O dissídio de Tecnólogo em Produção Moveleira 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 214930 no cargo de Tecnólogo em Produção Moveleira.

Estado com maior salário médio

Piauí

R$ 8.417,85

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

148 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

São José dos Campos - SP

R$ 2.916,59

Cidade que mais contrata

São José dos Campos - SP

50 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Tecnólogo em produção industrial desempenha funções de planejamento, supervisão e controle de processos de produção industrial Participa no desenvolvimento de métodos, processos e produtos.

Supervisiona processos produtivos Atua na criação de banco de dados para gestão e controle da produção industrial Implanta ferramentas de controle de qualidade.

Controla perdas, analisando suas causas, participando no estabelecimento de plano de ações preventivas e corretivas, e avaliando eficácia e eficiência dos ajustes executados Coordena equipes de trabalho Prepara documentos para patentes de processos e produtos.

Registra memória técnica de métodos de trabalho, processos produtivos e produtos Cumpre legislação, procedimentos de qualidade, normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

O que faz um Tecnólogo em Produção Moveleira

O Tecnólogo em produção industrial desempenha funções de planejamento dos processos de produção industrial, atuando na indicação de métodos de trabalho, no estabelecimento de processos produtivos e na definição de produtos Participa da elaboração do plano de negócio.

Interpreta legislação e normas emitidas, verificando possível impacto em métodos, processos e produtos industriais.

Participa no desenvolvimento de métodos, processos e produtos Pesquisa sistemas automatizados, tecnologias digitais e outras inovações que possam ser introduzidas nos processos de produção industrial.

Atua na geração de protótipos Executa testes de métodos e processos de produção e segurança.

Realiza testes de produtos em laboratório e em campo.

Gera especificações técnicas e de segurança de processos e produtos Participa na análise da viabilidade técnico-produtiva, econômica e legal de processos industriais.

Atua no planejamento da logística, avaliando e otimizando fluxos e racionalizando a distribuição de materiais.

Planeja a logística de movimentação do produto na indústria Supervisiona os processos produtivos Verifica a seleção e o tratamento das matérias-primas.

Acompanha os processos de fabricação e de construção (montagem) peças e produtos Coleta, processa, interpreta e analisa dados, para monitorar desempenho de processos e comparar a produção com as metas estabelecidas Participa na criação de banco de dados para gestão e controle da produção industrial.

Implanta ferramentas de controle de qualidade, para verificar o desempenho em relação aos padrões estabelecidos de processos e produtos Atua para identificar e corrigir as falhas em processos.

Controla perdas, inspecionando funcionamento de processos para identificar e analisar causas Participa no estabelecimento de plano de ações preventivas e corretivas Avalia eficácia e eficiência dos ajustes executados.

Padroniza sistemas e operações Elabora plano de reaproveitamento de perdas Coordena equipe de trabalho, orientando e monitorando as atividades realizadas.

Atua na definição de perfil e na seleção de pessoal Avalia desempenho de equipe de trabalho, verificando necessidades de treinamento Avalia a eficácia de programas de treinamento.

Pode fazer auditoria em processos e produtos Executa vistoria, realiza perícia, emite laudo e prepara parecer técnico na área de tecnologia de produção industrial Elabora e emite documentação técnica Prepara documentos para patentes de produtos e processos Elabora relatórios, divulgando planos de trabalho e resultados.

Registra memória técnica de métodos de trabalho, processos produtivos e produtos.

Funções do Tecnólogo em produção industrial

O profissional Tecnólogo em Produção Moveleira deve demonstrar competências pessoais, gerenciar segurança no trabalho e do meio ambiente, planejar empreendimentos e atividades produtivas e de logística, controlar perdas de processos, produtos e serviços, desenvolver métodos, processos, produtos e serviços, coordenar equipe e atividades de trabalho, supervisionar sistemas, processos e métodos produtivos, emitir documentação técnica.

Condições de trabalho da profissão

Engenheiros de produção, qualidade, segurança o trabalho é exercido em empresas dos mais diversos ramos, embora predomine o ramo industrial onde podemos destacar a metalurgia, fabricação de máquinas, equipamentos e veículos automotores, produtos alimentares e refino de petróleo. As instituições empregadoras são de diversos portes, públicas ou privadas. Os profissionais trabalham em equipe, com supervisão ocasional. Eventualmente, em algumas atividades, podem estar expostos a condições especiais de trabalho, tais como ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Tecnólogo em produção industrial

Um Tecnólogo em produção industrial deve organizar cronograma de equipe de trabalho, prestar assessorias técnicas, pesquisar tecnologias, processar dados de registros, monitorar desempenho de processos, interpretar dados e resultados, demonstrar proatividade, participar da definição de perfil de pessoal, participar da elaboração do plano de negócio, ajustar processos e serviços, avaliar eficácia de treinamentos, avaliar eficácia/eficiência de ajustes, auditorar processos, produtos e serviços, pesquisar normas e legislação, verificar necessidades de treinamento de equipe, testar produtos em laboratório, verificar cumprimento de tarefas, atualizar dados de registros, participar de seleção de pessoal, demonstrar capacidade de atenção difusa, gerar especificações técnicas e de segurança de processos e/ou serviços, estimar perdas, assumir riscos, elaborar plano de reaproveitamento de perdas, coletar dados de processo, demonstrar capacidade de contornar situações adversas, analisar projetos, preparar documentos para patentes de produtos e processos, analisar viabilidade técnico-produtiva, econômica e legal, avaliar desempenho de equipe de trabalho, estabelecer plano de ações preventivas e corretivas, demonstrar capacidade de antecipar problemas, determinar causas de perdas, demonstrar capacidade de negociação, criar métodos e processos de produção e segurança, testar produtos em campo, elaborar relatórios, organizar treinamentos, participar da elaboração do ppra e/ou ppci, delegar tarefas, implantar ferramentas de controle de qualidade, inspecionar funcionamento de processos, produtos e serviços, demonstrar liderança, projetar produtos e processos, demonstrar capacidade de resolução de problemas, gerar especificações técnicas e de segurança de produtos e/ou serviços, documentar memória técnica de métodos, processos, produtos e serviços, demonstrar raciocínio matemático, testar métodos e processos de produção e segurança, tomar decisões, demonstrar capacidade de evidenciar senso crítico, medir parâmetros/indicadores de processos, produtos e serviços, comparar processos, produtos e serviços, criar banco de dados de processos e projetos, demonstrar raciocínio lógico, capacitar equipe de trabalho, demonstrar criatividade, divulgar resultados e planos de trabalho, demonstrar capacidade de agir sob pressão, padronizar sistemas e operações, mapear equipe de trabalho, demonstrar capacidade de trabalhar em equipe, compatibilizar métodos, processos, produtos e/ou serviços de acordo com normas e legislação, demonstrar objetividade, identificar perdas, analisar causas de perdas, demonstrar capacidade de persuasão, gerar protótipos.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Tecnólogo em Produção Moveleira ficou em 4.00%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Tecnólogo em Produção Moveleira e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Engenheiros de produção, qualidade, segurança que ficou em 4.00% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Tecnólogo em Produção Moveleira em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Tecnólogo em Produção Moveleira ficou em 4.40% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 36,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Engenheiros de produção, qualidade, segurança 2024

O salário de Tecnólogo em Produção Moveleira mostrado aqui é resultado do levantamento de 473 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Engenheiros de produção, qualidade, segurança que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Tecnólogo em Produção Moveleira com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Tecnólogo em Produção Moveleira CBO 214930 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Tecnólogo em Produção Moveleira em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Tecnólogo em Produção Moveleira por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 43h 4.932,69 5.123,86 7.230,95 23,82 8.00%
Minas Gerais 44h 2.091,71 2.172,78 3.066,29 9,95 5.20%
Santa Catarina 43h 4.591,63 4.769,59 6.730,99 22,06 8.10%
Rio de Janeiro 42h 5.421,79 5.631,92 7.947,94 27,02 5.00%
Paraná 44h 5.885,59 6.113,70 8.627,83 27,85 6.80%
Espírito Santo 43h 4.277,58 4.443,37 6.270,61 20,44 5.00%
Amazonas 44h 6.769,74 7.032,12 9.923,94 31,96 7.90%
Rio Grande do Sul 44h 4.655,25 4.835,67 6.824,25 22,08 4.60%
Goiás 44h 3.118,27 3.239,13 4.571,15 14,77 7.50%
Distrito Federal 42h 2.811,65 2.920,62 4.121,67 13,91 5.30%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Tecnólogo em Produção Moveleira.

Dissídio de Tecnólogo em Produção Moveleira por cidade

Quanto ganha um Tecnólogo em Produção Moveleira nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Tecnólogo em Produção Moveleira na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São José dos Campos, SP 43 2.807,77 2.916,59 4.115,98 13,60 5.40%
Conceição das Alagoas, MG 44 1.430,86 1.486,32 2.097,54 6,76 7.00%
Delta, MG 44 1.573,16 1.634,13 2.306,13 7,43 6.50%
Manaus, AM 44 6.769,74 7.032,12 9.923,94 31,96 6.70%
Rio de Janeiro, RJ 42 5.814,48 6.039,83 8.523,59 28,68 7.00%
Guaramirim, SC 44 4.660,30 4.840,92 6.831,65 22,00 4.60%
São Paulo, SP 43 7.961,17 8.269,72 11.670,47 38,08 5.80%
Brasília, DF 42 2.811,65 2.920,62 4.121,67 13,91 6.20%
João Neiva, ES 44 1.688,29 1.753,73 2.474,91 7,97 5.90%
Belo Horizonte, MG 44 3.054,03 3.172,40 4.476,99 14,42 6.60%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Tecnólogo em Produção Moveleira. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Tecnólogo em Produção Moveleira no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Fabricação de açúcar em bruto 1.505,54 1.563,89 2.207,01 6.90%
Fabricação de equipamentos transmissores de comunicação, peças e acessórios 2.804,79 2.913,49 4.111,61 8.20%
Confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas e as confeccionadas sob medida 3.933,04 4.085,47 5.765,54 5.80%
Usinas de compostagem 2.222,63 2.308,77 3.258,20 8.30%
Fabricação de papel 12.349,41 12.828,03 18.103,30 6.20%
Produção de ferro-gusa 1.688,29 1.753,73 2.474,91 6.90%
Fabricação de móveis com predominância de madeira 3.995,88 4.150,75 5.857,66 6.90%
Impressão de material para outros usos 6.456,15 6.706,38 9.464,24 4.60%
Atividades de consultoria em gestão empresarial, exceto consultoria técnica específica 1.965,86 2.042,05 2.881,81 6.80%
Fabricação de outras peças e acessórios para veículos automotores não especificadas anteriormente 7.043,03 7.316,00 10.324,56 6.10%
Serviços de engenharia 7.497,43 7.788,01 10.990,67 8.20%
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 5.541,51 5.756,29 8.123,44 5.00%
Fabricação de outros produtos químicos 3.421,27 3.553,86 5.015,32 5.60%
Agências de publicidade 3.220,19 3.345,00 4.720,56 7.90%
Fabricação de tintas, vernizes, esmaltes e lacas 1.430,07 1.485,50 2.096,38 5.30%
Fabricação de medicamentos alopáticos para uso humano 5.970,28 6.201,67 8.751,98 4.40%
Fabricação de celulose e outras pastas para a fabricação de papel 12.529,12 13.014,71 18.366,75 7.50%
Fabricação de óleos vegetais em bruto, exceto óleo de milho 7.401,08 7.687,92 10.849,43 5.20%
Testes e análises técnicas 7.383,82 7.670,00 10.824,13 6.10%
Fabricação de componentes eletrônicos 7.931,21 8.238,60 11.626,56 7.20%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.