Salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas 2020 - Reajute salarial atual

Convenção coletiva Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas 2020 para todos os estados e capitais brasileiras. Encontre o valor do piso salarial de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas pelo sindicato, bem como o reajuste salarial desse ano e o aumento salarial em todas as principais localidades da profissão CBO 395105.

O dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas 2020 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 395105 no cargo de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas.

Categorias profissionais do Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas CBO 395105

— Técnicos de nível médio.
—— Outros técnicos de nível médio.
——— Técnicos de apoio em pesquisa e desenvolvimento.
———— Técnicos de apoio em pesquisa e desenvolvimento.

Atividades exercidas por um Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no cargo

analisar resultados de ensaios, preparar ensaios, auxiliar em desenvolvimento de métodos, processos e produtos, planejar ensaios, demonstrar competências pessoais, executar ensaios, difundir pesquisa e desenvolvimento.

Aumento do piso salarial e reajuste 2020 da categoria

O reajuste salarial 2020 para Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas ficou em 2.80%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2020 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Técnicos de apoio em pesquisa e desenvolvimento que ficou em 2.80% para 2020.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em 2020 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2020 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Técnicos de apoio em pesquisa e desenvolvimento 2020

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas mostrado aqui é resultado do levantamento de 6178 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2020, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Técnicos de apoio em pesquisa e desenvolvimento que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas com salários atualizados em 2020. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas CBO 395105 salário

Valor do salário no dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas 2020 em todos os estados

Acre

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Acre de 2020 foi calculado por uma amostragem de 6 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Acre é R$ 1.833,00 com uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 998,00.
  • Rio Branco - AC

  • O salário médio na cidade de Rio Branco é R$ 1.074,50.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.022,55.

Alagoas

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em Alagoas de 2020 foi calculado por uma amostragem de 24 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado de Alagoas é R$ 2.119,79 com uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.016,04.
  • Maceió - AL

  • O salário médio na cidade de Maceió é R$ 2.119,79.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.017,31.

Amazonas

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Amazonas de 2020 foi calculado por uma amostragem de 20 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Amazonas é R$ 4.426,60 com uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 4.209,94.
  • Manaus - AM

  • O salário médio na cidade de Manaus é R$ 4.148,37.
  • Piso salarial 2020: R$ 3.947,81.

Amapá

Não encontramos dados salariais para o estado do Amapá.

Macapá - AP

Não encontramos dados salariais para a ciddade de Macapá.

Bahia

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas na Bahia de 2020 foi calculado por uma amostragem de 66 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado da Bahia é R$ 1.809,09 com uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.720,54.
  • Salvador - BA

  • O salário médio na cidade de Salvador é R$ 1.301,45.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.238,53.

Ceará

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Ceará de 2020 foi calculado por uma amostragem de 103 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Ceará é R$ 2.021,80 com uma jornada de trabalho de 42 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.922,84.
  • Fortaleza - CE

  • O salário médio na cidade de Fortaleza é R$ 2.182,06.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.076,56.

Distrito Federal

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Distrito Federal de 2020 foi calculado por uma amostragem de 139 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o Distrito Federal é R$ 1.930,79 com uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.836,29.
  • Brasília - DF

  • O salário médio na cidade de Brasília é R$ 1.930,79.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.837,45.

Espírito Santo

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Espírito Santo de 2020 foi calculado por uma amostragem de 40 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o Espírito Santo é R$ 1.930,79 com uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.594,05.
  • Vitória - ES

  • O salário médio na capital Vitória é R$ 1.208,00.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.149,60.

Goiás

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em Goiás de 2020 foi calculado por uma amostragem de 149 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado de Goiás é R$ 2.741,82 com uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.607,62.
  • Goiânia - GO

  • O salário médio na capital Vitória é R$ 3.797,40.
  • Piso salarial 2020: R$ 3.613,81.

Maranhão

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Maranhão de 2020 foi calculado por uma amostragem de 4 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Maranhão é R$ 2.038,75 com uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.938,96.
  • São Luís - MA

  • O salário médio na capital São Luís é R$ 2.038,75.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.940,19.

Minas Gerais

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em Minas Gerais de 2020 foi calculado por uma amostragem de 949 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado de Minas Gerais é R$ 2.972,70 com uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.827,20.
  • Belo Horizonte - MG

  • O salário médio na cidade de Belo Horizonte é R$ 2.333,07.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.220,27.

Mato Grosso do Sul

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Mato Grosso do Sul de 2020 foi calculado por uma amostragem de 7 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Mato Grosso do Sul é R$ 1.487,71 com uma jornada de trabalho de 43 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.414,90.
  • Campo Grande - MS

  • O salário médio na cidade de Campo Grande é R$ 1.566,67.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.490,93.

Mato Grosso

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Mato Grosso de 2020 foi calculado por uma amostragem de 220 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Mato Grosso é R$ 1.739,75 com uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.654,60.
  • Cuiabá - MT

  • O salário médio na cidade de Cuiabá é R$ 1.056,92.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.005,83.

Pará

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas na Pará em 2020 foi calculado por uma amostragem de 20 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Pará é R$ 3.145,90 para uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.991,92.
  • Balém - PA

  • O salário médio na capital Belém é R$ 3.265,35.
  • Piso salarial 2020: R$ 3.107,49.

Paraíba

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas na Paraíba de 2020 foi calculado por uma amostragem de 8 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado da Paraíba é R$ 1.571,88 para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.494,94.
  • João Pessoa - PB

  • O salário médio na capital João Pessoa é R$ 1.678,20.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.597,07.

Pernambuco

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Pernambuco de 2020 foi calculado por uma amostragem de 35 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Pernambuco é R$ 1.994,57 para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.896,95.
  • Recife - PE

  • O salário médio na capital Recife é R$ 1.819,93.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.731,95.

Piauí

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Piauí de 2020 foi calculado por uma amostragem de 3 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Piauí é R$ 1.043,00 para uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 998,00.
  • Teresina - PI

  • O salário médio na capital Teresina é R$ 1.043,00.
  • Piso salarial 2020: R$ 998,00.

Paraná

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Paraná de 2020 foi calculado por uma amostragem de 533 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Paraná é R$ 2.555,60 para uma jornada de trabalho de 42 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.430,51.
  • Curitiba - PR

  • O salário médio na capital Curitiba é R$ 3.226,78.
  • Piso salarial 2020: R$ 3.070,78.

Rio de Janeiro

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Rio de Janeiro de 2020 foi calculado por uma amostragem de 598 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Rio de Janeiro é R$ 2.617,40 para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.489,29.
  • Rio de Janeiro - RJ

  • O salário médio na cidade do Rio de Janeiro é R$ 2.469,12.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.349,75.

Rio Grande do Norte

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Rio Grande do Norte de 2020 foi calculado por uma amostragem de 20 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Rio Grande do Norte é R$ 1.954,55 para uma jornada de trabalho de 42 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.858,88.
  • Natal - RN

  • O salário médio na cidade de Natal é R$ 1.893,41.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.801,87.

Rondônia

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em Rondônia de 2020 foi calculado por uma amostragem de 18 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado de Rondônia é R$ 3.542,83 para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 3.369,43.
  • Porto Velho - RO

  • O salário médio na cidade de Porto Velho é R$ 3.519,80.
  • Piso salarial 2020: R$ 3.349,63.

Roraima

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em Roraima de 2020 foi calculado por uma amostragem de 1 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado de Roraima é R$ 3.446,00 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 3.277,33.
  • Boa Vista - RR

  • O salário médio na cidade de Boa Vista é R$ 3.446,00.
  • Piso salarial 2020: R$ 3.279,40.

Rio Grande do Sul

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Rio Grande do Sul de 2020 foi calculado por uma amostragem de 315 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Rio Grande do Sul é R$ 2.868,80 para uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.728,39.
  • Porto Alegre - RS

  • O salário médio na cidade de Porto Alegre é R$ 3.637,67.
  • Piso salarial 2020: R$ 3.461,80.

Santa Catarina

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em Santa Catarina de 2020 foi calculado por uma amostragem de 363 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado de Santa Catarina é R$ 3.297,13 para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 3.135,75.
  • Florianópolis - SC

  • O salário médio na cidade de Florianópolis é R$ 998,00.
  • Piso salarial 2020: R$ 998,00.

Sergipe

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Sergipe de 2020 foi calculado por uma amostragem de 5 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado de Sergipe é R$ 1.043,20 para uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 998,00.
  • Aracajú - SE

  • O salário médio na cidade de Aracajú é R$ 998,00.
  • Piso salarial 2020: R$ 998,00.

São Paulo

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em São Paulo de 2020 foi calculado por uma amostragem de 1663 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado de São Paulo é R$ 4.319,08 para uma jornada de trabalho de 42 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 4.107,68.
  • São Paulo - SP

  • O salário médio na cidade de São Paulo é R$ 4.828,54.
  • Piso salarial 2020: R$ 4.595,11.

Tocantins

O salário de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no Tocantins de 2020 foi calculado por uma amostragem de 869 salários de profissionais contratados e envolvidos em convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio de Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas em todo o estado.

  • A média do salário em todo o estado do Tocantins é R$ 1.283,96 para uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.
  • Piso salarial 2020: R$ 1.221,11.
  • Tocantins - TO

  • O salário médio na cidade de Palmas é R$ 2.786,75.
  • Piso salarial 2020: R$ 2.652,02.

Top 10 segmentos de empresas que mais contratam Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas

Setores de empresas que mais contratam Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas no momento. Muitas dessas empresas não contratam só Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas como também outros profissionais Técnicos de apoio em pesquisa e desenvolvimento.

  1. Produção de Sementes Certificadas, Exceto de Forrageiras para Pasto
  2. Comércio Varejista de Artigos do Vestuário e Acessórios
  3. Pesquisa e Desenvolvimento Experimental em Ciências Sociais e Humanas
  4. Pesquisa e Desenvolvimento Experimental em Ciências Físicas e Naturais
  5. Fabricação de Medicamentos Alopáticos para Uso Humano
  6. Atividades Técnicas Relacionadas à Engenharia e Arquitetura não Especificadas Anteriormente
  7. Confecção de Peças do Vestuário, Exceto Roupas íntimas e as Confeccionadas Sob Medida
  8. Fabricação de Outros Produtos Alimentícios não Especificados Anteriormente
  9. Outras Atividades de Ensino não Especificadas Anteriormente
  10. Portais, Provedores de Conteúdo e Outros Serviços de Informação na Internet

Aumentos e reajustes de cargos relacionados ao Técnico de Apoio em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Energéticas