O dissídio de Modador-prensista (borracha) 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 811750 no cargo de Modador-prensista (borracha).

Estado com maior salário médio

Mato Grosso

R$ 2.287,35

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

2.697 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Barueri - SP

R$ 2.964,68

Cidade que mais contrata

Franca - SP

594 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Moldador de borracha por compressão opera máquina compressora de borracha na fabricação de peças com geometrias e tamanhos variados Ajusta os parâmetros da máquina conforme as especificações técnicas do produto e do processo.

Realiza inspeções visual e dimensional das peças Inspeciona as condições operacionais da máquina e realiza manutenção de primeiro nível Cumpre normas e procedimentos técnicos, normas de qualidade e normas regulamentadoras de prevenção de incêndios, de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

O que faz um Modador-prensista (borracha)

O Moldador de borracha por compressão interpreta a ordem de serviço e ajusta os parâmetros da máquina conforme as especificações técnicas do produto e do processo Prepara os moldes, fixando-os na máquina.

Aplica desmoldantes e controla o aquecimento dos moldes.

Opera máquina compressora de borracha na fabricação de peças com geometrias e tamanhos variados, alimentando os moldes com a massa de borracha, realizando a compressão e executando a vulcanização das peças Desmolda as peças.

Realiza inspeções visual e dimensional das peças, removendo rebarbas e fazendo o acabamento final Controla e documenta o processo, emitindo os relatórios de produção.

Realiza a conservação da máquina, inspecionando suas condições operacionais e fazendo manutenção de primeiro nível.

Ao detectar defeitos no funcionamento da máquina, preenche formulário de solicitação de manutenção corretiva Verifica a integridade dos moldes, examinando suas condições e detectando defeitos.

Controla o estoque de matéria-prima, requisitando reposição.

Mantém o local e os instrumentos de trabalho limpos e organizados Controla desperdício de materiais Separa, identifica e classifica resíduos – sólidos e líquidos -, para descarte, reúso e reciclagem.

Faz descarte de forma ecologicamente correta Zela pela segurança, prevenindo acidentes e atos inseguros, verificando o funcionamento de dispositivos de segurança da máquina e identificando fatores de risco no local de trabalho.

Funções do Moldador de borracha por compressão

O profissional Modador-prensista (borracha) deve preparar máquinas e moldes, preparar a matéria-prima, trabalhar com segurança, fabricar velas, demonstrar competências pessoais, documentar o processo de produção, fabricar produtos de plástico e de borracha, controlar o processo de produção.

Condições de trabalho da profissão

Operadores de instalações e máquinas de produtos plásticos, de borracha e moldadores de parafinas atuam na fabricação de artigos de borracha, plástico, produtos de minerais não metálicos e reciclagem de produtos. São empregados com carteira assinada e organizam-se em equipe (células de trabalho) sob supervisão ocasional. Atuam em locais fechados, no sistema de rodízio de turnos (diurno/noturno) e podem permanecer expostos a ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Moldador de borracha por compressão

Um Moldador de borracha por compressão deve demonstrar iniciativa, controlar estoque de matéria-prima, regular parâmetros do processo, abastecer máquina com matéria-prima e massa para produção, utilizar equipamentos de proteção individual (epi), manter o local de trabalho limpo e organizado, detectar defeitos na máquina, registrar o controle estatístico do processo, realizar acabamento final, informar condições inseguras, aplicar desmoldantes em moldes, comprimir massa e matéria-prima no molde, requisitar material, trocar moldes, desmoldar produtos, acondicionar matéria-prima em recipientes, controlar tempo de moldagem, participar de treinamentos, registrar controle de produção, zelar pelos equipamentos de trabalho, detectar defeitos no molde, soprar massa e matéria-prima em molde, comunicar-se de forma clara e objetiva, elaborar relatórios, identificar fatores de risco no local de trabalho, prevenir atos inseguros, zelar pela preservação do meio ambiente, inspecionar visualmente o produto, regular parâmetros de máquinas, aquecer a massa, verificar o funcionamento de dispositivos de segurança das máquinas, controlar dimensionalmente as peças, trabalhar em equipe, alimentar máquinas e moldes com matéria-prima e massa, aquecer a matéria-prima, granular matéria-prima, zelar pela qualidade do produto, controlar a temperatura da matéria-prima, interpretar ordens de serviço, participar de atividades de segurança promovidas pela empresa, eliminar gases do molde, informar ocorrência de acidentes, desumidificar matéria-prima, cumprir normas de segurança, cilindrar a massa, retirar rebarba de peças, fixar molde na máquina, laminar a massa, controlar a temperatura do molde, receber material, conferir propriedades técnicas do produto, vulcanizar borracha, programar máquinas.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Modador-prensista (borracha) ficou em 4.40%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Modador-prensista (borracha) e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Operadores de instalações e máquinas de produtos plásticos, de borracha e moldadores de parafinas que ficou em 4.40% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Modador-prensista (borracha) em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Modador-prensista (borracha) ficou em 9.80% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 25,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Operadores de instalações e máquinas de produtos plásticos, de borracha e moldadores de parafinas 2024

O salário de Modador-prensista (borracha) mostrado aqui é resultado do levantamento de 5687 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Operadores de instalações e máquinas de produtos plásticos, de borracha e moldadores de parafinas que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Modador-prensista (borracha) com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Modador-prensista (borracha) CBO 811750 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Modador-prensista (borracha) em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Modador-prensista (borracha) por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 44h 2.088,21 2.169,14 3.061,16 9,89 5.60%
Rio Grande do Sul 42h 1.713,31 1.779,71 2.511,58 8,40 6.60%
Santa Catarina 43h 1.815,97 1.886,35 2.662,07 8,82 8.30%
Minas Gerais 44h 1.723,01 1.789,79 2.525,81 8,22 5.10%
Espírito Santo 43h 2.162,24 2.246,04 3.169,68 10,34 5.30%
Ceará 44h 1.301,82 1.352,28 1.908,38 6,15 6.40%
Paraná 43h 1.945,07 2.020,45 2.851,33 9,35 6.50%
Bahia 44h 1.415,61 1.470,48 2.075,18 6,69 8.10%
Goiás 43h 1.492,22 1.550,05 2.187,48 7,13 4.60%
Sergipe 44h 1.275,79 1.325,23 1.870,21 6,02 8.30%
Rio de Janeiro 43h 1.440,14 1.495,96 2.111,14 7,02 7.00%
Mato Grosso 44h 2.202,01 2.287,35 3.227,98 10,51 4.30%
Mato Grosso do Sul 44h 1.362,98 1.415,80 1.998,02 6,44 4.20%
Pernambuco 44h 1.648,60 1.712,50 2.416,73 7,86 4.60%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Modador-prensista (borracha).

Dissídio de Modador-prensista (borracha) por cidade

Quanto ganha um Modador-prensista (borracha) nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Modador-prensista (borracha) na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Franca, SP 44 2.088,78 2.169,74 3.062,00 9,87 6.30%
Joinville, SC 42 1.760,11 1.828,32 2.580,19 8,67 7.60%
São Paulo, SP 44 2.041,96 2.121,10 2.993,37 9,64 8.30%
Conchal, SP 44 1.959,37 2.035,31 2.872,28 9,25 4.20%
Serra, ES 44 2.121,51 2.203,74 3.109,98 10,03 5.50%
Novo Hamburgo, RS 44 1.611,07 1.673,51 2.361,70 7,63 6.60%
Extrema, MG 44 1.761,73 1.830,01 2.582,56 8,32 6.20%
São Leopoldo, RS 44 1.797,50 1.867,17 2.635,00 8,49 5.20%
Itu, SP 43 2.040,27 2.119,35 2.990,88 9,85 8.20%
Brejo Santo, CE 44 1.296,63 1.346,88 1.900,76 6,12 4.40%
Nova Hartz, RS 36 1.494,33 1.552,25 2.190,58 8,62 4.20%
Campo Bom, RS 44 1.752,30 1.820,21 2.568,74 8,27 7.20%
Guarulhos, SP 44 1.973,99 2.050,49 2.893,72 9,32 5.10%
Monte Alto, SP 44 2.081,52 2.162,19 3.051,35 9,83 6.60%
Cocal do Sul, SC 44 1.873,27 1.945,87 2.746,08 8,84 6.40%
Diadema, SP 44 2.084,40 2.165,19 3.055,58 9,86 4.40%
Nova Serrana, MG 44 1.858,47 1.930,50 2.724,38 8,85 7.20%
Ribeirão Preto, SP 44 2.111,20 2.193,02 3.094,85 9,97 5.30%
Charqueada, SP 44 1.988,80 2.065,88 2.915,43 9,39 5.10%
Cruz das Almas, BA 44 1.323,01 1.374,29 1.939,44 6,25 4.50%
Mateus Leme, MG 44 1.522,58 1.581,59 2.231,98 7,19 7.80%
Perdigão, MG 44 1.822,45 1.893,09 2.671,58 8,66 5.00%
São José do Rio Preto, SP 44 1.965,99 2.042,19 2.882,00 9,28 4.50%
São José dos Campos, SP 44 1.780,58 1.849,59 2.610,20 8,41 6.90%
Itabira, MG 44 1.315,89 1.366,89 1.929,00 6,21 4.40%
Araçariguama, SP 44 1.949,88 2.025,45 2.858,37 9,21 4.20%
Bento Goncalves, RS 44 1.642,17 1.705,81 2.407,29 7,75 5.00%
Ferraz de Vasconcelos, SP 44 2.026,58 2.105,12 2.970,81 9,57 8.10%
Portão, RS 36 1.647,24 1.711,09 2.414,74 9,51 8.10%
Maringá, PR 42 1.881,84 1.954,78 2.758,64 9,37 5.50%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Modador-prensista (borracha). Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Modador-prensista (borracha) no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Fabricação de artefatos de borracha 1.880,47 1.953,35 2.756,63 7.30%
Fabricação de partes para calçados, de qualquer material 1.859,03 1.931,09 2.725,21 5.60%
Fabricação de artefatos de material plástico para outros usos 1.979,57 2.056,29 2.901,90 7.60%
Fabricação de calçados de couro 1.457,82 1.514,32 2.137,06 6.30%
Manutenção e reparação de outras máquinas e equipamentos para usos industriais 2.175,68 2.260,00 3.189,38 6.20%
Reforma de pneumáticos usados 1.745,37 1.813,01 2.558,58 7.70%
Locação de mão-de-obra temporária 1.990,42 2.067,56 2.917,80 5.20%
Fabricação de outras peças e acessórios para veículos automotores não especificadas anteriormente 2.024,60 2.103,07 2.967,91 5.50%
Comércio atacadista especializado em outros produtos intermediários 1.995,65 2.072,99 2.925,47 8.10%
Fabricação de peças e acessórios para o sistema de direção e suspensão de veículos automotores 2.397,17 2.490,08 3.514,08 5.50%
Recuperação de materiais 1.502,53 1.560,76 2.202,60 8.10%
Comércio varejista de outros produtos 2.402,19 2.495,29 3.521,43 4.30%
Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas não especificadas anteriormente 1.975,67 2.052,24 2.896,18 8.30%
Fabricação de calçados de materiais 1.631,81 1.695,06 2.392,12 7.10%
Fabricação de outros brinquedos e jogos recreativos 2.049,83 2.129,27 3.004,89 6.20%
Fabricação de pneumáticos e de câmaras-de-ar 1.872,33 1.944,89 2.744,69 5.00%
Manutenção e reparação de equipamentos hidráulicos e pneumáticos, exceto válvulas 2.536,54 2.634,84 3.718,37 7.00%
Fabricação de elastômeros 1.844,09 1.915,56 2.703,30 8.10%
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 1.918,61 1.992,97 2.812,54 4.10%
Fabricação de outros produtos de metal 2.346,20 2.437,13 3.439,36 4.40%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.