O dissídio de Diretor Financeiro 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 123115 no cargo de Diretor Financeiro.

Estado com maior salário médio

São Paulo

R$ 33.666,43

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

852 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Barueri - SP

R$ 41.736,05

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

541 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Diretor financeiro Formula e acompanha a execução das diretrizes do planejamento estratégico e tático de atividades financeiras em instituições públicas ou privadas, no mais alto nível da administração, com a ajuda de executivos e gerentes subordinados, para maximizar efetividade e/ou lucratividade nas operações Em corporações, formula políticas, segundo as diretrizes estabelecidas por um conselho de administração.

Dirige e coordena o fluxo financeiro da instituição, analisando contas a pagar e receber e operações do mercado financeiro Implementa orçamento empresarial mediante critérios e parâmetros, realizando sua consolidação por áreas e acompanhando sua execução Promove análises econômico-financeiras e coordena serviços de contabilidade e controladoria, avaliando indicadores.

Dirige a instituição segundo normas de conformidade legal e jurídica, com observância aos preceitos do sigilo de informações

O que faz um Diretor Financeiro

O Diretor financeiro estabelece políticas e diretrizes tecnológicas e de gestão do planejamento estratégico e das metas do planejamento tático, de operações de instituições públicas ou privadas, de diversos segmentos econômicos, na área financeira, de acordo com as orientações do Conselho de Administração e com as informações sistematizadas pelos diretores e gerentes executivos Analisa informações financeiras e comerciais da instituição e contas a pagar e receber.

Propõe negociações com fornecedores e clientes e identifica alternativas de financiamentos e aplicações.

Acompanha índices de tesouraria, informações bancárias e efetua ajustes no fluxo de caixa Identifica alternativas de políticas fiscal e tributária, avalia risco de crédito e negocia operações bancárias.

Acompanha operações dos mercados financeiro, de capitais e de câmbio Define critérios orçamentários, acompanhando sua execução.

Coordena e estabelece parâmetros para elaboração de orçamentos de áreas específicas, como de vendas, produção, aquisição de matéria-prima, mão de obra, entre outras.

Consolida orçamentos das áreas, reavaliando-os e implementando ações corretivas Elabora relatórios gerenciais.

Participa da definição de políticas voltadas à tecnologia da informação e comunicação, supervisionando serviços de informática.

Acompanha a legislação tributária e fiscal e analisa relatórios contábeis, balancetes e balanços patrimoniais Coordena informações cadastrais da instituição Monitora indicadores contábeis, econômicos e financeiros e propõe critérios de distribuição de resultados.

Coordena auditoria interna, contrata auditoria externa e analisa relatórios oriundos das análises dos processos contábeis Reúne-se com outros diretores e gerentes executivos para avaliação, acompanhamento e, se necessário, para fazer ajustes no planejamento estratégico e nas metas estabelecidas, assegurando o cumprimento da missão da instituição Define a política institucional e participa de comitês de decisão.

Desenha cenários de acordo com a definição das estratégias de ação, objetivos e metas, analisando-os sob as dimensões humana, social, política, ambiental, legal, ética e econômico-financeira Modela os processos de gestão com base em cenários, analisando a inter-relação entre as partes e os impactos ao longo do tempo.

Participa da elaboração do plano de ação da instituição Promove estudos e análises econômico-financeiras e elabora política de investimentos Acompanha conjuntura econômica e preços de insumos estratégicos.

Monitora indicadores de desempenho operacional Planeja e prioriza ações e controla o desempenho institucional Identifica, sumariza, analisa e interpreta informações qualitativas e quantitativas necessárias para o atingimento de objetivos e tomada de decisões.

Apresenta, periodicamente, como representante legal da instituição, relatórios de acompanhamento das atividades, interagindo com o Conselho de Administração ou órgão superior e os acionistas Promove a atualização técnica da equipe de apoio, com relação ao uso de recursos de gestão financeira, tais como sistemas informatizados e integrados de gestão, considerando contextos mercadológicos Estimula ações e políticas voltadas ao meio ambiente, responsabilidade social e governança.

Coordena políticas de integração da instituição com a comunidade e mercados externos Organiza as operações da área financeira das instituições, promovendo interação com outros núcleos e entre departamentos, controlando atividades e buscando soluções para problemas operacionais Utiliza novas tecnologias na resolução de problemas e aproveitamento de oportunidades Dirige a instituição e faz cumprir normas de conformidade legal e jurídica, com observância aos preceitos do sigilo de informações Organiza corpo consultivo para prevenir possíveis situações de risco.

.

Funções do Diretor financeiro

O profissional Diretor Financeiro deve elaborar planejamento da empresa, demonstrar competências pessoais, supervisionar serviços complementares, coordenar serviços de contabilidade e controladoria, implementar orçamento empresarial, gerenciar fluxo financeiro da empresa.

Condições de trabalho da profissão

Diretores administrativos e financeiros exercem funções de direção administrativo-financeira em empresas, geralmente de médio e grande portes, exceto as de intermediação financeira. São assalariados, com carteira assinada, atuam em conjunto com gerências, sob supervisão ocasional, em ambientes fechados, no período diurno. Podem trabalhar sob pressão, levando-os à situação de estresse.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Diretor financeiro

Um Diretor financeiro deve coordenar a elaboração dos sub-orçamentos por área, consolidar orçamentos das áreas, acompanhar execução orçamentária, promover estudos e análises econômico-financeiras, avaliar risco de créditos, acompanhar operações de câmbio, analisar relatórios contábeis, implementar ações corretivas, acompanhar conjuntura econômica, propor critérios de distribuição de resultados, reavaliar planejamento, analisar relatório de auditoria externa, definir estratégias de ação, analisar balancetes, desenhar cenários, analisar informações financeiras e comerciais da empresa, agir com criatividade, elaborar política de investimentos, acompanhar preços de insumos estratégicos, acompanhar operações do mercado financeiro, demonstrar liderança, negociar operações bancárias, analisar informações bancárias, trabalhar em equipe, identificar alternativas de financiamentos e aplicações, demonstrar espírito empreendedor, identificar alternativas de políticas fiscal e tributária, demonstrar capacidade de síntese, acompanhar índices de tesouraria, efetuar ajustes no fluxo de caixa, manter-se atualizado, analisar balanço anual, coordenar auditoria interna, trabalhar com disciplina, participar da elaboração do plano de ação da empresa, demonstrar flexibilidade, demonstrar capacidade de comunicação, fixar metas, monitorar indicadores contábeis, econômicos e financeiros, monitorar indicadores de desempenho operacional, acompanhar a legislação tributária e fiscal, participar da definição da política de informática, estabelecer parâmetros sub-orçamentários, supervisionar serviços de informática, analisar contas a pagar e receber, coordenar informações cadastrais da empresa, delegar responsabilidades, acompanhar operações de mercado de capitais, demonstrar capacidade de observação, negociar com fornecedores e clientes, definir objetivos, contratar auditoria externa, elaborar relatórios gerenciais, definir critérios orçamentários, reavaliar orçamento.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Diretor Financeiro ficou em 4.20%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Diretor Financeiro e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Diretores administrativos e financeiros que ficou em 4.20% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Diretor Financeiro em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Diretor Financeiro ficou em 7.00% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 31,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Diretores administrativos e financeiros 2024

O salário de Diretor Financeiro mostrado aqui é resultado do levantamento de 2167 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Diretores administrativos e financeiros que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Diretor Financeiro com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Diretor Financeiro CBO 123115 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Diretor Financeiro em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Diretor Financeiro por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 42h 32.410,30 33.666,43 47.511,08 159,03 5.60%
Ceará 43h 4.334,56 4.502,55 6.354,13 20,89 7.60%
Minas Gerais 42h 14.953,79 15.533,36 21.921,14 73,35 7.70%
Rio de Janeiro 42h 23.059,27 23.952,98 33.803,17 114,08 6.70%
Paraná 43h 11.814,82 12.272,73 17.319,64 56,86 7.90%
Pernambuco 43h 8.615,21 8.949,11 12.629,25 41,50 6.70%
Santa Catarina 43h 9.275,33 9.634,82 13.596,94 44,48 7.70%
Goiás 43h 12.752,68 13.246,94 18.694,48 62,05 4.60%
Bahia 42h 11.540,32 11.987,59 16.917,24 56,65 5.60%
Rio Grande do Sul 42h 14.574,41 15.139,27 21.365,00 72,07 6.80%
Mato Grosso 43h 4.174,64 4.336,44 6.119,71 20,02 5.00%
Maranhão 44h 3.620,83 3.761,16 5.307,87 17,28 8.10%
Paraíba 44h 2.766,82 2.874,05 4.055,95 13,11 5.40%
Rio Grande do Norte 43h 4.219,02 4.382,54 6.184,77 20,53 6.50%
Piauí 43h 3.057,15 3.175,64 4.481,56 14,92 6.70%
Mato Grosso do Sul 43h 5.857,29 6.084,30 8.586,35 28,30 5.00%
Distrito Federal 42h 15.090,43 15.675,29 22.121,44 74,34 4.30%
Rondônia 43h 4.194,10 4.356,65 6.148,24 20,20 6.70%
Pará 42h 4.034,79 4.191,16 5.914,69 19,96 8.10%
Alagoas 41h 4.358,64 4.527,57 6.389,44 21,96 7.40%
Espírito Santo 43h 4.989,72 5.183,11 7.314,55 24,26 4.70%
Amazonas 43h 9.502,68 9.870,98 13.930,22 45,91 6.00%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Diretor Financeiro.

Dissídio de Diretor Financeiro por cidade

Quanto ganha um Diretor Financeiro nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Diretor Financeiro na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 42 38.083,61 39.559,62 55.827,72 187,42 5.30%
Rio de Janeiro, RJ 42 25.354,02 26.336,67 37.167,10 126,13 8.10%
Fortaleza, CE 43 5.718,08 5.939,69 8.382,28 27,63 7.90%
Goiânia, GO 42 15.477,41 16.077,27 22.688,72 76,51 5.00%
Belo Horizonte, MG 42 20.141,94 20.922,59 29.526,58 98,62 4.90%
Barueri, SP 42 40.178,84 41.736,05 58.899,17 197,28 5.40%
Curitiba, PR 43 21.012,81 21.827,21 30.803,21 101,77 6.70%
Recife, PE 43 13.946,35 14.486,87 20.444,30 67,44 4.30%
Teresina, PI 42 2.867,73 2.978,87 4.203,88 14,30 8.30%
Salvador, BA 42 18.081,15 18.781,92 26.505,61 88,47 7.80%
Brasília, DF 42 15.090,43 15.675,29 22.121,44 74,34 6.20%
Campinas, SP 43 37.318,34 38.764,69 54.705,89 182,14 4.90%
Cuiabá, MT 44 4.778,36 4.963,55 7.004,72 22,66 5.90%
São Luís, MA 43 3.513,35 3.649,52 5.150,31 16,88 4.50%
Natal, RN 41 3.503,83 3.639,62 5.136,35 17,69 5.00%
Porto Alegre, RS 41 25.862,34 26.864,69 37.912,26 130,89 7.10%
Maceió, AL 40 3.739,20 3.884,13 5.481,39 19,24 4.30%
Manaus, AM 43 9.795,76 10.175,41 14.359,85 47,12 7.30%
Campina Grande, PB 44 2.896,63 3.008,89 4.246,24 13,68 4.60%
João Pessoa, PB 44 3.522,41 3.658,93 5.163,60 16,73 7.60%
Juazeiro do Norte, CE 43 2.305,78 2.395,14 3.380,10 11,03 6.70%
Osasco, SP 43 38.446,36 39.936,43 56.359,49 184,10 6.10%
Mossoró, RN 44 3.554,54 3.692,31 5.210,70 16,90 5.50%
Maringá, PR 42 11.874,97 12.335,21 17.407,81 58,51 7.70%
Guarulhos, SP 44 29.255,51 30.389,36 42.886,38 139,28 7.50%
Ribeirão Preto, SP 40 12.954,64 13.456,73 18.990,54 67,13 6.30%
Sorriso, MT 44 3.604,98 3.744,70 5.284,63 17,18 6.20%
Imperatriz, MA 43 4.454,18 4.626,81 6.529,49 21,42 6.90%
Vila Velha, ES 42 3.078,10 3.197,40 4.512,27 15,37 7.50%
Uberaba, MG 43 10.372,88 10.774,90 15.205,86 49,65 4.50%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Diretor Financeiro. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Diretor Financeiro no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 34.411,97 35.745,67 50.445,37 7.50%
Atividades de consultoria em gestão empresarial, exceto consultoria técnica específica 29.550,53 30.695,83 43.318,87 7.80%
Bancos múltiplos, com carteira comercial 35.099,12 36.459,45 51.452,68 6.00%
Atividades de associações de defesa de direitos sociais 7.108,43 7.383,93 10.420,43 5.70%
Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet 28.511,34 29.616,35 41.795,49 5.50%
Holdings de instituições não-financeiras 38.185,17 39.665,11 55.976,60 4.60%
Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional 8.698,70 9.035,83 12.751,64 8.30%
Construção de edifícios 5.294,36 5.499,55 7.761,13 8.00%
Atividades de contabilidade 4.500,84 4.675,28 6.597,90 6.20%
Atividades de atendimento hospitalar, exceto pronto-socorro e unidades para atendimento a urgências 8.798,74 9.139,75 12.898,29 7.70%
Comércio atacadista de medicamentos e drogas de uso humano 44.214,19 45.927,81 64.814,70 5.20%
Comércio varejista de materiais de construção em geral 4.686,90 4.868,55 6.870,64 4.10%
Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios 8.449,74 8.777,23 12.386,69 7.90%
Ensino fundamental 4.732,77 4.916,20 6.937,89 7.00%
Atividades de intermediação e agenciamento de serviços e negócios em geral, exceto imobiliários 29.675,74 30.825,88 43.502,41 8.20%
Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - minimercados, mercearias e armazéns 4.102,95 4.261,97 6.014,62 4.60%
Agências de publicidade 15.876,50 16.491,83 23.273,77 7.60%
Restaurantes e similares 2.665,76 2.769,08 3.907,80 7.20%
Comércio a varejo de peças e acessórios novos para veículos automotores 2.486,09 2.582,44 3.644,42 7.30%
Educação infantil - pré-escola 4.491,75 4.665,83 6.584,57 6.40%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.