O dissídio de Encarregado de Mecerização 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 760105 no cargo de Encarregado de Mecerização.

Estado com maior salário médio

Paraíba

R$ 3.643,34

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

Santa Catarina

345 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Blumenau - SC

R$ 4.465,24

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

72 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Contramestre de acabamento (indústria têxtil) supervisiona, monitora e orienta tecnicamente os trabalhadores nas operações de acabamento e beneficiamento têxtil - em atividades industriais de fiação, tecelagem e malharia -, para melhoria contínua da qualidade dos produtos e aumento da eficiência dos processos Administra a produção, os recursos materiais e os recursos humanos.

Participa na administração dos custos Participa no planejamento e no controle da realização de manutenção dos equipamentos Segue normas técnicas, normas de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

O que faz um Encarregado de Mecerização

O Contramestre de acabamento (indústria têxtil) planeja as atividades para alcance das metas de produção por produto, dimensionando a disponibilidade de equipamentos e de materiais, organizando o fluxo de produção, alocando pessoal e distribuindo tarefas Define pontos e itens de controle no processo produtivo, coletando, interpretando e analisando dados relacionados com a produção.

Garante a qualidade do processo produtivo, participando da elaboração de procedimentos de produção, controlando a qualidade das matérias-primas, e acompanhando a inspeção de produtos intermediários e acabados.

Participa de auditorias de processo, avaliando o nível de satisfação dos clientes, verificando a conformidade aos procedimentos técnicos adotados, identificando situações de não conformidade, e implementando ações preventivas e corretivas Mantém-se atualizado em relação às tendências do vestuário e às novas tecnologias de acabamento e beneficiamento têxtil – tais como inovações nas áreas de nanotecnologia e biotecnologia, novos materiais, tecnologias sustentáveis, entre outras, para apresentar propostas que possam aumentar a eficiência dos processos, melhorar a qualidade dos produtos e reduzir o impacto ambiental dos processos produtivos.

Participa da otimização dos processos, praticando gestão participativa, buscando informações que colaborem com a melhoria dos métodos de trabalho e da organização do fluxo de trabalho Testa equipamentos, acessórios e insumos.

Administra os recursos materiais, fazendo a previsão de itens necessários e controlando sua disponibilidade nos processos de produção.

Participa na administração dos custos e recursos, acompanhando a execução do orçamento e avaliando o custo do produto Pode utilizar softwares especializados - como o Planejamento de Recursos Empresariais (ERP-Enterprise Resource Planning) - para maior efetividade e rapidez na transferência de informações entre os vários setores da empresa.

Administra os recursos humanos envolvidos no processo produtivo, definindo os perfis técnicos necessários, participando da seleção de pessoal, alocando as pessoas da equipe nos postos de trabalho e controlando absenteísmo.

Programa folgas e férias da equipe Supervisiona a equipe de trabalho, avaliando desempenho, identificando o potencial das pessoas e levantando as necessidades de treinamento Viabiliza a realização de programas de aperfeiçoamento e atualização profissional.

Controla conflitos na equipe Colabora na manutenção dos equipamentos, participando no seu planejamento e na definição de itens de controle Supervisiona a realização da manutenção.

Controla resíduos e desperdícios, visando a redução dos custos de produção e o aumento da sustentabilidade do processo Descarta resíduos de acordo com as normas ambientais.

Zela pela segurança das pessoas, assegurando o cumprimento das normas, identificando e eliminando condições inseguras, orientando e conscientizando a equipe para o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC).

Funções do Contramestre de acabamento (indústria têxtil)

O profissional Encarregado de Mecerização deve zelar pela segurança, assegurar a manutenção dos equipamentos, garantir a qualidade do processo produtivo, otimizar processos, administrar a produção, demonstrar competências pessoais, participar da administração dos custos, administrar os recursos humanos do processo produtivo, administrar materiais.

Condições de trabalho da profissão

Supervisores da indústria têxtil atuam na fabricação de produtos têxteis e químicos e na confecção de artigos de vestuário e acessórios. São empregados com carteira assinada, trabalham em equipe, com supervisão ocasional, em ambiente fechado e no horário diurno. Eventualmente, permanecem expostos a materiais tóxicos e ruído intenso.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Contramestre de acabamento (indústria têxtil)

Um Contramestre de acabamento (indústria têxtil) deve interpretar dados relacionados com a produção, disponibilizar pessoal, participar no desenvolvimento de produtos, desenvolver criatividade, exercer liderança, reduzir custos, delegar tarefas, manifestar comprometimento com os objetivos da empresa, controlar orçamento, avaliar resultados de pesquisa de satisfação de clientes externos, avaliar a satisfação do cliente interno, implementar ações corretivas e preventivas, participar de auditoria do processo, selecionar pessoal, identificar condições inseguras, assegurar a capacidade de produção por produto, manter-se atualizado, definir padrões, assegurar o cumprimento das normas de segurança, disponibilizar materiais, avaliar custo do produto, aplicar técnicas de conscientização, testar equipamentos, acessórios e insumos, prever necessidades de materiais, buscar informações, planejar a manutenção, sugerir aquisição de equipamentos, acessórios e insumos, tomar decisões quanto a produtos não-conformes, eliminar as condições inseguras, melhorar método de trabalho, utilizar ferramentas de gestão, levantar necessidades de treinamento, analisar dados relacionados com a produção, gerar motivação, emitir pareceres técnicos, desenvolver treinamento operacional, participar da elaboração de procedimentos, coordenar reuniões, definir perfil, organizar o fluxo de produção, participar da organização do leiaute, supervisionar a organização do ambiente, participar dos eventos de segurança, elaborar relatórios, definir pontos e itens de controle no processo produtivo, solicitar pessoal, participar da elaboração de custos, passar uma imagem positiva, acompanhar treinamentos, administrar conflitos, tomar decisões, definir receitas e misturas, dimensionar pessoal, elaborar orçamentos, praticar gestão participativa, manter as condições do ambiente de trabalho, demonstrar empatia, participar da definição de itens de controle de manutenção, controlar emoções, trabalhar em equipe, comunicar-se de forma clara e objetiva, supervisionar a manutenção, saber ouvir.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Encarregado de Mecerização ficou em 6.30%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Encarregado de Mecerização e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Supervisores da indústria têxtil que ficou em 6.30% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Encarregado de Mecerização em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Encarregado de Mecerização ficou em 9.30% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 34,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Supervisores da indústria têxtil 2024

O salário de Encarregado de Mecerização mostrado aqui é resultado do levantamento de 1169 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Supervisores da indústria têxtil que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Encarregado de Mecerização com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Encarregado de Mecerização CBO 760105 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Encarregado de Mecerização em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Encarregado de Mecerização por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Santa Catarina 44h 3.097,71 3.217,77 4.541,01 14,73 7.20%
São Paulo 44h 3.306,95 3.435,11 4.847,74 15,67 7.30%
Minas Gerais 44h 1.990,08 2.067,21 2.917,31 9,40 4.40%
Paraná 44h 2.801,34 2.909,91 4.106,55 13,27 8.30%
Rio Grande do Sul 44h 2.414,80 2.508,39 3.539,92 11,40 6.60%
Goiás 44h 1.599,77 1.661,78 2.345,15 7,55 7.10%
Mato Grosso 42h 1.987,44 2.064,46 2.913,43 9,75 4.40%
Ceará 43h 1.864,35 1.936,60 2.732,99 8,92 8.10%
Rio de Janeiro 42h 2.133,03 2.215,70 3.126,86 10,43 7.40%
Pernambuco 44h 1.711,63 1.777,96 2.509,12 8,08 4.90%
Paraíba 44h 3.507,40 3.643,34 5.141,59 16,56 6.00%
Rio Grande do Norte 44h 2.796,03 2.904,40 4.098,78 13,20 6.40%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Encarregado de Mecerização.

Dissídio de Encarregado de Mecerização por cidade

Quanto ganha um Encarregado de Mecerização nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Encarregado de Mecerização na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 44 3.285,51 3.412,85 4.816,32 15,61 4.30%
Indaial, SC 44 2.052,71 2.132,27 3.009,12 9,69 4.60%
Varginha, MG 44 1.388,84 1.442,67 2.035,93 6,56 5.20%
Três Pontas, MG 44 1.444,16 1.500,13 2.117,03 6,82 6.10%
Blumenau, SC 44 4.298,64 4.465,24 6.301,49 20,43 6.60%
Sorocaba, SP 44 1.659,04 1.723,34 2.432,04 7,83 4.90%
Goiânia, GO 44 1.616,93 1.679,60 2.370,30 7,63 5.20%
Lontras, SC 44 1.997,84 2.075,27 2.928,69 9,43 7.00%
Brusque, SC 42 4.227,03 4.390,86 6.196,51 20,74 7.10%
Rondonópolis, MT 42 1.572,55 1.633,50 2.305,24 7,79 4.90%
Jaraguá do Sul, SC 44 3.797,41 3.944,59 5.566,73 17,93 6.00%
Nova Odessa, SP 44 4.179,54 4.341,52 6.126,89 19,73 4.90%
Apucarana, PR 44 2.272,71 2.360,79 3.331,62 10,73 6.50%
Gaspar, SC 44 3.137,30 3.258,89 4.599,05 14,81 6.60%
Montes Claros, MG 44 3.541,84 3.679,12 5.192,08 16,72 6.10%
Itaúna, MG 44 2.147,20 2.230,42 3.147,64 10,14 5.40%
Fortaleza, CE 43 1.429,27 1.484,67 2.095,21 6,85 6.80%
São Leopoldo, RS 44 1.721,83 1.788,57 2.524,08 8,13 5.10%
Guarulhos, SP 43 3.353,39 3.483,36 4.915,82 16,07 5.20%
Americana, SP 44 3.761,32 3.907,10 5.513,82 17,76 8.10%
Witmarsum, SC 42 1.621,90 1.684,76 2.377,59 8,11 6.90%
Curitiba, PR 44 4.066,60 4.224,21 5.961,34 19,20 4.40%
São João Nepomuceno, MG 44 1.800,84 1.870,64 2.639,90 8,50 7.30%
Itajaí, SC 44 3.235,88 3.361,29 4.743,55 15,28 6.50%
Xaxim, SC 44 3.285,83 3.413,18 4.816,78 15,51 6.60%
Aurora, SC 44 4.601,71 4.780,06 6.745,76 21,82 7.90%
Caruaru, PE 44 1.761,21 1.829,47 2.581,80 8,32 4.30%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Encarregado de Mecerização. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Encarregado de Mecerização no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas e as confeccionadas sob medida 2.312,05 2.401,66 3.389,29 5.30%
Alvejamento, tingimento e torção em fios, tecidos, artefatos têxteis e peças do vestuário 2.774,72 2.882,26 4.067,54 5.00%
Fabricação de outros produtos têxteis 2.292,29 2.381,13 3.360,32 4.50%
Estamparia e texturização em fios, tecidos, artefatos têxteis e peças do vestuário 3.455,34 3.589,26 5.065,27 4.30%
Fabricação de artefatos têxteis para uso doméstico 4.070,26 4.228,01 5.966,70 7.60%
Facção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas 1.894,34 1.967,76 2.776,96 4.90%
Preparação e fiação de fibras de algodão 2.026,95 2.105,51 2.971,36 5.60%
Outros serviços de acabamento em fios, tecidos, artefatos têxteis e peças do vestuário 2.462,22 2.557,65 3.609,43 6.60%
Fabricação de artefatos de couro 1.581,35 1.642,64 2.318,14 4.10%
Fabricação de tecidos especiais, inclusive artefatos 3.286,94 3.414,34 4.818,41 6.40%
Tecelagem de fios de fibras artificiais e sintéticas 3.809,16 3.956,79 5.583,94 7.80%
Fabricação de laminados planos e tubulares de material plástico 2.735,99 2.842,03 4.010,76 6.40%
Tecelagem de fios de algodão 4.252,12 4.416,92 6.233,29 4.50%
Fabricação de tecidos de malha 4.634,60 4.814,23 6.793,98 5.60%
Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios 1.969,79 2.046,13 2.887,56 4.10%
Confecção de roupas íntimas 2.314,01 2.403,69 3.392,17 5.00%
Fiação de fibras artificiais e sintéticas 4.355,32 4.524,12 6.384,57 7.60%
Fabricação de acessórios do vestuário, exceto para segurança e proteção 1.890,58 1.963,86 2.771,45 7.10%
Fabricação de embalagens de material plástico 3.353,72 3.483,70 4.916,30 4.90%
Fabricação de linhas para costurar e bordar 4.812,96 4.999,50 7.055,44 4.40%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.