O dissídio de Lixador de Móveis Metálicos 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 721325 no cargo de Lixador de Móveis Metálicos.

Estado com maior salário médio

Rio de Janeiro

R$ 2.450,05

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

4.464 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Matão - SP

R$ 3.767,14

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

1.462 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Polidor de metais realiza o polimento de peças metálicas, utilizando métodos manuais e automatizados Planeja o trabalho e controla a qualidade do processo.

Executa manutenção básica das máquinas e ferramentas de polir Cumpre normas técnicas, normas de qualidade e normas regulamentadoras de prevenção contra incêndios, de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

O que faz um Lixador de Móveis Metálicos

O Polidor de metais planeja o trabalho de polimento, identificando o material a ser polido e o grau de polimento, de acordo com o padrão de qualidade exigido Estuda desenhos e especificações das peças metálicas a serem polidas, para determinar os procedimentos de polimento, bem como planejar configurações da máquina e sequências operacionais.

Estuda novos métodos, equipamentos e materiais empregados nas atividades de polimentos de metais, avaliando a viabilidade de aplicação e o alcance de melhores desempenhos.

Seleciona equipamento ou máquina e ferramenta para polir, baseando-se no desenho da peça, especificações ou outras instruções, bem como nos conhecimentos dos requisitos de máquina e de produção, para assegurar o bom resultado do trabalho Define parâmetros – tempo, quantidade, tipo de material e granulometria – para aplicação de abrasivo na superfície metálica a ser polida.

Estabelece velocidades da politriz, em rotações por minuto, de acordo com tabelas de especificações Define a medida mínima do instrumento polidor – rebolo, ferramenta giratória em forma de escova circular ou similares – e estima a produção de polimento.

Executa polimento por processo manual, montando a roda de polir – em forma de escova ou disco – na politriz, ajustando o perfil da roda – pano ou sisal – com a ferramenta de corte.

Unta a ferramenta escolhida, utilizando cera ou outra substância, para facilitar o trabalho Coloca a máquina em funcionamento, pondo em contato a ferramenta abrasiva com os diferentes lados da peça metálica a ser polida.

Pressiona o instrumento polidor conforme o estado da superfície e tipo de acabamento, observando o intervalo de tempo necessário e estabelecendo a sequência de movimentos, para eliminar as imperfeições da superfície e obter o polimento desejado.

Identifica fim da vida útil da ferramenta de polir Substitui disco ou escova e mantém o equipamento de polir em ordem, utilizando ferramentas próprias, para melhorar ou modificar o tipo de polimento Executa polimento por processo automático, seguindo instruções de trabalho de polimento e programando a máquina para polir.

Monta a roda de polir Coloca chips e esferas em equipamentos vibratórios de polir Coloca a peça a ser polida na politriz.

Retira peça polida da máquina Controla desgaste de chips, esferas e rodas de polir.

Repõe chips e esferas Substitui rodas de polir, quando necessário Pode limpar os objetos metálicos em banho químico, antes de poli-los.

Pode realizar polimento a laser Controla a qualidade, verificando as dimensões das peças ou lotes no início do processo e definindo quantidade - totalidade ou amostras das peças - a inspecionar Identifica os pontos a inspecionar e realiza a inspeção do produto, visualmente ou fazendo uso de equipamentos.

Examina e mede as peças para garantir que as superfícies e as dimensões atendam às especificações ao final do processo Identifica material a ser refugado ou retrabalhado Executa manutenção básica - como limpeza e lubrificação de peças - das máquinas e ferramentas de polir.

Remove e substitui peças gastas ou quebradas, usando ferramentas manuais Trabalha com segurança, seguindo normas de segurança e de medicina do trabalho Ajusta as condições ergonômicas Utiliza equipamentos de proteção individual Participa do levantamento de riscos ambientais e de ações preventivas contra incêndios e acidentes.

Presta primeiros socorros Conserva o ambiente de trabalho limpo e organizado Destina adequadamente os resíduos gerados, reciclando materiais e realizando descarte de acordo com as normas ambientais.

Funções do Polidor de metais

O profissional Lixador de Móveis Metálicos deve polir por processo automático, trabalhar com segurança, polir por processo manual, controlar a qualidade, demonstrar competências pessoais, planejar trabalho de polimento.

Condições de trabalho da profissão

Afiadores e polidores de metais os profissionais da família podem trabalhar em diversos ramos da indústria de transformação como, por exemplo, a metalúrgia, a mecânica, a química, a movelaria, o plástico e a eletroeletrônica e na construção civil, geralmente como empregados registrados, em turnos diurnos, com supervisão ocasional.Trabalham também de forma autônoma, prestando serviços diretamente a clientes. No desempenho das suas atividades tendem a permanecer em posições desconfortáveis por longos períodos expondo-se, muitas vezes, à fadiga decorrente do trabalho repetitivo.Podem estar sujeitos aos efeitos de materiais tóxicos e ruídos intensos.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Polidor de metais

Um Polidor de metais deve substituir roda de polir, demonstrar espírito de liderança, tomar decisões, participar do levantamento de riscos ambientais, estabelecer sequência dos movimentos, inspecionar o produto com equipamentos, identificar os pontos a inspecionar, identificar o grau de polimento de acordo com padrão de qualidade exigido, identificar fim da vida útil da ferramenta de polir, zelar pela organização e limpeza, cultivar espirito de equipe, substituir rebolo, polidor, colocar a peça a ser polida na máquina, adequar as condições ergonômicas do trabalho, colocar chips e esfera, controlar dosagem de abrasivo, identificar refugo e retrabalho, selecionar ferramenta para polir, ajustar perfil da roda (pano ou sisal) com ferramenta de corte, retirar peça polida da máquina, repor chips, esfera, utilizar equipamento de proteção individual, aplicar abrasivo na roda observando intervalo de tempo necessário, definir quantidade a inspecionar (100% ou amostra), demonstrar zelo com máquinas e equipamentos, atuar de forma responsável no trabalho, demonstrar capacidade de observação, montar roda de polir, participar de ações preventivas contra incêndio e acidentes, seguir instruções de trabalho de polimento, prestar primeiros socorros, controlar desgaste de chips, esferas, rodas de polir, montar roda de polir (escova, disco) na máquina, manter equipamento de polir em ordem, inspecionar visualmente o produto, criar alternativas para a solução de problemas, selecionar equipamento , máquina para polir, definir parâmetros (tempo, quantidade, tipo, granulometria) para aplicação de abrasivo na ferramenta, programar máquina para polir, cultivar autoconfiança, seguir normas de segurança e medicina do trabalho, estabelecer velocidades da politriz (rpm) de acordo com a tabela, verificar as dimensões no início do processo (peça ou lote), estimar produção de polimento, demonstrar espírito de colaboração, identificar material a ser polido, definir a medida mínima do rebolo, polidor.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Lixador de Móveis Metálicos ficou em 5.70%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Lixador de Móveis Metálicos e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Afiadores e polidores de metais que ficou em 5.70% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Lixador de Móveis Metálicos em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Lixador de Móveis Metálicos ficou em 8.30% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 26,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Afiadores e polidores de metais 2024

O salário de Lixador de Móveis Metálicos mostrado aqui é resultado do levantamento de 13913 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Afiadores e polidores de metais que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Lixador de Móveis Metálicos com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Lixador de Móveis Metálicos CBO 721325 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Lixador de Móveis Metálicos em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Lixador de Móveis Metálicos por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 44h 2.212,67 2.298,43 3.243,61 10,48 4.70%
Rio Grande do Sul 44h 2.011,34 2.089,29 2.948,47 9,52 7.60%
Rio de Janeiro 44h 2.358,64 2.450,05 3.457,59 11,23 5.70%
Minas Gerais 44h 1.768,83 1.837,39 2.592,98 8,44 7.30%
Paraná 44h 2.063,31 2.143,28 3.024,65 9,79 7.00%
Santa Catarina 44h 2.050,18 2.129,64 3.005,41 9,71 6.70%
Espírito Santo 44h 2.147,65 2.230,89 3.148,30 10,17 7.40%
Bahia 43h 1.833,56 1.904,62 2.687,86 8,80 5.80%
Pará 44h 1.866,67 1.939,02 2.736,40 8,88 6.80%
Ceará 44h 1.555,08 1.615,35 2.279,63 7,37 7.70%
Pernambuco 44h 1.932,97 2.007,88 2.833,58 9,19 5.20%
Goiás 44h 1.803,87 1.873,79 2.644,34 8,59 6.80%
Amazonas 44h 1.945,69 2.021,10 2.852,24 9,24 6.20%
Rio Grande do Norte 44h 1.720,89 1.787,59 2.522,69 8,13 7.50%
Maranhão 44h 2.006,40 2.084,16 2.941,23 9,47 4.20%
Distrito Federal 44h 1.595,55 1.657,39 2.338,96 7,54 6.80%
Alagoas 44h 1.762,19 1.830,49 2.583,24 8,32 7.70%
Mato Grosso do Sul 44h 2.021,72 2.100,08 2.963,69 9,55 5.40%
Mato Grosso 43h 1.787,10 1.856,36 2.619,75 8,59 6.60%
Paraíba 44h 1.435,93 1.491,58 2.104,97 6,81 7.10%
Rondônia 43h 1.709,34 1.775,59 2.505,76 8,30 6.70%
Sergipe 44h 1.490,89 1.548,67 2.185,54 7,11 4.10%
Tocantins 44h 1.546,23 1.606,16 2.266,65 7,30 5.10%
Piauí 44h 1.447,70 1.503,81 2.122,23 6,87 7.50%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Lixador de Móveis Metálicos.

Dissídio de Lixador de Móveis Metálicos por cidade

Quanto ganha um Lixador de Móveis Metálicos nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Lixador de Móveis Metálicos na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 44 2.187,98 2.272,78 3.207,42 10,36 4.30%
São João da Barra, RJ 44 2.566,01 2.665,46 3.761,58 12,12 7.40%
São José do Norte, RS 44 2.046,74 2.126,07 3.000,37 9,66 8.10%
Aracruz, ES 44 2.319,46 2.409,35 3.400,15 10,95 4.10%
Tome-Acu, PA 44 1.962,19 2.038,24 2.876,43 9,31 7.40%
Joinville, SC 44 2.099,99 2.181,38 3.078,43 9,93 6.60%
Rio de Janeiro, RJ 43 1.945,35 2.020,75 2.851,74 9,46 8.10%
Sapiranga, RS 44 1.858,05 1.930,06 2.723,76 8,78 5.90%
Serra, ES 44 2.091,13 2.172,17 3.065,43 9,88 4.40%
Caxias do Sul, RS 44 2.164,30 2.248,19 3.172,71 10,26 6.00%
Manaus, AM 44 1.859,19 1.931,25 2.725,43 8,84 7.10%
Paulínia, SP 44 2.555,73 2.654,79 3.746,51 12,08 6.40%
Recife, PE 44 2.013,92 2.091,97 2.952,26 9,55 4.70%
Guarulhos, SP 44 2.339,29 2.429,96 3.429,23 11,07 4.60%
Bento Goncalves, RS 44 2.109,00 2.190,74 3.091,64 10,03 4.40%
Belo Horizonte, MG 44 1.752,95 1.820,89 2.569,69 8,34 5.40%
São José do Rio Preto, SP 44 1.981,48 2.058,27 2.904,70 9,36 5.00%
Itaboraí, RJ 44 2.880,96 2.992,61 4.223,27 13,60 5.30%
Venâncio Aires, RS 44 1.757,39 1.825,50 2.576,21 8,30 6.00%
Fortaleza, CE 44 1.567,45 1.628,20 2.297,76 7,42 7.10%
Indaiatuba, SP 44 1.982,01 2.058,83 2.905,48 9,36 4.90%
São Bernardo do Campo, SP 43 2.504,74 2.601,81 3.671,76 12,20 4.60%
Curitiba, PR 44 2.035,86 2.114,77 2.984,42 9,68 4.50%
Salvador, BA 43 2.008,08 2.085,91 2.943,70 9,65 4.10%
Quatro Barras, PR 44 2.293,92 2.382,83 3.362,72 10,83 6.30%
Camaçari, BA 44 1.694,46 1.760,13 2.483,94 8,07 4.20%
Brasília, DF 44 1.595,55 1.657,39 2.338,96 7,54 6.00%
São José dos Pinhais, PR 43 2.044,92 2.124,18 2.997,70 9,91 5.70%
Ararica, RS 44 1.880,19 1.953,06 2.756,22 8,88 4.60%
Itajaí, SC 44 1.923,18 1.997,72 2.819,24 9,18 5.40%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Lixador de Móveis Metálicos. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Lixador de Móveis Metálicos no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Obras de montagem industrial 2.095,15 2.176,35 3.071,33 4.80%
Construção de estações e redes de distribuição de energia elétrica 2.544,24 2.642,85 3.729,66 6.60%
Construção de embarcações de grande porte 2.182,76 2.267,36 3.199,77 6.20%
Fabricação de artigos de metal para uso doméstico e pessoal 1.888,76 1.961,97 2.768,78 4.70%
Serviços de lanternagem ou funilaria e pintura de veículos automotores 1.776,26 1.845,10 2.603,86 7.60%
Fabricação de outros produtos de metal 1.990,31 2.067,44 2.917,64 6.80%
Serviços de tratamento e revestimento em metais 1.913,73 1.987,90 2.805,39 6.30%
Outras obras de engenharia civil não especificadas anteriormente 2.554,89 2.653,91 3.745,28 4.60%
Serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotores 1.788,60 1.857,92 2.621,95 4.80%
Comércio a varejo de peças e acessórios novos para veículos automotores 1.819,77 1.890,30 2.667,65 5.70%
Serviços de engenharia 2.184,24 2.268,90 3.201,93 5.40%
Fabricação de artigos de serralheria, exceto esquadrias 1.944,22 2.019,57 2.850,07 7.00%
Construção de rodovias e ferrovias 2.159,31 2.242,99 3.165,38 4.70%
Serviços de usinagem, tornearia e solda 2.013,56 2.091,60 2.951,72 4.90%
Fabricação de artigos de cutelaria 2.074,60 2.155,00 3.041,20 6.20%
Construção de redes de transportes por dutos, exceto para água e esgoto 2.294,99 2.383,94 3.364,29 6.70%
Serviços de lavagem, lubrificação e polimento de veículos automotores 1.575,18 1.636,23 2.309,09 5.20%
Administração de obras 2.280,07 2.368,44 3.342,41 5.20%
Fabricação de móveis com predominância de madeira 1.731,96 1.799,09 2.538,93 4.10%
Fabricação de móveis com predominância de metal 2.036,60 2.115,53 2.985,50 6.80%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.