O dissídio de Enfermeiro Sanitarista 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 223560 no cargo de Enfermeiro Sanitarista.

Estado com maior salário médio

Distrito Federal

R$ 7.715,00

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

Rio Grande do Sul

80 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Porto Alegre - RS

R$ 7.757,10

Cidade que mais contrata

Porto Alegre - RS

66 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Enfermeiro sanitarista presta assistência de enfermagem sanitária, atuando em equipe multiprofissional que protege a saúde coletiva e mantém o ambiente em condições adequadas, por meio de estratégias e ações de vigilância epidemiológica, de fiscalização para eliminar, reduzir ou atenuar os riscos sanitários associados a produtos ou serviços, e de realização de programas de educação comunitária Participa na elaboração de planos e projetos a serem executados pela equipe.

Participa na avaliação das atividades realizadas pela equipe Mantém-se atualizado em sua área de atuação Supervisiona o trabalho de equipe de enfermagem.

Atua com base em princípios de ética profissional Cumpre legislação, normas técnicas, normas higiênico-sanitárias e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de biossegurança e de preservação ambiental

O que faz um Enfermeiro Sanitarista

O Enfermeiro sanitarista participa, com equipe multiprofissional, na elaboração de planos e projetos que visam promover a saúde dos indivíduos, da família e da coletividade, e identificar e controlar (ou eliminar) riscos para manter o ambiente em condições adequadas Adota a perspectiva ampla da equipe multidisciplinar, que ultrapassa as visões biomédicas do fenômeno saúde e doença e considera também a realidade do território de atuação, entendendo peculiaridades, condições de vida e situação ambiental da população.

Coleta e analisa dados do perfil sociossanitário da comunidade a ser atendida por programas específicos.

Identifica e avalia as necessidades de saúde da comunidade para estabelecer as prioridades de ação Atua em vigilância epidemiológica, desencadeando suas atividades a partir da ocorrência de casos suspeitos ou confirmados de doença sob vigilância.

Participa na realização de estudo de campo para avaliar a ocorrência em relação às suas implicações para a saúde coletiva Colabora na identificação das características epidemiológicas da doença, no exame das causas do fenômeno, e na identificação dos grupos mais sujeitos aos riscos.

Participa na definição e na implementação de medidas de prevenção e controle mais apropriadas à situação.

Participa em ações de fiscalização de estabelecimentos – tais como indústrias alimentícias, fabricantes de cosméticos e medicamentos, indústrias de produtos de limpeza, entre outros, inspecionando os processos produtivos que podem provocar riscos e causar danos ao trabalhador e ao meio ambiente e fazendo o controle de bens, produtos e serviços que podem oferecer riscos à saúde da população Efetua, também, a fiscalização de serviços de interesse da saúde, como escolas, hospitais, clubes, academias, parques e centros comerciais.

Realiza diagnóstico em relação a diversos itens, como condições de higienização das dependências, estrutura física - principalmente quanto ao fluxo -, organização do ambiente e gerenciamento de resíduos.

Confere cumprimento de normas e analisa as rotinas estabelecidas para execução das atividades Em relação aos serviços de saúde, verifica ainda aspectos diretamente relacionados ao controle de infecção Atua de acordo com as normas vigentes para que estabelecimentos sejam advertidos e multados.

Participa no planejamento, na execução e na avaliação de programas de educação comunitária sobre questões de saúde coletiva, para prevenção da propagação de doenças e controle dos elementos determinantes da saúde Aborda fatores de risco relacionados às doenças predominantes na comunidade Apresenta as condições de saúde positivas, tais como nutrição, crescimento e desenvolvimento das crianças, saúde ocupacional, entre outras.

Utiliza comunicação ajustada ao público específico Participa na avaliação das atividades realizadas pela equipe multiprofissional, verificando atingimento das metas estabelecidas no plano de ação, analisando a qualidade do processo de trabalho adotado, e examinando os resultados alcançados.

Pode padronizar procedimentos de enfermagem sanitária Pode participar na padronização dos critérios diagnósticos adotados para entrada, no sistema de controle, de caso - suspeito, compatível ou confirmado por diagnóstico laboratorial - de doença ou agravo Supervisiona equipe de enfermagem, avaliando seu desempenho e realizando programas de qualificação para aperfeiçoamento contínuo de suas ações.

Mantém-se atualizado em relação a novas tecnologias aplicadas às ações de fiscalização e referentes às novas estratégias para proteção de saúde coletiva Pode participar em projetos de pesquisa sobre melhores práticas nas ações de proteção da saúde dos indivíduos, da família e da coletividade.

Funções do Enfermeiro sanitarista

O profissional Enfermeiro Sanitarista deve prestar assistência ao paciente/cliente, implementar ações para promoção da saúde, coordenar serviços de enfermagem e/ou perfusão, planejar ações de enfermagem e/ou perfusão, auditorar serviços de enfermagem e/ou perfusão, demonstrar competências pessoais, realizar pesquisas em enfermagem e/ou perfusão.

Condições de trabalho da profissão

Enfermeiros atuam nas áreas de saúde e serviços sociais. Exercem atividades em empresas públicas e privadas. A grande maioria dos enfermeiros possui registro em carteira, ao passo que os perfusionistas podem também atuar como autônomos e empregadores. Ambos trabalham em equipe, em ambientes fechados. Os enfermeiros se revezam por turnos (diurno/noturno), exceto os profissionais que atuam na Estratégia de Saúde da Família, que trabalham somente em horário diurno e com carga determinada em portaria específica. Os perfusionistas trabalham em horários irregulares. Os profissionais de enfermagem são predominantemente do sexo feminino, porém o número de profissionais do sexo masculino tem aumentado nos anos recentes. São expostos a riscos biológicos e - com exceção dos Enfermeiros Sanitaristas e do Trabalho - a materiais tóxicos, radiações, contaminação por materiais pérfuro-cortantes e estresse decorrente de lidar com vida humana. Os perfusionistas trabalham em posições desconfortáveis durante longos períodos e sob supervisão constante.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Enfermeiro sanitarista

Um Enfermeiro sanitarista deve demonstrar capacidade de liderança, participar de programas e campanhas de saúde do trabalhador, aplicar métodos para avaliação de qualidade, identificar áreas de risco, confrontar situação com as informações da legislação e normas, definir métodos de avaliação de qualidade, demonstrar capacidade de saber ouvir, organizar grupos de estudos, demonstrar capacidade de interpretar linguagem verbal e não verbal, analisar dados, orientar participação da comunidade em ações educativas, participar de campanhas de combate aos agravos da saúde, avaliar resultados, prescrever ações de enfermagem, registrar observações, cuidados e procedimentos prestados, demonstrar organização, participar da elaboração de projetos e políticas de saúde, selecionar materiais e equipamentos, analisar prontuários, desenvolver programas de educação continuada, demonstrar autocontrole, captar recursos para pesquisas, elaborar material educativo, participar de trabalhos de equipes multidisciplinares, prescrever medicamentos, orientar equipe para controle de infecção nas unidades de saúde, demonstrar rapidez de raciocínio, coletar dados e amostras, demonstrar destreza manual, realizar consultas de enfermagem, colaborar com entidades de ensino e pesquisa, demonstrar capacidade de trabalhar em equipe, acionar equipe multiprofissional de saúde, demonstrar capacidade de negociação, avaliar desempenho de pessoal subordinado e de pares, demonstrar sensibilidade, submeter resultados de pesquisa para publicação, analisar a assistência prestada pela equipe de enfermagem, diagnosticar situação, levantar necessidades e problemas, padronizar normas e procedimentos de enfermagem e/ou perfusão, demonstrar capacidade de atenção, averiguar irregularidades relativas a assistência prestada, solicitar exames, estabelecer metas, estabelecer prioridades, atender pacientes/clientes em domicílio, acompanhar processo seletivo de profissionais de enfermagem e/ou perfusão, monitorar processo de trabalho, demonstrar capacidade de efetuar atendimento humanizado, definir estratégias de promoção da saúde para situações e grupos específicos, elaborar trabalhos técnicos e científicos, monitorar evolução clínica de pacientes, averiguar coerência do registro de enfermagem com patologia, demonstrar flexibilidade, demonstrar capacidade de adaptar-se às situações, elaborar projetos de ação.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Enfermeiro Sanitarista ficou em 3.70%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Enfermeiro Sanitarista e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Enfermeiros que ficou em 3.70% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Enfermeiro Sanitarista em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Enfermeiro Sanitarista ficou em 4.30% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 36,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Enfermeiros 2024

O salário de Enfermeiro Sanitarista mostrado aqui é resultado do levantamento de 166 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Enfermeiros que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Enfermeiro Sanitarista com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Enfermeiro Sanitarista CBO 223560 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Enfermeiro Sanitarista em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Enfermeiro Sanitarista por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Rio Grande do Sul 37h 7.127,33 7.403,56 10.448,13 39,97 6.90%
São Paulo 41h 4.542,76 4.718,82 6.659,34 23,18 7.50%
Minas Gerais 43h 3.733,11 3.877,79 5.472,46 17,99 5.40%
Santa Catarina 42h 5.598,24 5.815,21 8.206,60 27,69 5.80%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Enfermeiro Sanitarista.

Dissídio de Enfermeiro Sanitarista por cidade

Quanto ganha um Enfermeiro Sanitarista nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Enfermeiro Sanitarista na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Porto Alegre, RS 36 7.467,67 7.757,10 10.947,05 42,66 7.00%
Bom Jesus do Galho, MG 44 3.711,87 3.855,73 5.441,33 17,53 5.70%
São Leopoldo, RS 40 5.516,21 5.730,00 8.086,35 28,65 7.10%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Enfermeiro Sanitarista. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Enfermeiro Sanitarista no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Atividades de atendimento hospitalar, exceto pronto-socorro e unidades para atendimento a urgências 6.867,63 7.133,80 10.067,43 4.90%
Administração pública em geral 3.824,59 3.972,82 5.606,56 5.20%
Atividades de apoio à gestão de saúde 5.099,01 5.296,63 7.474,77 4.70%
Atividades de atendimento em pronto-socorro e unidades hospitalares para atendimento a urgências 8.258,41 8.578,48 12.106,21 6.20%
Comércio varejista de artigos médicos e ortopédicos 3.239,93 3.365,50 4.749,49 4.60%
Preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo 3.807,43 3.955,00 5.581,41 6.10%
Atividade médica ambulatorial com recursos para realização de exames complementares 9.067,57 9.419,00 13.292,38 7.40%
Instituições de longa permanência para idosos 3.446,43 3.580,00 5.052,20 4.80%
Comércio atacadista de máquinas, aparelhos e equipamentos para uso odonto-médico-hospitalar 4.572,77 4.750,00 6.703,34 7.10%
Fabricação de medicamentos alopáticos para uso humano 4.620,91 4.800,00 6.773,90 4.60%
Outras atividades profissionais, científicas e técnicas não especificadas anteriormente 6.738,82 7.000,00 9.878,61 6.40%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.