O dissídio de Trabalhador da Exploração de Bacupari 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 632505 no cargo de Trabalhador da Exploração de Bacupari.

Estado com maior salário médio

Minas Gerais

R$ 1.898,17

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

Pará

37 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Mandirituba - PR

R$ 1.743,43

Cidade que mais contrata

Mandirituba - PR

21 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Trabalhador da exploração de árvores e arbustos produtores de substâncias aromáticas, medicinais e t realiza extração florestal de partes de árvores e arbustos produtores de substâncias aromáticas, medicinais e tóxicas, selecionando equipamentos, ferramentas, acessórios e materiais, construindo instalações para estocar produtos, fazendo localização e demarcação da área de extração, programando período de extração, acondicionando partes extraídas, efetuando transporte, realizando beneficiamento inicial, embalando produtos beneficiados, fazendo armazenagem, e comercializando produtos Pode realizar plantio de mudas de árvores e arbustos em área de clareira.

Garante a higiene desde a coleta até o beneficiamento do produto Cumpre legislação, normas técnicas, normas de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de prevenção de incêndios e de preservação ambiental

O que faz um Trabalhador da Exploração de Bacupari

O Trabalhador da exploração de árvores e arbustos produtores de substâncias aromáticas, medicinais e t prepara-se para fazer a colheita florestal de partes de árvores e arbustos – tais como amapazeiro, ameixeira, catuaba, puxuri, pau-rosa, entre outras - produtores de substâncias aromáticas, medicinais e tóxicas, selecionando equipamentos, ferramentas, acessórios e materiais a serem utilizados Verifica a disponibilidade dos acessórios e materiais selecionados, adquirindo os faltantes.

Testa o funcionamento dos equipamentos, providenciando o conserto, quando necessário.

Afia instrumentos de corte e regula balanças Esteriliza frascos.

Organiza e acondiciona ferramentas, acessórios e materiais, para uso durante as atividades Constrói galpões e paióis e confecciona jiraus, necessários para estocagem dos produtos da extração e dos produtos beneficiados.

Localiza a concentração de árvores e arbustos produtores de substâncias aromáticas, medicinais e tóxicas e faz o mapeamento do local, verificando os caminhos de acesso.

Identifica as espécies das árvores e arbustos Demarca a área de extração e estima sua capacidade produtiva.

Pode desenhar mapa da área de coleta, identificando pontos que possam servir de referência - como rios e estradas – e, se possível, fazendo levantamento das coordenadas geográficas com uso do GPS-Sistema de Posicionamento Global (Global Position System).

Registra as informações levantadas Maneja a área de extração, limpando trilhas Protege árvores menores, a serem exploradas no futuro.

Pode realizar o plantio de mudas em área de clareira, especialmente de espécies em risco de extinção Programa período de extração, consultando sistemas meteorológicos para análise de condições climáticas Realiza a colheita, selecionando as partes a serem extraídas em cada espécie identificada.

Pode colher folhas, frutos, flores e sementes, descascar árvores, raspar cascas e entrecascas, coletar látex de troncos de árvores, ou catar resinas em pés de árvores Pode ficar em solo e usar instrumental – como cortadores e tesouras - para extração.

Pode escalar árvores, de modo tradicional, utilizando instrumentos auxiliares para a subida, como peconhas e escadas Usa cinto com bainha para guardar facão, machado ou outro instrumento Pode realizar colheita semimecanizada - com veículo e plataforma de elevação -, utilizando instrumental ou equipamentos para extração.

Acondiciona as partes extraídas em sacos, caixas, latas ou de outra forma, para o transporte Conduz barco, carroça de tração animal, trator, caminhão ou outro veículo, para levar as partes extraídas até a área de beneficiamento Realiza o beneficiamento inicial apropriado, em cada produto de extração.

Lava, seca e mói produtos Desidrata folhas e frutos Tritura cascas, folhas e sementes.

Macera cascas e folhas Cozinha folhas, frutos e cascas Torra sementes Frita cascas e folhas Dissolve látex em água.

Filtra látex e tinturas Curte produtos de extração em composto de água e álcool Mistura produtos de extração com substâncias-base Embala os produtos e realiza sua armazenagem em galpões limpos, higienizados e protegidos de animais Lista e registra, em sistema informatizado, o estoque de produtos Prepara os produtos para comercialização, fazendo sua pesagem e etiquetagem Comercializa produtos, pesquisando preços de mercado e negociando com clientes Conserva a limpeza, a higienização e a organização das instalações Garante a higiene no processo de extração, desde a coleta até o beneficiamento do produto Mantém ferramentas e acessórios limpos, organizados, acondicionados e em plenas condições de uso e funcionamento Providencia o serviço de manutenção de equipamentos, quando necessário Executa práticas para mitigação de danos ambientais, respeitando o ritmo de recuperação das espécies florestais Trabalha com segurança, prevenindo acidentes e usando equipamentos de proteção individual Pode prestar primeiros socorros.

Funções do Trabalhador da exploração de árvores e arbustos produtores de substâncias aromáticas, medicinais e t

O profissional Trabalhador da Exploração de Bacupari deve beneficiar produtos de extração, comercializar produtos beneficiados, estocar produtos de extração e beneficiados, extrair cascas, entrecascas, folhas, sementes, flores, raízes, frutos e resinas, preparar equipamentos e acessórios, transportar produtos de extração, demonstrar competências pessoais, manejar Áreas de extração.

Condições de trabalho da profissão

Extrativistas florestais de espécies produtoras de substâncias aromáticas, medicinais e tóxicas trabalham como autônomos ou por conta própria em atividades extrativas, na silvicultura. O trabalho é realizado em equipe, sem supervisão, a céu aberto e em horário diurno. Podem permanecer em posições desconfortáveis durante longos períodos e estão expostos a ataques de animais silvestres. Os trabalhadores da exploração de cipó e jaborandi e da extração de substâncias aromáticas, medicinais e tóxicas, em geral, trabalham em grandes alturas.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Trabalhador da exploração de árvores e arbustos produtores de substâncias aromáticas, medicinais e t

Um Trabalhador da exploração de árvores e arbustos produtores de substâncias aromáticas, medicinais e t deve rondar áreas de extração, trabalhar em equipe, colher folhas, frutos, flores e sementes, engarrafar raízes, xaropes, tinturas e látex, secar cascas, folhas, raízes e frutos, programar período de extração, conduzir veículos de tração motora, trilhar áreas de extração, identificar composição de produtos beneficiados, catar resinas em pés de árvores, construir galpões, guardar equipamentos e acessórios, moer produtos de extração, localizar focos de incêndio, cozinhar folhas, raízes, frutos e cascas, regular balanças, atentar para riscos de acidentes, calçar botas e luvas, acondicionar sacos, caixas, latas e maços em meios de transporte, lavar produtos de extração, coar látex e tinturas, manifestar sensibilidade à natureza, fritar cascas, folhas e raízes, providenciar fretes para estocagem e comercialização, conduzir veículos de tração animal, limpar equipamentos e acessórios, desidratar folhas, raízes e frutos, consertar equipamentos e acessórios, embalar produtos beneficiados, enlatar látex, escolher materiais, equipamentos e acessórios, limpar trilhas, informar sobre propriedades e uso de plantas medicinais, curtir produtos de extração em composto de água e álcool, aceirar áreas de extração, selecionar frutos, macerar raízes, cascas e folhas, distribuir produtos beneficiados, afiar instrumentos de corte, conduzir barcos a remo, misturar produtos de extração com substâncias-base, triturar cascas, folhas, raízes e sementes, picar cascas e raízes, subir em árvores, pesar produtos de extração e beneficiamento, conduzir bicicletas cargueiras, dissolver látex em água, dar prova de coragem, pesquisar preços de mercado, cortar árvores e cipós, contratar serviços de destocamento, encaixotar frutos, programar rodízio de trilhas, conduzir animais cargueiros, atentar para variações climáticas, defender-se de animais silvestres, etiquetar produtos beneficiados, identificar espécies de plantas, torrar sementes, demarcar áreas de extração, negociar preços de produtos beneficiados, construir paióis, filtrar látex e tinturas, ensacar produtos de extração, emitir nota fiscal, confeccionar jiraus, esterilizar frascos, coletar látex de troncos de árvores, demonstrar senso de direção em matas e florestas, dar prova de resistência física, descascar árvores e cipós, listar estoque de produtos beneficiados, raspar cascas, entrecascas e folhas, desbastar matas, comprar materiais, equipamentos e acessórios.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Trabalhador da Exploração de Bacupari ficou em 3.90%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Trabalhador da Exploração de Bacupari e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Extrativistas florestais de espécies produtoras de substâncias aromáticas, medicinais e tóxicas que ficou em 3.90% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Trabalhador da Exploração de Bacupari em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Trabalhador da Exploração de Bacupari ficou em 5.50% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 20,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Extrativistas florestais de espécies produtoras de substâncias aromáticas, medicinais e tóxicas 2024

O salário de Trabalhador da Exploração de Bacupari mostrado aqui é resultado do levantamento de 79 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Extrativistas florestais de espécies produtoras de substâncias aromáticas, medicinais e tóxicas que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Trabalhador da Exploração de Bacupari com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Trabalhador da Exploração de Bacupari CBO 632505 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Trabalhador da Exploração de Bacupari em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Trabalhador da Exploração de Bacupari por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Pará 42h 1.326,27 1.377,68 1.944,22 6,56 5.20%
Paraná 44h 1.634,15 1.697,49 2.395,54 7,72 4.20%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Trabalhador da Exploração de Bacupari.

Dissídio de Trabalhador da Exploração de Bacupari por cidade

Quanto ganha um Trabalhador da Exploração de Bacupari nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Trabalhador da Exploração de Bacupari na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Mandirituba, PR 44 1.678,38 1.743,43 2.460,38 7,92 6.80%
Ulianópolis, PA 41 1.315,71 1.366,70 1.928,73 6,72 7.80%
Santarém, PA 44 1.347,76 1.400,00 1.975,72 6,36 8.00%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Trabalhador da Exploração de Bacupari. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Trabalhador da Exploração de Bacupari no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Cultivo de flores e plantas ornamentais 1.678,38 1.743,43 2.460,38 6.40%
Aluguel de outras máquinas e equipamentos comerciais e industriais , sem operador 1.347,76 1.400,00 1.975,72 7.40%
Cultivo de eucalipto 1.654,71 1.718,84 2.425,67 5.00%
Outras atividades profissionais, científicas e técnicas não especificadas anteriormente 1.292,89 1.343,00 1.895,28 5.00%
Fabricação de chá mate e outros chás prontos para consumo 1.540,30 1.600,00 2.257,97 6.50%
Serviço de preparação de terreno, cultivo e colheita 2.166,05 2.250,00 3.175,27 6.50%
Atividades de apoio à produção florestal 1.510,94 1.569,50 2.214,93 5.60%
Hotéis 1.359,32 1.412,00 1.992,66 5.80%
Obras de urbanização - ruas, praças e calçadas 1.540,30 1.600,00 2.257,97 5.50%
Fabricação de madeira laminada e de chapas de madeira compensada, prensada e aglomerada 1.415,15 1.470,00 2.074,51 4.50%
Fabricação de artefatos de tanoaria e de embalagens de madeira 1.444,03 1.500,00 2.116,85 8.10%
Serviços de diagnóstico por imagem sem uso de radiação ionizante, exceto ressonância magnética 1.270,75 1.320,00 1.862,82 7.90%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.