O dissídio de Organizador de Evento 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 354820 no cargo de Organizador de Evento.

Estado com maior salário médio

Rio de Janeiro

R$ 3.361,86

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

6.870 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Duque de Caxias - RJ

R$ 9.932,24

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

5.065 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Organizador de evento planeja eventos para diversos públicos e com diferentes finalidades - tais como social, empresarial, comunitária, acadêmica, cultural, esportiva ou educacional -, participando da concepção e coordenando organização, montagem e execução da programação Contrata fornecedores de serviços e elabora material de comunicação.

Verifica a satisfação do cliente Cumpre legislação, normas sanitárias e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

O que faz um Organizador de Evento

O Organizador de evento planeja o evento, analisando o público-alvo, as características propostas pelo cliente e a finalidade, que pode ser social (como casamentos e aniversários), empresarial ou de negócios (como feiras e reuniões), comunitária (como jantares beneficentes), acadêmica (como festas de formatura), cultural (como espetáculos teatrais e concertos musicais), esportiva (como jogos) ou educacional (como palestras e congressos) Realiza pesquisas sobre o tema do evento.

Propõe programação, local e data do evento.

Levanta necessidade de recursos humanos, materiais e financeiros Elabora orçamento, para aprovação do cliente.

Organiza o evento, elaborando cronograma, dimensionando leiaute, definindo programação visual e preparando cerimonial e/ou roteiro Seleciona empresas para prestar serviços, tais como apoio a eventos, definição e preparação de alimentos e bebidas e apresentações artísticas e culturais.

Prepara documentos para formalização de contratos.

Solicita alvará e autorizações para realização do evento Garante o cumprimento de normas sanitárias estabelecidas nos âmbitos local, estadual e nacional.

Observa a legislação vigente em relação à participação de crianças e adolescentes no evento.

Controla o orçamento Pode buscar patrocínio ou fomento, junto a organizações e instituições públicas ou privadas Realiza a divulgação do evento.

Capta cadastro do público-alvo, expede convites e registra participantes Contrata fornecedores de serviços Contrata atrações artísticas e culturais.

Coordena a montagem da infraestrutura do evento e a decoração do espaço Controla o armazenamento e o manuseio de alimentos a serem servidos no evento.

Durante o evento, atende participantes, convidados, imprensa, autoridades e expositores Monitora a recepção dos convidados e os serviços prestados pelos contratados Após o evento, coordena a desmontagem e libera ordem de pagamento dos serviços prestados.

Realiza prestação de contas Verifica satisfação do cliente Pode aplicar modelos de gestão e operar ferramentas e sistemas informatizados para realizar estudo de custos, elaborar contratos, programar e efetuar o cálculo do pagamento aos fornecedores e às equipes de trabalho, e prestar contas ao cliente.

.

Funções do Organizador de evento

O profissional Organizador de Evento deve montar pacotes de turismo, reservar serviços turísticos, promover serviços turísticos, vender serviços turísticos, demonstrar competências pessoais, planejar eventos, comunicar-se, contratar fornecedores de serviços, organizar eventos, coordenar realização de eventos.

Condições de trabalho da profissão

Técnicos em serviços de turismo e organização de eventos atuam em empresas de turismo, agências de viagens, serviços de hospedagem, serviços culturais, organizadoras de eventos, dentre outras, como assalariados, com carteira assinada ou como trabalhadores autônomos e até mesmo como empregadores. Organizam-se em equipe de trabalho, trabalham sob supervisão, em ambiente fechado.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Organizador de evento

Um Organizador de evento deve organizar atividades sociais para os participantes do evento e seus acompanhantes, participar de viagens de familiarização de produtos turísticos, contratar serviços de apoio de eventos, contratar serviços de transporte, prestar orientação técnica, contatar prestadores de serviços turísticos e de apoio, demonstrar iniciativa, levantar necessidades de recursos humanos, materiais e financeiros, encaminhar relação de clientes aos prestadores de serviços contratados, demonstrar persuasão, preparar documentos para formalização de contratos, contratar atrações artísticas e culturais, captar cadastro de público alvo, divulgar produtos e serviços, administrar correspondências, buscar patrocínios e apoios, alugar carros, transmitir segurança e confiança, liberar ordem de pagamento do serviço prestado, coordenar equipes executivas (equipes de recepção), definir programação visual, controlar orçamento, propor local e data do evento, preparar cerimonial e/ou roteiro, demonstrar capacidade de liderança, controlar prazos de reservas, orientar cliente e/ou autoridade sobre documentação de viagem, elaborar material promocional, analisar características do evento, demonstrar fluência verbal, programar o pré-pagamento para datas especiais, coordenar fornecedores, intermediar interesses, verificar qualidade do serviço prestado, demonstrar capacidade de organização, selecionar empresas prestadoras de serviços de apoio a eventos, realizar pesquisas, elaborar orçamento, contratar guias de turismo, realizar prestação de contas, coordenar montagem da infraestrutura do evento, realizar visitas prévias de avaliação dos serviços turísticos, elaborar relatórios, dimensionar lay-out do evento, contratar hospedagem, coordenar desmontagem do evento, identificar necessidades do cliente/autoridade, verificar satisfação do cliente (pós venda), prestar assessoria, contratar fornecedores de serviços receptivos, elaborar cronograma, demonstrar capacidade de resolver situações imprevistas, demonstrar capacidade de atuação ( physique de role), atender participantes, convidados, imprensa, autoridades e expositores, registrar participante.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Organizador de Evento ficou em 7.20%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Organizador de Evento e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Técnicos em serviços de turismo e organização de eventos que ficou em 7.20% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Organizador de Evento em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Organizador de Evento ficou em 3.50% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 35,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Técnicos em serviços de turismo e organização de eventos 2024

O salário de Organizador de Evento mostrado aqui é resultado do levantamento de 18604 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Técnicos em serviços de turismo e organização de eventos que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Organizador de Evento com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Organizador de Evento CBO 354820 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Organizador de Evento em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Organizador de Evento por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 41h 3.171,96 3.294,90 4.649,86 16,25 6.40%
Rio de Janeiro 40h 3.236,42 3.361,86 4.744,35 16,62 7.70%
Minas Gerais 43h 1.904,91 1.978,74 2.792,46 9,14 5.20%
Paraná 44h 2.366,61 2.458,34 3.469,28 11,21 7.70%
Rio Grande do Sul 44h 1.762,00 1.830,29 2.582,96 8,38 5.20%
Bahia 44h 1.658,68 1.722,96 2.431,50 7,85 5.50%
Santa Catarina 43h 2.731,38 2.837,24 4.004,00 13,21 8.30%
Distrito Federal 43h 2.324,26 2.414,35 3.407,20 11,16 6.90%
Goiás 43h 2.229,43 2.315,84 3.268,18 10,77 6.90%
Ceará 43h 2.242,98 2.329,91 3.288,04 10,79 6.70%
Pernambuco 42h 2.443,99 2.538,72 3.582,71 12,08 5.60%
Mato Grosso 43h 2.361,59 2.453,11 3.461,91 11,30 5.40%
Espírito Santo 44h 2.602,25 2.703,11 3.814,70 12,42 7.30%
Pará 43h 1.928,80 2.003,55 2.827,48 9,31 5.60%
Rio Grande do Norte 39h 2.042,76 2.121,93 2.994,53 10,81 5.10%
Mato Grosso do Sul 43h 2.069,50 2.149,71 3.033,73 9,90 4.70%
Paraíba 43h 1.614,93 1.677,52 2.367,37 7,73 5.90%
Piauí 43h 1.679,76 1.744,86 2.462,40 8,09 5.80%
Amazonas 44h 2.993,88 3.109,92 4.388,81 14,14 6.00%
Alagoas 43h 2.049,63 2.129,07 3.004,60 10,02 5.50%
Maranhão 44h 2.875,56 2.987,01 4.215,36 13,67 5.90%
Tocantins 43h 2.185,92 2.270,64 3.204,39 10,45 8.30%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Organizador de Evento.

Dissídio de Organizador de Evento por cidade

Quanto ganha um Organizador de Evento nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Organizador de Evento na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 40 3.298,11 3.425,93 4.834,78 16,95 7.30%
Rio de Janeiro, RJ 40 3.151,27 3.273,41 4.619,53 16,19 6.30%
Curitiba, PR 44 2.370,66 2.462,54 3.475,21 11,22 4.20%
Belo Horizonte, MG 43 2.080,41 2.161,04 3.049,72 10,03 8.30%
Porto Alegre, RS 44 1.629,08 1.692,22 2.388,11 7,73 8.30%
Nova Lima, MG 44 1.367,42 1.420,42 2.004,54 6,46 4.70%
Salvador, BA 44 1.560,82 1.621,32 2.288,05 7,38 5.00%
Campinas, SP 44 4.077,94 4.235,99 5.977,95 19,39 4.60%
Brasília, DF 43 2.324,26 2.414,35 3.407,20 11,16 7.00%
Itapecerica da Serra, SP 33 1.571,51 1.632,42 2.303,72 9,87 5.20%
Juatuba, MG 44 1.751,19 1.819,06 2.567,11 8,27 7.60%
Santana de Parnaíba, SP 33 2.905,46 3.018,07 4.259,19 18,45 7.20%
Betim, MG 44 1.602,54 1.664,65 2.349,20 7,57 5.60%
Fortaleza, CE 43 2.246,92 2.334,01 3.293,82 10,89 5.20%
Barueri, SP 42 3.919,87 4.071,79 5.746,23 19,19 6.90%
Goiânia, GO 43 2.304,34 2.393,65 3.377,99 11,06 4.70%
Americana, SP 44 1.937,59 2.012,69 2.840,37 9,16 6.00%
Canela, RS 44 2.007,67 2.085,48 2.943,09 9,49 5.60%
Ribeirão Preto, SP 44 2.764,74 2.871,89 4.052,90 13,17 5.60%
Balneário Camboriú, SC 44 2.088,51 2.169,45 3.061,60 9,93 8.30%
Londrina, PR 44 2.385,23 2.477,67 3.496,56 11,26 8.10%
Florianópolis, SC 43 4.251,05 4.415,80 6.231,71 20,67 4.30%
Franco da Rocha, SP 40 1.866,42 1.938,76 2.736,03 9,72 4.70%
Cuiabá, MT 44 2.497,35 2.594,14 3.660,92 11,90 4.40%
Recife, PE 43 1.917,71 1.992,04 2.811,22 9,31 7.40%
Foz do Iguaçu, PR 44 2.639,79 2.742,10 3.869,73 12,50 5.80%
Maringá, PR 44 2.304,86 2.394,19 3.378,75 10,90 5.80%
São Caetano do Sul, SP 37 5.468,72 5.680,67 8.016,74 30,67 6.70%
Santo André, SP 43 2.388,03 2.480,58 3.500,67 11,52 5.70%
Duque de Caxias, RJ 44 9.561,66 9.932,24 14.016,67 45,15 7.10%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Organizador de Evento. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Organizador de Evento no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas 2.619,92 2.721,46 3.840,60 5.00%
Serviços de alimentação para eventos e recepções - bufê 2.005,55 2.083,28 2.939,98 7.60%
Hotéis 2.425,17 2.519,17 3.555,12 5.00%
Agências de publicidade 1.987,93 2.064,98 2.914,16 6.70%
Locação de mão-de-obra temporária 3.143,34 3.265,17 4.607,91 4.50%
Artes cênicas, espetáculos e atividades complementares 5.018,59 5.213,10 7.356,88 8.30%
Agências de viagens 3.259,74 3.386,08 4.778,53 4.60%
Agenciamento de profissionais para atividades esportivas, culturais e artísticas 2.675,35 2.779,04 3.921,87 5.10%
Condomínios prediais 2.483,33 2.579,58 3.640,38 8.10%
Casas de festas e eventos 4.490,24 4.664,26 6.582,35 8.00%
Restaurantes e similares 1.972,22 2.048,66 2.891,13 7.40%
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 2.889,66 3.001,65 4.236,02 7.40%
Produção e promoção de eventos esportivos 4.582,19 4.759,78 6.717,15 7.50%
Aluguel de objetos do vestuário, jóias e acessórios 1.452,21 1.508,49 2.128,83 5.00%
Comércio varejista de outros artigos de uso doméstico 1.694,33 1.760,00 2.483,76 6.60%
Treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial 2.500,68 2.597,59 3.665,80 5.10%
Montagem e desmontagem de andaimes e outras estruturas temporárias 1.620,34 1.683,14 2.375,30 4.10%
Aluguel de palcos, coberturas e outras estruturas de uso temporário, exceto andaimes 1.799,43 1.869,17 2.637,83 7.10%
Seleção e agenciamento de mão-de-obra 3.258,45 3.384,74 4.776,65 6.40%
Serviços de assistência social sem alojamento 4.199,86 4.362,63 6.156,67 5.90%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.