10%
Amazonas 43h 4.844,11 5.031,85 7.101,10 23,21 5.00%
Rondônia 44h 3.240,64 3.366,24 4.750,54 15,41 4.90%
Rio Grande do Norte 43h 3.089,44 3.209,18 4.528,89 14,84 6.30%
Maranhão 43h 3.913,02 4.064,68 5.736,20 18,73 5.90%
Tocantins 43h 3.172,15 3.295,10 4.650,14 15,17 6.40%
Paraíba 44h 3.835,71 3.984,38 5.622,87 18,19 4.70%
Alagoas 44h 3.873,20 4.023,31 5.677,82 18,40 7.60%
Piauí 44h 4.150,60 4.311,46 6.084,46 19,81 6.50%
Sergipe 43h 2.577,74 2.677,64 3.778,77 12,32 5.20%
Acre 44h 2.643,71 2.746,17 3.875,48 12,53 5.70%
Amapá 44h 3.922,40 4.074,42 5.749,94 18,57 5.10%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Gerente de Compras.

Dissídio de Gerente de Compras por cidade

Quanto ganha um Gerente de Compras nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Gerente de Compras na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 43 12.363,17 12.842,33 18.123,49 59,63 5.60%
Rio de Janeiro, RJ 43 9.349,13 9.711,48 13.705,13 45,59 7.70%
Barueri, SP 43 12.225,55 12.699,38 17.921,75 59,25 4.60%
Belo Horizonte, MG 43 7.647,06 7.943,44 11.210,02 36,66 6.60%
Porto Alegre, RS 44 6.722,20 6.982,74 9.854,25 31,98 8.00%
Curitiba, PR 43 7.250,92 7.531,94 10.629,30 34,83 4.40%
Goiânia, GO 44 5.111,82 5.309,94 7.493,55 24,28 5.40%
Brasília, DF 43 4.883,06 5.072,31 7.158,20 23,44 4.80%
Recife, PE 43 5.601,02 5.818,10 8.210,68 27,09 4.10%
Fortaleza, CE 43 5.172,70 5.373,18 7.582,79 24,74 6.80%
Salvador, BA 43 5.688,95 5.909,44 8.339,58 27,28 7.10%
Campinas, SP 43 10.535,59 10.943,92 15.444,39 50,74 6.20%
Manaus, AM 43 4.924,92 5.115,79 7.219,56 23,62 7.80%
Maringá, PR 44 5.814,18 6.039,52 8.523,16 27,54 6.70%
Uberlândia, MG 43 6.831,38 7.096,15 10.014,30 32,76 8.20%
Contagem, MG 44 7.157,56 7.434,96 10.492,44 34,07 7.00%
Guarulhos, SP 44 9.448,49 9.814,69 13.850,78 44,90 5.50%
Campo Grande, MS 44 4.073,68 4.231,56 5.971,71 19,28 4.40%
Cuiabá, MT 44 4.418,69 4.589,95 6.477,47 21,05 6.90%
Jundiaí, SP 43 12.302,42 12.779,22 18.034,42 58,92 7.90%
Osasco, SP 44 8.286,90 8.608,08 12.147,98 39,54 6.90%
Londrina, PR 44 3.897,21 4.048,25 5.713,02 18,40 6.20%
Ribeirão Preto, SP 44 5.789,44 6.013,82 8.486,89 27,39 7.80%
Florianópolis, SC 43 7.037,74 7.310,50 10.316,80 33,70 5.30%
Sorocaba, SP 43 8.572,99 8.905,26 12.567,37 41,31 6.90%
Vitoria, ES 43 6.644,62 6.902,14 9.740,51 32,25 6.50%
Taubaté, SP 42 12.948,41 13.450,26 18.981,40 64,77 6.10%
Indaiatuba, SP 43 8.127,52 8.442,52 11.914,33 38,83 5.20%
Belém, PA 44 4.190,38 4.352,79 6.142,78 19,97 4.30%
Jacareí, SP 44 3.726,05 3.870,46 5.462,11 17,74 7.70%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Gerente de Compras. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Gerente de Compras no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 9.184,26 9.540,22 13.463,44 5.70%
Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios 9.151,16 9.505,84 13.414,92 6.90%
Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - supermercados 4.794,15 4.979,95 7.027,86 4.10%
Restaurantes e similares 2.793,86 2.902,15 4.095,60 7.50%
Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - minimercados, mercearias e armazéns 2.349,82 2.440,89 3.444,66 5.10%
Comércio varejista de materiais de construção em geral 5.977,97 6.209,66 8.763,26 5.40%
Construção de edifícios 5.367,59 5.575,62 7.868,49 5.60%
Atividades de atendimento hospitalar, exceto pronto-socorro e unidades para atendimento a urgências 6.387,61 6.635,17 9.363,76 8.20%
Serviços de engenharia 6.411,58 6.660,08 9.398,90 6.70%
Comércio varejista de produtos farmacêuticos, sem manipulação de fórmulas 5.965,17 6.196,37 8.744,50 6.00%
Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional 4.855,65 5.043,84 7.118,02 7.80%
Locação de mão-de-obra temporária 7.678,66 7.976,27 11.256,35 5.50%
Comércio atacadista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios 8.295,77 8.617,29 12.160,98 5.10%
Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - hipermercados 12.920,95 13.421,72 18.941,14 7.50%
Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas não especificadas anteriormente 7.845,53 8.149,60 11.500,95 7.80%
Holdings de instituições não-financeiras 13.835,99 14.372,23 20.282,52 8.10%
Comércio a varejo de peças e acessórios novos para veículos automotores 3.647,96 3.789,34 5.347,63 4.40%
Comércio atacadista de produtos alimentícios em geral 8.271,66 8.592,25 12.125,63 6.80%
Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares 2.843,31 2.953,51 4.168,08 6.70%
Atividades de consultoria em gestão empresarial, exceto consultoria técnica específica 12.056,92 12.524,21 17.674,54 5.20%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.