O dissídio de Fotógrafo Social 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 261815 no cargo de Fotógrafo Social.

Estado com maior salário médio

Distrito Federal

R$ 4.131,50

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

Rio Grande do Sul

144 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Foz do Iguaçu - PR

R$ 1.805,84

Cidade que mais contrata

Canela - RS

49 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Fotógrafo retratista Cria retratos em estúdio ou em locais externos, produzindo fotos analógicas e digitais para documentos, currículos, trombinoscópios de empresas, fotos especializadas para redes sociais ou publicações profissionais, utilizando equipamentos, técnicas, tendências e tecnologias da categoria “retratista”, tendo em vista o uso a que se destina a fotografia Pode trabalhar em conjunto com maquiadores, cabelereiros e estilistas para criar a imagem que se deseja.

Planeja e gerencia aspectos mercadológicos, definindo áreas, formas de atuação, recursos humanos e materiais, bem como modelos de negócio Atua considerando princípios éticos e legais, como legislações que regulam direitos autorais, classificação indicativa, direitos humanos, direitos da infância e da adolescência, entre outros, assim como normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

O que faz um Fotógrafo Social

O Fotógrafo retratista cria o conceito do trabalho fotográfico retratista, produz fotos de indivíduos ou grupo de pessoas para uso em documentos, currículos, trombinoscópios, bem como fotos especializadas para redes sociais ou publicações Atua em estúdios ou em outros ambientes como cerimônias, casamentos e eventos em geral, tendo em vista a especificação do cliente e sua própria interpretação sensorial, cultural e estética do momento retratístico.

Desenvolve ambiente e cena fotográfica para construção e expressão de emoções e experiências, definindo ângulos, enquadramentos, iluminação e composição da imagem, bem como decidindo o momento do ato fotográfico.

Registra a imagem em películas, meios magnéticos e/ou plataformas ou repositórios digitais Assessora equipes de retratistas no desenvolvimento de novas linguagens e experiências estéticas, realizando pesquisa sobre temas, procedimentos, materiais, fontes e referências fotográficas, identificando tendências estéticas, técnicas e tecnológicas na categoria retratística.

Utiliza técnicas de expressão e entrevista para identificação das aspirações do cliente, bem como estratégias para interação com a pessoa a ser fotografada, estabelecendo uma relação de empatia, respeito e confiança Seleciona, testa, calibra e opera equipamentos em função de intenções, área de atuação e circunstâncias do projeto fotográfico, manejando câmeras e monitorando acessórios de medição, iluminação e tratamento de imagens.

Revela, trata, amplia e restaura filmes e imagens fotográficas analógicas e digitalizadas, verificando qualidade, brilho e contraste.

Produz documentação referente à imagem, registrando autoria e contexto, bem como arquivando e catalogando documentos fotográficos Planeja aspectos mercadológicos do trabalho fotográfico, definindo áreas, formas de atuação e modelos de negócio, inclusive definindo, selecionando e gerenciando equipes técnicas e operacionais, bem como aspectos financeiros da execução de projetos.

Realiza produção técnica da fotografia retratista, procurando espaços ou locações para fotografar, realizando vistoria na infraestrutura do local, bem como verificando condições geográficas e climáticas, conforme os objetivos do trabalho.

Coordena equipe de trabalho e atribui tarefas, trocando informações com os recursos humanos envolvidos, bem como formando novos quadros profissionais, quando necessário Em estúdio especializado, pode trabalhar em equipe com maquiadores, estilistas e cabelereiros Providencia credenciamento de equipes técnica e operacional em eventos em espaços abertos ou fechados, dirigindo e avaliando a produção da imagem conforme a conceito do trabalho fotográfico.

Prepara e apresenta portfólio e material autopromocional para captação de clientes e registro profissional, podendo realizar a divulgação de seu trabalho em multiplataformas na web Apresenta e divulga o produto fotográfico ao cliente e/ou público interessado, assegurando a devida explicação a respeito do conceito do trabalho Elabora e publica livros e catálogos, ministrando palestras sobre a área e cursos de formação profissional.

Monta exposições físicas e/ou virtuais, divulgando o próprio trabalho ou fazendo curadoria, bem como organiza encontros e congressos profissionais e acadêmicos Participa de organizações e/ou entidades profissionais.

Organiza e aplica rotinas de trabalho, registrando ocorrências e medidas de contingenciamento, comunicando intercorrências e/ou ajustes aos diferentes setores envolvidos nos processos de trabalho Atua considerando princípios de ética profissional e normas técnicas e legais que regem o setor, como legislações que regulam direitos autorais, classificação indicativa, direitos humanos, direitos da infância e da adolescência, entre outros, assim como normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

Funções do Fotógrafo retratista

O profissional Fotógrafo Social deve demonstrar competências pessoais, operar equipamentos específicos, criar a imagem fotográfica, pesquisar temas, procedimentos e materiais fotográficos, coordenar equipe de trabalho fotográfico, gerenciar aspectos comerciais da atividade fotográfica, documentar a imagem, divulgar a linguagem fotográfica, planejar o trabalho fotográfico, finalizar o produto.

Condições de trabalho da profissão

Fotógrafos profissionais trabalham em diversas áreas, principalmente, na imprensa em geral, na publicidade, propaganda e marketing, no comércio de mercadorias, em diversos ramos dos serviços. Podem também ser encontrados no ensino e na área de pesquisa e desenvolvimento. Na sua maioria são autônomos, empregadores e, em menor medida, empregados. Podem atender o público diretamente ou não e desenvolvem suas atividades sozinhos ou em equipe, geralmente em horários irregulares. Em algumas atividades, alguns profissionais podem trabalhar sob condições especiais, como permanecer em posições desconfortáveis por longos períodos e estar expostos a materiais tóxicos e a altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Fotógrafo retratista

Um Fotógrafo retratista deve restaurar imagens fotográficas, selecionar pessoal, procurar espaços ou locações para fotografar, estudar a legislação referente à proteção ao direito autoral e ao uso da imagem, vistoriar infraestrutura do local, preparar material autopromocional, modular a luz, testar novos materiais de acabamento, superar limitações econômicas, escolher equipamentos em função de intenções, área de atuação e circunstâncias, dirigir a produção de imagem, arquivar os documentos fotográficos, desenvolver perspicácia, ensinar o cliente a entender a imagem, dominar técnicas de sua especialização, compor a imagem, decidir o momento do ato fotográfico, editar imagem, apresentar o produto fotográfico final ao destinatário, interpretar desejos e aspirações do cliente, testar equipamentos e acessórios, definir o suporte material da imagem fotográfica, tratar imagem digitalizada ou convencional: brilho, contraste, definição e corte, operar programas de tratamento de imagens, lidar com imprevistos, enquadrar a imagem, avaliar resultados, divulgar seu trabalho na web, formar novos quadros, operar câmera fotográfica e acessórios, precisar perspectivas e pontos de vista, digitalizar imagem, interpretar o objeto a ser fotografado, demonstrar pontualidade, estudar fontes e referências fotográficas, demonstrar criatividade, produzir documentação referente à imagem, operar equipamentos de iluminação, orçar o trabalho fotográfico, revelar filmes, assumir riscos calculados, negociar preços, registrar a imagem sobre película ou meio magnético, dominar o idioma, ampliar fotos, escalonar tarefas, remunerar equipe de trabalho, estimar custos, participar de associações profissionais, delegar funções, gerenciar o tempo, providenciar manutenção de equipamentos e instalações, eleger o tema, criar ambiente que expresse a emoção desejada, experimentar produtos e técnicas fotográficas, conceituar o trabalho fotográfico, catalogar documentos fotográficos, desenvolver capacidade de síntese, pesquisar tendências, estilo, materiais, publicar livros e catálogos, controlar estoque de material fotográfico, providenciar equipamentos de apoio para a produção e transmissão de imagem, montar exposições, monitorar equipamentos de medição, levantar informações sobre o tema, estabelecer cronograma de trabalho, seguir projeto profissional traçado, controlar fluxo de caixa, pagamentos e recebimentos, discutir a pauta/briefing, dominar linguagem fotográfica, apresentar portfólio, elaborar procedimentos para relação com o cliente, cultivar persistência, definir áreas e formas de atuação no mercado de trabalho, conceber cenas para fotografar, compreensão de outros idiomas, interagir com o fotografado, entrevistar clientes, documentar a autoria da imagem fotográfica, calcular a relação custo/benefício no trabalho, manter-se atualizado, organizar encontros e congressos, calibrar os equipamentos, assessorar o desenvolvimento de novas linguagens e produtos.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Fotógrafo Social ficou em 5.60%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Fotógrafo Social e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Fotógrafos profissionais que ficou em 5.60% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Fotógrafo Social em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Fotógrafo Social ficou em 10.10% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 28,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Fotógrafos profissionais 2024

O salário de Fotógrafo Social mostrado aqui é resultado do levantamento de 451 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Fotógrafos profissionais que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Fotógrafo Social com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Fotógrafo Social CBO 261815 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Fotógrafo Social em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Fotógrafo Social por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Rio Grande do Sul 43h 1.659,50 1.723,81 2.432,70 8,11 7.70%
Goiás 43h 1.352,96 1.405,40 1.983,34 6,57 6.10%
Santa Catarina 43h 1.719,44 1.786,08 2.520,57 8,23 7.30%
Pernambuco 44h 1.423,76 1.478,94 2.087,12 6,73 5.40%
São Paulo 43h 1.964,73 2.040,87 2.880,14 9,45 4.40%
Paraná 44h 1.697,25 1.763,03 2.488,04 8,01 7.50%
Mato Grosso 44h 1.630,12 1.693,30 2.389,64 7,70 8.00%
Minas Gerais 43h 1.510,90 1.569,45 2.214,86 7,34 7.70%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Fotógrafo Social.

Dissídio de Fotógrafo Social por cidade

Quanto ganha um Fotógrafo Social nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Fotógrafo Social na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Canela, RS 43 1.558,52 1.618,92 2.284,67 7,47 8.00%
Gramado, RS 40 1.637,95 1.701,43 2.401,11 8,49 5.30%
Rio Quente, GO 44 1.314,55 1.365,50 1.927,03 6,22 5.60%
Jaboatão dos Guararapes, PE 44 1.402,09 1.456,43 2.055,36 6,62 4.50%
Florianópolis, SC 44 1.685,01 1.750,32 2.470,10 8,03 4.40%
Foz do Iguaçu, PR 44 1.738,46 1.805,84 2.548,45 8,21 4.30%
Canoas, RS 44 1.725,18 1.792,05 2.528,99 8,15 4.60%
Balneário Camboriú, SC 44 1.685,38 1.750,70 2.470,64 7,96 4.60%
Caldas Novas, GO 40 1.292,10 1.342,18 1.894,12 6,67 5.30%
Olinda, PE 44 1.475,25 1.532,43 2.162,61 6,97 5.10%
Rondonópolis, MT 44 1.338,78 1.390,67 1.962,55 6,32 5.30%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Fotógrafo Social. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Fotógrafo Social no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Atividades de produção de fotografias, exceto aérea e submarina 1.533,07 1.592,49 2.247,36 8.00%
Parques de diversão e parques temáticos 1.674,50 1.739,39 2.454,69 6.70%
Comércio varejista de artigos fotográficos e para filmagem 1.583,73 1.645,11 2.321,62 7.60%
Atividades de vigilância e segurança privada 1.543,12 1.602,93 2.262,10 5.80%
Laboratórios fotográficos 1.415,31 1.470,17 2.074,74 8.30%
Serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas 2.068,82 2.149,00 3.032,73 5.30%
Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares 1.454,62 1.511,00 2.132,37 4.90%
Treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial 1.734,14 1.801,35 2.542,12 5.40%
Atividades de produção de fotografias aéreas e submarinas 1.346,32 1.398,50 1.973,61 4.40%
Impressão de material para uso publicitário 1.958,11 2.034,00 2.870,44 5.40%
Atividades de organizações religiosas 1.925,38 2.000,00 2.822,46 6.70%
Comércio a varejo de automóveis, camionetas e utilitários usados 3.115,74 3.236,50 4.567,45 6.50%
Comércio varejista de brinquedos e artigos recreativos 1.429,59 1.485,00 2.095,68 8.00%
Comércio varejista de calçados 2.888,07 3.000,00 4.233,69 6.10%
Filmagem de festas e eventos 1.586,99 1.648,50 2.326,41 8.00%
Comércio varejista de artigos de joalheria 1.501,79 1.560,00 2.201,52 6.00%
Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios 2.888,07 3.000,00 4.233,69 6.70%
Agenciamento de profissionais para atividades esportivas, culturais e artísticas 6.453,87 6.704,00 9.460,89 5.70%
Comércio varejista de suvenires, bijuterias e artesanatos 1.359,32 1.412,00 1.992,66 4.40%
Comércio varejista especializado de equipamentos de telefonia e comunicação 1.697,22 1.763,00 2.488,00 5.40%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.