O dissídio de Viveirista Agrícola 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 622015 no cargo de Viveirista Agrícola.

Estado com maior salário médio

Alagoas

R$ 1.937,33

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

Paraná

3.361 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Passo Fundo - RS

R$ 3.178,25

Cidade que mais contrata

Curitiba - PR

2.574 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Trabalhador na produção de mudas e sementes produz mudas e sementes em viveiros, estufas ou em áreas abertas, utilizando técnicas e tratos culturais de acordo com as características regionais e da produção Segue procedimentos técnicos e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

O que faz um Viveirista Agrícola

O Trabalhador na produção de mudas e sementes prepara, cava, sulca e nivela o solo para o plantio e controla suas condições de uso Coleta, seleciona, prepara e introduz sementes e mudas em áreas, espaços e recipientes (sacos plásticos, tubetes, vasos, caixas, recipientes biodegradáveis).

Executa plantio e transplantio.

Acondiciona terra, substratos, nutrientes, sementes e mudas Trabalha na construção e na manutenção de estruturas para cultivo protegido, canteiros e cercas.

Opera equipamentos específicos da agricultura e do viveirismo, incluindo sistemas automáticos de controle de temperatura, luminosidade, nutrição, germinação, enchimento de recipientes e saúde das plantas, irrigação e transporte da produção em linhas mecanizadas Executa técnicas de reprodução sexuada de plantas e técnicas diversas de propagação vegetativa.

Monitora as condições das plantas, seu desenvolvimento, doenças, surgimento de plantas invasoras e as necessidades de água, energia solar e substâncias em geral, como adubos, nutrientes e defensivos agrícolas.

Controla e registra dados da produção Zela pela limpeza, organização e manutenção das áreas de cultivo, instrumentos, equipamentos e materiais agrícolas.

.

Funções do Trabalhador na produção de mudas e sementes

O profissional Viveirista Agrícola deve demonstrar competências pessoais, realizar tratos culturais, colher policulturas, plantar policulturas, efetuar preparo de mudas e sementes policulturais, organizar colheita para beneficiamento de policulturas, preparar solo para plantio, cuidar de propriedades rurais.

Condições de trabalho da profissão

Trabalhadores de apoio à agricultura trabalham em atividades da agricultura e da pecuária ou em pequenas chácaras de lazer, no caso do caseiro. Atuam de forma individual e em equipe, sob supervisão, em ambiente a ceu aberto, durante o dia. Permanecem em posições desconfortáveis durante longos períodos. Podem ficar expostos a materiais tóxicos e sujeitos às intempéries das variações climáticas.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Trabalhador na produção de mudas e sementes

Um Trabalhador na produção de mudas e sementes deve construir canteiros de sementes, ralear mudas, rastelar plantações, vestir equipamentos de proteção individual (epi), recepcionar visitantes, medir espaçamento entre mudas e sementes de plantas, introduzir sementes em solo, demonstrar sensibilidade com plantas, demonstrar habilidade manual, semear grãos em germinador, medir espaçamento entre ruas, pulverizar plantações e jardins com defensivos agrícolas e adubos foliares, adubar covas, plantações e jardins, cavar buraco para depósito de lixo, forrar solo com cobertura vegetal, nivelar solo, demonstrar força física, arrancar ervas daninhas e plantas doentes, identificar pragas e parasitas em plantações, jardins e viveiros, enxertar mudas, guardar equipamentos em instalações, dar prova de responsabilidade no cuidado da propriedade rural, reparar cercas, anotar produção, cavar solo, transplantar sementes semi-germinadas e mudas para sacos plásticos, encher sacos plásticos com terra e nutrientes, coletar amostras de solo, construir canteiros de mudas, misturar nutrientes em terra, demonstrar resistência física, gradear solo, selecionar sementes, introduzir mudas em solo, articular-se em redes de informações sobre trabalho temporário, sulcar solo, construir viveiros, regar plantas, lavar ferramentas e equipamentos, selecionar mudas, capinar plantações, jardins e viveiros.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Viveirista Agrícola ficou em 8.10%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Viveirista Agrícola e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Trabalhadores de apoio à agricultura que ficou em 8.10% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Viveirista Agrícola em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Viveirista Agrícola ficou em 7.70% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 28,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Trabalhadores de apoio à agricultura 2024

O salário de Viveirista Agrícola mostrado aqui é resultado do levantamento de 14692 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Trabalhadores de apoio à agricultura que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Viveirista Agrícola com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Viveirista Agrícola CBO 622015 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Viveirista Agrícola em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Viveirista Agrícola por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Paraná 44h 1.819,93 1.890,46 2.667,88 8,60 4.60%
São Paulo 44h 1.587,72 1.649,25 2.327,48 7,53 5.20%
Mato Grosso do Sul 44h 1.606,84 1.669,12 2.355,51 7,66 5.50%
Goiás 44h 1.522,22 1.581,22 2.231,46 7,24 4.60%
Minas Gerais 43h 1.543,68 1.603,51 2.262,92 7,40 7.60%
Rio Grande do Sul 44h 1.686,89 1.752,27 2.472,86 8,00 4.60%
Mato Grosso 44h 1.619,05 1.681,80 2.373,41 7,66 6.70%
Bahia 43h 1.410,14 1.464,80 2.067,17 6,79 7.50%
Pará 44h 1.360,52 1.413,25 1.994,42 6,43 6.50%
Espírito Santo 44h 1.341,35 1.393,33 1.966,32 6,38 8.10%
Santa Catarina 44h 1.678,69 1.743,75 2.460,84 7,99 5.40%
Tocantins 44h 1.342,76 1.394,80 1.968,38 6,34 5.90%
Distrito Federal 44h 1.336,93 1.388,75 1.959,84 6,31 7.50%
Maranhão 43h 1.360,53 1.413,26 1.994,43 6,58 5.10%
Rio de Janeiro 42h 1.477,68 1.534,95 2.166,17 7,26 6.00%
Pernambuco 43h 1.319,61 1.370,75 1.934,45 6,31 6.00%
Amazonas 44h 1.515,64 1.574,38 2.221,81 7,16 7.10%
Ceará 44h 1.381,21 1.434,74 2.024,75 6,52 4.70%
Paraíba 44h 1.339,81 1.391,74 1.964,07 6,35 5.50%
Rondônia 44h 1.456,70 1.513,16 2.135,42 6,88 7.60%
Piauí 41h 1.315,03 1.366,00 1.927,74 6,65 8.20%
Acre 44h 1.279,61 1.329,20 1.875,81 6,04 6.60%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Viveirista Agrícola.

Dissídio de Viveirista Agrícola por cidade

Quanto ganha um Viveirista Agrícola nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Viveirista Agrícola na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Curitiba, PR 44 1.817,81 1.888,27 2.664,78 8,59 6.60%
Aparecida do Taboado, MS 44 1.595,09 1.656,91 2.338,28 7,53 8.30%
Lençóis Paulista, SP 44 1.508,65 1.567,12 2.211,57 7,12 7.40%
Três Lagoas, MS 43 1.702,31 1.768,29 2.495,46 8,15 6.10%
Chapadão do Céu, GO 44 1.490,72 1.548,49 2.185,28 7,04 7.40%
Cristalina, GO 44 1.314,26 1.365,20 1.926,61 6,21 6.30%
Ibiúna, SP 44 1.398,86 1.453,07 2.050,62 6,60 7.40%
Colombo, PR 44 1.884,22 1.957,25 2.762,12 8,91 6.50%
Agua Clara, MS 44 1.505,87 1.564,23 2.207,49 7,11 7.30%
Conceição do Mato Dentro, MG 44 1.475,51 1.532,70 2.162,99 6,99 6.10%
São Paulo, SP 44 1.714,15 1.780,58 2.512,81 8,12 7.10%
Rio Claro, SP 44 1.520,37 1.579,29 2.228,75 7,18 7.60%
Patos de Minas, MG 44 1.749,40 1.817,20 2.564,49 8,28 6.70%
Campo Grande, MS 42 1.502,68 1.560,92 2.202,82 7,47 6.80%
Costa Rica, MS 44 1.312,25 1.363,11 1.923,66 6,20 5.10%
Brasília, DF 44 1.336,93 1.388,75 1.959,84 6,31 4.20%
Paragominas, PA 44 1.328,35 1.379,83 1.947,26 6,28 4.20%
Ipeuna, SP 44 1.530,70 1.590,03 2.243,89 7,23 5.10%
Mogi-Mirim, SP 44 1.649,37 1.713,30 2.417,85 7,79 6.70%
Pedra Preta, MT 44 1.527,49 1.586,69 2.239,19 7,21 7.40%
Sooretama, ES 44 1.323,15 1.374,43 1.939,63 6,25 4.90%
Ibaté, SP 44 1.556,55 1.616,88 2.281,79 7,35 7.60%
Barro Alto, GO 40 1.418,25 1.473,21 2.079,04 7,37 7.80%
Lagoa da Confusão, TO 44 1.327,11 1.378,54 1.945,44 6,27 8.30%
Abadia de Goiás, GO 44 1.500,19 1.558,33 2.199,16 7,09 7.90%
Erval Grande, RS 44 1.389,83 1.443,70 2.037,39 6,56 7.60%
Carolina, MA 44 1.362,25 1.415,05 1.996,96 6,45 7.40%
Santa Cruz do Sul, RS 44 1.681,52 1.746,69 2.464,98 7,96 5.90%
Dona Euzebia, MG 41 1.331,27 1.382,87 1.951,54 6,82 7.80%
Crissiumal, RS 44 1.416,44 1.471,34 2.076,39 6,69 4.40%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Viveirista Agrícola. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Viveirista Agrícola no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Locação de mão-de-obra temporária 1.818,15 1.888,61 2.665,27 7.20%
Produção de mudas e outras formas de propagação vegetal, certificadas 1.506,01 1.564,38 2.207,70 4.80%
Comércio atacadista de sementes, flores, plantas e gramas 1.635,50 1.698,88 2.397,52 6.60%
Cultivo de mudas em viveiros florestais 1.572,30 1.633,24 2.304,88 7.60%
Produção de sementes certificadas, exceto de forrageiras para pasto 1.591,65 1.653,34 2.333,24 7.80%
Horticultura, exceto morango 1.560,88 1.621,38 2.288,14 6.40%
Fabricação de celulose e outras pastas para a fabricação de papel 1.468,33 1.525,24 2.152,46 7.40%
Cultivo de flores e plantas ornamentais 1.524,77 1.583,86 2.235,19 4.60%
Atividades de apoio à agricultura não especificadas anteriormente 1.679,11 1.744,19 2.461,45 8.30%
Cultivo de eucalipto 1.458,83 1.515,37 2.138,53 4.30%
Atividades de associações de defesa de direitos sociais 1.530,49 1.589,81 2.243,59 5.70%
Atividades de apoio à produção florestal 1.515,31 1.574,04 2.221,33 7.50%
Extração de madeira em florestas plantadas 1.570,71 1.631,58 2.302,54 7.80%
Cultivo de cebola 1.272,03 1.321,33 1.864,71 5.00%
Serviço de preparação de terreno, cultivo e colheita 1.435,96 1.491,61 2.105,01 4.70%
Comércio varejista de plantas e flores naturais 1.579,39 1.640,60 2.315,26 7.20%
Cultivo de outras plantas de lavoura temporária não especificadas anteriormente 1.586,44 1.647,93 2.325,61 4.10%
Produção de sementes certificadas de forrageiras para formação de pasto 1.486,34 1.543,95 2.178,86 5.50%
Cultivo de alho 1.398,86 1.453,08 2.050,63 7.40%
Fornecimento e gestão de recursos humanos para terceiros 2.047,10 2.126,44 3.000,89 6.10%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.