O dissídio de Modelador de Porcelana 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 752320 no cargo de Modelador de Porcelana.

Estado com maior salário médio

Goiás

R$ 2.661,60

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

89 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Porto Ferreira - SP

R$ 1.867,27

Cidade que mais contrata

Porto Ferreira - SP

32 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Ceramista modelador constrói modelos - em argila, gesso ou outro material - para confecção de moldes originais e de matrizes dos moldes usados na produção de peças de cerâmica Planeja a construção dos modelos, lendo e interpretando desenhos de projetos de peças cerâmicas.

Prepara equipamentos, ferramentas e matérias-primas para as operações de modelagem Cumpre normas e procedimentos técnicos, normas de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

O que faz um Modelador de Porcelana

O Ceramista modelador planeja o serviço a ser realizado, examinando ordem de serviço Lê e interpreta desenho de projeto de peça cerâmica, inclusive o elaborado em CAD-Desenho Assistido por Computador (Computer Aided Design).

Seleciona equipamentos, ferramentas, utensílios e materiais.

Examina os desenhos, as especificações e os materiais a serem empregados, para estabelecer a sequência das operações Prepara equipamentos, ferramentas e utensílios necessários às operações de modelagem.

Prepara as matérias-primas necessárias à produção do modelo, molde original e matriz Constrói o modelo - em argila, gesso ou outro material - a partir do projeto, calculando suas dimensões em função da retração esperada para a massa.

Confecciona o modelo desbastando, alisando e esculpindo argila, gesso ou outro material, dando-lhe forma em um torno de cerâmica ou empregando outros procedimentos e equipamentos.

Pode cortar ou remover o excesso de material usando raspadores, facas ou serras de fita Confecciona o molde original e, após processo de secagem, acompanha sua prova.

Confecciona a matriz dos moldes destinados à produção.

Identifica a matriz em função do código das peças a serem produzidas Controla o estoque de ferramentas, instrumentos e materiais, requisitando a reposição Faz reaproveitamento - reciclagem - de materiais.

Realiza o descarte de resíduos de acordo com as normas ambientais Limpa e conserva equipamentos Mantém ferramentas e instrumentos de trabalho limpos, organizados, acondicionados e em plenas condições de uso.

Trabalha com segurança, prevenindo acidentes Utiliza equipamentos de proteção individual.

.

Funções do Ceramista modelador

O profissional Modelador de Porcelana deve desenvolver modelos, demonstrar competências pessoais.

Condições de trabalho da profissão

Ceramistas (preparação e fabricação) atuam principalmente em empresas de fabricação de produtos de minerais não-metálicos, de reciclagem e construção. Também podem trabalhar no comércio por atacado e intermediários do comércio. De modo geral, são trabalhadores assalariados com carteira assinada. Na ocupação de ceramista (torno de pedal e motor) é comum encontrar- se profissionais autônomos. Atuam de forma individual ou em equipe, em ambiente fechado, sob supervisão ocasional ou, dependendo da ocupação, sem supervisão. Trabalham em rodízio de turnos diurno/noturno ou em horários irregulares. Podem ficar expostos a ação de materiais tóxicos, ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Ceramista modelador

Um Ceramista modelador deve confeccionar molde original, secar molde original, preparar matérias-primas para moldes, modelos e matrizes, confeccionar matrizes, construir modelos, ler e interpretar desenhos e projetos, trabalhar em equipe, selecionar ferramentas, equipamentos e utensílios, comprometer-se com o trabalho, trabalhar com segurança, agir com ética, acompanhar prova do molde original, respeitar normas, demonstrar dinamismo, preparar ferramentas, desenvolver iniciativa, demonstrar flexibilidade, comunicar-se de forma clara e objetiva, atualizar-se na ocupação, demonstrar senso de organização.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Modelador de Porcelana ficou em 6.30%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Modelador de Porcelana e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Ceramistas (preparação e fabricação) que ficou em 6.30% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Modelador de Porcelana em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Modelador de Porcelana ficou em 3.50% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 25,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Ceramistas (preparação e fabricação) 2024

O salário de Modelador de Porcelana mostrado aqui é resultado do levantamento de 183 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Ceramistas (preparação e fabricação) que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Modelador de Porcelana com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Modelador de Porcelana CBO 752320 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Modelador de Porcelana em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Modelador de Porcelana por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 44h 2.518,66 2.616,28 3.692,17 11,93 4.30%
Rio Grande do Sul 44h 1.416,32 1.471,22 2.076,23 6,74 4.80%
Pernambuco 44h 1.536,63 1.596,19 2.252,59 7,29 5.80%
Minas Gerais 44h 1.704,71 1.770,78 2.498,97 8,09 6.70%
Bahia 44h 1.406,20 1.460,70 2.061,38 6,64 7.30%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Modelador de Porcelana.

Dissídio de Modelador de Porcelana por cidade

Quanto ganha um Modelador de Porcelana nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Modelador de Porcelana na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Porto Ferreira, SP 44 1.797,60 1.867,27 2.635,15 8,49 5.00%
Caruaru, PE 44 1.429,31 1.484,71 2.095,26 6,78 4.20%
Três de Maio, RS 44 1.349,28 1.401,57 1.977,94 6,37 4.90%
Itai, SP 44 1.849,99 1.921,69 2.711,94 8,73 8.10%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Modelador de Porcelana. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Modelador de Porcelana no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Fabricação de produtos cerâmicos não-refratários 1.917,77 1.992,10 2.811,31 7.60%
Fabricação de artefatos de cerâmica e barro cozido para uso na construção, exceto azulejos e pisos 1.467,37 1.524,24 2.151,05 5.40%
Fabricação de material sanitário de cerâmica 2.265,99 2.353,82 3.321,78 7.00%
Fabricação de móveis com predominância de metal 1.964,77 2.040,92 2.880,20 5.00%
Comércio varejista de plantas e flores naturais 1.324,78 1.376,13 1.942,03 6.20%
Fabricação de outros artefatos e produtos de concreto, cimento, fibrocimento, gesso e materiais semelhantes 1.389,32 1.443,17 2.036,64 5.00%
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 6.272,56 6.515,67 9.195,10 6.00%
Comércio varejista de suvenires, bijuterias e artesanatos 2.334,52 2.425,00 3.422,23 5.90%
Comércio varejista de artigos de iluminação 1.323,70 1.375,00 1.940,44 6.60%
Decoração, lapidação, gravação, vitrificação e outros trabalhos em cerâmica, louça, vidro e cristal 1.777,44 1.846,33 2.605,60 7.10%
Fabricação de produtos cerâmicos refratários 2.612,16 2.713,40 3.829,23 8.00%
Fundição de ferro e aço 2.744,09 2.850,45 4.022,63 5.10%
Fabricação de móveis com predominância de madeira 1.813,71 1.884,00 2.658,76 6.30%
Locação de mão-de-obra temporária 2.636,81 2.739,00 3.865,36 5.30%
Comércio varejista de materiais de construção em geral 2.376,40 2.468,50 3.483,62 6.40%
Fabricação de artefatos de material plástico para outros usos 1.598,06 1.660,00 2.342,64 6.30%
Fabricação de artigos de metal para uso doméstico e pessoal 1.785,92 1.855,14 2.618,02 5.80%
Fabricação de produtos diversos 2.768,64 2.875,94 4.058,61 6.30%
Comércio atacadista de jóias, relógios e bijuterias, inclusive pedras preciosas e semipreciosas lapidadas 3.145,10 3.267,00 4.610,49 4.50%
Fabricação de artigos de serralheria, exceto esquadrias 1.626,94 1.690,00 2.384,98 4.40%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.