O dissídio de Operador de Projetor Cinematográfico 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 374305 no cargo de Operador de Projetor Cinematográfico.

Estado com maior salário médio

Minas Gerais

R$ 4.717,35

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

122 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Belo Horizonte - MG

R$ 5.987,71

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

47 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Operador de projetor cinematográfico realiza operação de projetor cinematográfico, para exibição de filmes em sala de cinema ou outro ambiente com plateia Projeta filme gravado em película - sistema analógico de projeção, em processo de diminuição de uso -, fazendo montagem, teste e conferência do filme, monitorando projeção, e, após exibição, executando desmontagem e rebobinagem do filme.

Projeta filme gravado em meio digital – sistema digital de projeção, em processo de ampliação de uso -, inserindo arquivo com imagem e som em servidor de vídeo, controlando início e configuração do filme em telas de computador ou outro dispositivo, e monitorando a projeção Controla iluminação e som do local de exibição Pode operar projetor e tela de exibição de vídeo (“videowall”).

Cumpre normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de prevenção contra incêndios e de preservação ambiental

O que faz um Operador de Projetor Cinematográfico

O Operador de projetor cinematográfico planeja a operação de projetor cinematográfico, conferindo a programação de cinema ou de outro local de exibição de filmes Testa o funcionamento do projetor.

Realiza manutenção de primeiro nível, fazendo limpeza e, se for o caso, lubrificação de equipamentos da cabine de projeção.

Em sistema analógico, verifica tipo de som e película e faz a montagem do filme Confere o nome e as partes do filme.

Marca as partes do filme Monta o filme e os complementos.

Revisa o filme e preenche o boletim de revisão.

Faz a seção teste, conferindo o tempo do filme e dos complementos Prepara a projeção de filme, em sistema analógico, adaptando a lente e a máscara ao filme e o sistema de som.

Instala o filme no projetor.

Inicia a projeção do filme, acionando os comandos do equipamento Configura e ajusta o projetor e a tela, para obter o tamanho, a iluminação e o foco adequados das imagens Regula o som, para ter o volume e o tom adequados.

Monitora a projeção e o volume de som Pode operar vários equipamentos e monitorar a projeção de uma película em várias salas simultaneamente Encerra a projeção do filme.

Desmonta o filme, separando suas partes e complementos Rebobina o filme e cola suas extremidades.

Realiza o acondicionamento do filme em lata Em sistema digital, prepara a cabine de projeção, verificando itens do ambiente – como ventilação – para instalação do projetor Identifica os conteúdos a serem projetados e cria a lista de reprodução (“playlist”) da sala.

Pode fazer a recepção do filme, transmitido via internet e satélite ou recebido em disco rígido, para ser armazenado em um servidor do cinema Insere o arquivo digital HD-Alta Definição (High Definition) - com imagem e som do filme - em servidor de vídeo, localizado no projetor ou em aparelho conectado ao projetor por cabos de HDMI-Interface Multimídia de Alta Definição (High-Definition Multimedia Interface) Controla início e configuração do filme em tela de computador ou outro dispositivo plugado ao projetor digital.

Monitora a projeção, tomando providências - como a troca de lâmpada do projetor durante a operação -, para evitar eventuais falhas Acompanha as inovações na área, verificando o surgimento de novos equipamentos e novas tecnologias digitais de projeção Monitora a sala de cinema ou outro ambiente de exibição de filmes, controlando a iluminação e o som.

Verifica o funcionamento do sistema de ar-condicionado Detecta problemas, corrigindo pequenas falhas ou providenciando serviço de manutenção Pode operar projetor de vídeo e sistema composto por dois ou mais monitores que formam uma grande tela de exibição de vídeo (“videowall”) Pode modificar o sistema de som para o vídeo Conserva a cabine de projeção limpa e organizada.

.

Funções do Operador de projetor cinematográfico

O profissional Operador de Projetor Cinematográfico deve demonstrar competências pessoais, desmontar filmes, verificar o funcionamento dos equipamentos de projeção, operar videocassete e videowall, projetar o filme, fazer a montagem dos filmes, controlar a qualidade de exibição.

Condições de trabalho da profissão

Técnicos em operação de aparelhos de projeção atuam em empresas de cinema e de atividades recreativas, culturais e desportivas. São trabalhadores assalariados, com carteira assinada, que trabalham individualmente, sob supervisão ocasional. Trabalham nos períodos diurno e noturno, em finais de semana e feriados, em salas de projeção de filmes. Em algumas atividades estão sujeitos a temperaturas elevadas, ruídos, radiação e material tóxico.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Operador de projetor cinematográfico

Um Operador de projetor cinematográfico deve testar o som, demonstrar sensibilidade auditiva, visual e tátil, montar o filme e complementos, adaptar o sistema de som, identificar os nomes das peças dos equipamentos de projeção, adaptar-se a equipamentos diferentes, preparar a saída dos filmes, providenciar a visita técnica, iniciar a projeção do filme, verificar o nível de óleo do equipamento, lubrificar os equipamentos da cabine de projeção, mostrar organização, atualizar-se, conferir o tempo do filme e complementos, guardar os filmes nas latas, demonstrar espírito de dedicação, conferir o nome e partes do filme, monitorar o volume de som, colocar o filme no projetor, ligar e desligar o vídeo, separar as partes do filme e complementos, lidar com a tensão diária, fazer a seção teste, encerrar a projeção do filme, corrigir pequenos problemas, demonstrar iniciativa, detectar problemas, cumprir horários, testar a lâmpada de xenon, ajustar o foco, revisar o filme, dar provas de responsabilidade, conferir a programação do cinema, demonstrar atenção difusa, adaptar a lente e a máscara ao filme, limpar os equipamentos da cabine de projeção, testar passagem automática (mudança de projetor), monitorar a projeção, operar vários equipamentos simultaneamente, verificar o tipo de som e película do filme, modificar o sistema de som para o vídeo, realizar manutenções de primeiro nível, marcar as partes do filme, controlar a iluminação da sala de exibição, monitorar o sistema de ar condicionado, monitorar a projeção de uma película em várias salas simultaneamente, ligar e desligar o projetor de vídeo, zelar pela cabine de projeção, rebobinar o filme, preencher o boletim de revisão do filme, colar as extremidades do filme, acionar os comandos do equipamento de projeção, conferir o boletim de revisão do filme, colocar a fita no ponto, monitorar a sala de exibição.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Operador de Projetor Cinematográfico ficou em 8.00%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Operador de Projetor Cinematográfico e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Técnicos em operação de aparelhos de projeção que ficou em 8.00% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Operador de Projetor Cinematográfico em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Operador de Projetor Cinematográfico ficou em 3.30% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 35,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Técnicos em operação de aparelhos de projeção 2024

O salário de Operador de Projetor Cinematográfico mostrado aqui é resultado do levantamento de 326 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Técnicos em operação de aparelhos de projeção que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Operador de Projetor Cinematográfico com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Operador de Projetor Cinematográfico CBO 374305 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Operador de Projetor Cinematográfico em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Operador de Projetor Cinematográfico por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 41h 2.467,30 2.562,92 3.616,87 12,52 4.10%
Paraná 43h 1.864,42 1.936,68 2.733,09 9,06 4.60%
Minas Gerais 44h 4.541,34 4.717,35 6.657,27 21,62 6.60%
Rio de Janeiro 43h 2.017,34 2.095,52 2.957,26 9,81 7.30%
Amazonas 44h 1.802,43 1.872,29 2.642,23 8,51 5.70%
Santa Catarina 43h 2.631,75 2.733,75 3.857,95 12,64 6.10%
Pernambuco 44h 2.798,80 2.907,27 4.102,83 13,21 4.10%
Distrito Federal 40h 2.177,43 2.261,83 3.191,96 11,31 4.40%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Operador de Projetor Cinematográfico.

Dissídio de Operador de Projetor Cinematográfico por cidade

Quanto ganha um Operador de Projetor Cinematográfico nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Operador de Projetor Cinematográfico na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 38 2.618,04 2.719,51 3.837,86 14,39 6.30%
Belo Horizonte, MG 44 5.764,31 5.987,71 8.450,04 27,40 7.30%
São José dos Campos, SP 44 2.191,91 2.276,86 3.213,18 10,39 8.10%
Manaus, AM 44 1.802,43 1.872,29 2.642,23 8,51 6.00%
Rio de Janeiro, RJ 42 2.460,71 2.556,08 3.607,22 12,04 6.40%
Curitiba, PR 42 1.928,37 2.003,11 2.826,84 9,57 5.30%
São Bernardo do Campo, SP 39 3.654,35 3.795,98 5.357,01 19,30 7.00%
Brasília, DF 40 2.177,43 2.261,83 3.191,96 11,31 4.90%
Recife, PE 44 2.942,75 3.056,80 4.313,85 13,89 7.30%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Operador de Projetor Cinematográfico. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Operador de Projetor Cinematográfico no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Atividades de exibição cinematográfica 1.726,26 1.793,17 2.530,57 7.10%
Locação de mão-de-obra temporária 3.039,57 3.157,38 4.455,79 6.20%
Filmagem de festas e eventos 2.218,49 2.304,48 3.252,14 4.90%
Produção de filmes para publicidade 1.416,39 1.471,28 2.076,32 8.30%
Comércio varejista de livros 2.066,28 2.146,36 3.029,01 6.50%
Atividades de sonorização e de iluminação 1.811,48 1.881,69 2.655,49 4.30%
Serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas 10.502,94 10.910,00 15.396,52 6.50%
Gestão e administração da propriedade imobiliária 1.525,37 1.584,49 2.236,08 4.60%
Aluguel de palcos, coberturas e outras estruturas de uso temporário, exceto andaimes 1.803,79 1.873,70 2.644,22 4.90%
Aluguel de outras máquinas e equipamentos comerciais e industriais , sem operador 1.969,58 2.045,92 2.887,26 6.90%
Atividades de associações de defesa de direitos sociais 2.372,07 2.464,00 3.477,27 5.90%
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 3.227,61 3.352,70 4.731,44 7.40%
Atividades de televisão aberta 1.795,29 1.864,88 2.631,77 7.60%
Metalurgia de outros metais não-ferrosos e suas ligas 1.806,69 1.876,71 2.648,48 4.40%
Manutenção e reparação de máquinas, aparelhos e equipamentos para instalações térmicas 1.925,38 2.000,00 2.822,46 7.20%
Clubes sociais, esportivos e similares 3.488,98 3.624,20 5.114,58 7.30%
Limpeza em prédios e em domicílios 1.847,06 1.918,65 2.707,65 6.90%
Serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotores 1.626,51 1.689,55 2.384,34 6.40%
Ensino fundamental 2.769,67 2.877,02 4.060,13 5.90%
Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação 2.900,58 3.013,00 4.252,04 6.10%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.