O dissídio de Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 223415 no cargo de Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico).

Estado com maior salário médio

São Paulo

R$ 7.230,11

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

Minas Gerais

329 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

São Paulo - SP

R$ 8.893,52

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

142 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Farmacêutico analista clínico realiza análises clínicas e toxicológicas - em suas fases pré-analítica, analítica e pós analítica -, finalizadas com a emissão de laudos para os solicitantes Controla a qualidade de serviços de análises clínicas e toxicológicas.

Administra laboratórios de análises clínicas e toxicológicas, responsabilizando-se pela supervisão técnica, operacional e administrativa Mantém-se atualizado na sua área de atuação, tomando conhecimento e avaliando novas metodologias e novos testes Realiza pesquisa e extensão na área de análises clínicas e toxicológicas.

Pode prestar consultoria Supervisiona o trabalho de equipes Atua com base em princípios de ética profissional.

Cumpre legislação, normas técnicas, normas sanitárias e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de biossegurança e de preservação ambiental

O que faz um Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico)

O Farmacêutico analista clínico planeja as ações do laboratório de análises clínicas e toxicológicas, selecionando métodos de análise e definindo especificações técnicas de reagentes, materiais, equipamentos e instalações Seleciona e qualifica fornecedores para adquirir reagentes, materiais e equipamentos.

Pode optar pela automação dos recursos utilizados nas análises – tais como sistema de rastreamento de amostras, manuseio de líquidos, replicação, filtração, gestão de fluidos, entre outros -, para simplificar o fluxo de trabalho em laboratório.

Realiza análises clínicas e toxicológicas, na fase pré-analítica, que se inicia com a solicitação da análise, passa pela obtenção da amostra e finda ao se iniciar a análise, a fase analítica, incluindo conjunto de operações efetuadas de acordo com determinado método, e a fase pós-analítica, iniciada após a obtenção de resultados válidos das análises e finalizada com a emissão do laudo para o solicitante Prepara reagentes, equipamentos, vidraria e materiais consumíveis.

Efetua o controle de qualidade dos reagentes Orienta a coleta de amostras, operando instrumentação científica.

Executa análises seguindo métodos analíticos adotados, boas práticas laboratoriais aplicáveis e procedimentos de biossegurança.

Efetua análise crítica dos resultados Controla a qualidade de serviços de análises clínicas e toxicológicas, definindo e analisando indicadores de qualidade para validar métodos, processos e resultados de análise.

Avalia conformidade das instalações físicas, a fim de certificar a área.

Monitora processos para avaliar a conformidade de equipamentos Pode sugerir mudanças de processos e procedimentos Emite laudos, pareceres e relatórios de controle de qualidade.

Administra laboratórios de análises clínicas e toxicológicas, elaborando procedimento operacional padrão e gerenciando recursos humanos, financeiros e materiais Responsabiliza-se pela supervisão técnica, operacional e administrativa do laboratório Divulga serviços de análises.

Utiliza “softwares” de gestão para laboratórios, especialmente para cálculo de resultados, registro de informações, rastreabilidade de pacientes e exames, e elaboração de relatórios Pode fazer uso de Testes Laboratoriais Remotos (ou Testes Laboratoriais Portáteis) - de glicemia capilar, hemogasometria, eletrólitos sanguíneos, testes de coagulação automatizados, e outros de natureza similar – efetuados por meio de equipamentos laboratoriais situados fisicamente fora da área de um laboratório clínico.

Supervisiona o trabalho de equipes, avaliando seu desempenho Gerencia o armazenamento, a distribuição e o transporte de insumos, reagentes e materiais consumíveis empregados nas análises clínicas Comprova a origem e a validade dos itens.

Providencia o fracionamento e a embalagem de reagentes e consumíveis Administra estoques seguindo tecnologia adotada de controle de estoque, distribuição e rastreamento de itens Realiza gerenciamento de resíduos e de sobras.

Mantém-se atualizado na sua área de atuação, tomando conhecimento e avaliando novas metodologias e novos testes, tais como testagem genética clínica - análise de DNA-Ácido Desoxirribonucleico (Deoxyribonucleic Acid) ou RNA-Ácido Ribonucleico (Ribonucleic Acid) para o diagnóstico de doenças, avaliação de toxicidade dos cosméticos – como teste de irritação ocular primária, testes de toxicidade aguda dérmica, irritação cutânea, fotossensibilidade e fototoxicidade, e inovações similares Realiza pesquisa e extensão na área toxicológica e de análises clínicas, selecionando temas de interesse, tais como efeito tóxico de contaminantes no meio ambiente, investigação de possíveis adulterações em medicamentos comercializados, entre outros Pode prestar consultoria na área de análises clínicas e toxicológicas.

.

Funções do Farmacêutico analista clínico

O profissional Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) deve efetuar pesquisas técnico-científicas, administrar estabelecimentos farmacêuticos, coordenar política de assistência farmacêutica, gerenciar armazenamento, distribuição e transporte de produtos farmacêuticos, desenvolver produtos e serviços farmacêuticos, demonstrar competências pessoais, realizar análises (clínicas, toxicológicas, físico-químicas, biológicas, microbiológicas e bromatológicas), controlar qualidade de produtos e serviços farmacêuticos, prestar serviços farmacêuticos, dispensar produtos e serviços farmacêuticos, atuar na regulação e fiscalização de estabelecimentos, produtos e serviços farmacêuticos, produzir em escala industrial e magistral produtos farmacêuticos.

Condições de trabalho da profissão

Farmacêuticos trabalham em instituições públicas ou privadas, em farmácias e redes de distribuição de remédios, nas indústrias de produtos farmacêuticos e correlatos, nas indústrias de produtos alimentares, de cosméticos, dentre outras. Trabalham majoritariamente com carteira assinada, mas também podem trabalhar por conta própria ou como empregador.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Farmacêutico analista clínico

Um Farmacêutico analista clínico deve registrar dados em prontuário, demonstrar habilidade técnico analítico, realizar seguimento farmacoterapêutico, identificar reações adversas e interações medicamentosas, estudar viabilidade de pesquisa, realizar consulta farmacêutica, monitorar processos, elaborar procedimento operacional padrão, demonstrar empatia, planejar ações de assistência farmacêutica, verificar temperatura corporal, definir indicadores de qualidade, participar na discussão de políticas públicas de saúde, demonstrar capacidade de atentar para detalhe, participar de ações de vigilância epidemiológica, preparar reagentes, equipamentos e vidraria, participar do licenciamento de estabelecimentos farmacêuticos, demonstrar habilidade de comunicação, validar produtos, processos, áreas e equipamentos, coordenar ações de assistência farmacêutica, mostrar capacidade de liderança, notificar desvios de qualidade de produtos e serviços, colher dados, orientar pacientes, cuidadores e clientes, captar recursos, definir especificações técnicas de matéria prima, embalagem, materiais, equipamentos e instalações, realizar serviços de acupuntura, demonstrar credibilidade, elaborar projetos, demonstrar capacidade de organização, participar em comissões técnicas, elaborar relações de medicamentos, corrigir procedimentos, administrar estoques, cultivar microrganismos, operar equipamentos, orientar coleta de amostras, participar de pesquisa clínica, demonstrar destreza manual, coletar amostras, avaliar conformidades de instalações físicas (certificar área), analisar resultados, divulgar produtos e serviços farmacêuticos, participar do registro de produtos farmacêuticos, contornar situações adversas, administrar recursos humanos, financeiros e materiais, qualificar fornecedores, participar de ações de promoção da saúde e prevenção de doenças, executar análises, tomar decisões, participar de elaboração da política de serviço farmacêutico, emitir laudos, pareceres e relatórios, participar da apuração de denúncias, participar da elaboração de protocolos de tratamento, selecionar fornecedores, determinar descarte de produtos, realizar visitas domiciliares, coordenar centros de informação de medicamentos e toxicológicos, prestar assessoria e consultoria, fracionar produtos, coordenar programas de assistência farmacêutica, perfurar lóbulo auricular, aplicar injetáveis, realizar pequenos curativos, diagnosticar áreas de interesse, realizar estudo de estabilidade do produto, trabalhar com biossegurança, participar da elaboração de protocolo de uso de medicamentos, demonstrar criatividade, participar na elaboração de políticas de medicamento, validar método de análise, interagir com prescritor e equipe de saúde, adquirir matéria prima, materiais e equipamentos, inspecionar estabelecimentos, produtos e serviços, avaliar prescrição, embalar produtos, participar de ações de políticas de saúde, analisar indicadores de qualidade, indicar medicamentos isentos de prescrição, sugerir mudança de processos, efetuar análise crítica dos resultados, emitir laudo de resultados de análises, gerenciar documentação, realizar gerenciamento de resíduos, estruturar protocolo, eleger método de análise, fornecer informações técnicas para registro de produto, preparar amostras, participar da promoção do uso racional de medicamento, orientar no cumprimento das normas, aferir pressão arterial, elaborar formulários e normas técnicas, instituir normas de fiscalização, trabalhar em equipe, desenvolver método analítico e bioanalítico, montar equipe, avaliar conformidades de produtos e equipamentos, conferir balanços oficiais de produtos controlados, implantar política de serviço farmacêutico, aferir parâmetros bioquímicos.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) ficou em 7.00%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Farmacêuticos que ficou em 7.00% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) ficou em 8.00% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 37,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Farmacêuticos 2024

O salário de Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) mostrado aqui é resultado do levantamento de 2058 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Farmacêuticos que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) CBO 223415 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Minas Gerais 40h 3.407,71 3.539,79 4.995,45 17,63 4.30%
São Paulo 41h 6.960,35 7.230,11 10.203,35 35,21 5.50%
Rio Grande do Sul 39h 4.028,05 4.184,17 5.904,82 21,61 7.20%
Paraná 40h 3.454,96 3.588,86 5.064,71 17,76 8.20%
Santa Catarina 39h 4.163,43 4.324,79 6.103,27 22,19 6.40%
Bahia 37h 3.599,36 3.738,86 5.276,39 20,40 6.70%
Mato Grosso 38h 3.204,08 3.328,26 4.696,95 17,58 6.10%
Rio de Janeiro 41h 3.513,73 3.649,92 5.150,87 17,74 4.80%
Maranhão 38h 2.634,09 2.736,18 3.861,39 14,42 5.00%
Espírito Santo 36h 3.372,91 3.503,64 4.944,44 19,32 5.60%
Amazonas 38h 2.965,96 3.080,92 4.347,88 16,09 4.20%
Distrito Federal 43h 4.720,43 4.903,38 6.919,80 22,82 7.20%
Goiás 42h 3.302,50 3.430,49 4.841,22 16,51 7.00%
Rio Grande do Norte 30h 2.845,49 2.955,77 4.171,27 19,78 5.00%
Mato Grosso do Sul 42h 4.012,60 4.168,12 5.882,18 20,04 6.80%
Ceará 36h 3.554,42 3.692,18 5.210,52 20,51 8.30%
Piauí 31h 2.971,34 3.086,50 4.355,76 19,99 6.50%
Paraíba 32h 2.245,87 2.332,92 3.292,28 14,60 6.60%
Rondônia 36h 2.984,97 3.100,66 4.375,74 17,19 7.30%
Pará 39h 3.095,56 3.215,53 4.537,86 16,51 4.60%
Pernambuco 39h 3.331,20 3.460,31 4.883,29 17,54 7.00%
Roraima 42h 3.266,22 3.392,81 4.788,04 16,26 5.10%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico).

Dissídio de Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) por cidade

Quanto ganha um Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 42 8.561,70 8.893,52 12.550,80 42,43 6.00%
Salvador, BA 37 3.488,33 3.623,53 5.113,64 19,85 5.30%
Manaus, AM 38 2.965,96 3.080,92 4.347,88 16,09 6.00%
São Luís, MA 38 2.728,48 2.834,23 3.999,75 14,96 5.30%
Brasília, DF 43 4.720,43 4.903,38 6.919,80 22,82 5.70%
Rio de Janeiro, RJ 40 3.886,59 4.037,22 5.697,45 20,19 7.90%
Belo Horizonte, MG 41 4.527,60 4.703,08 6.637,12 23,07 7.70%
Juiz de Fora, MG 38 3.686,70 3.829,58 5.404,42 20,31 6.30%
Santo André, SP 42 5.796,71 6.021,37 8.497,54 28,83 7.60%
Londrina, PR 43 3.589,27 3.728,37 5.261,59 17,42 5.40%
Curitiba, PR 38 3.734,63 3.879,37 5.474,68 20,25 6.70%
Suzano, SP 40 5.857,69 6.084,72 8.586,94 30,30 7.40%
Barra do Garças, MT 40 3.404,07 3.536,00 4.990,11 17,68 8.20%
Sabará, MG 44 5.634,29 5.852,65 8.259,44 26,60 7.10%
Teresina, PI 31 3.473,53 3.608,16 5.091,94 22,99 7.60%
Natal, RN 34 3.422,19 3.554,83 5.016,68 21,03 5.00%
Ponta Grossa, PR 40 3.225,57 3.350,59 4.728,45 16,63 7.20%
Marica, RJ 44 3.158,37 3.280,78 4.629,93 14,91 5.80%
João Pessoa, PB 35 2.225,80 2.312,07 3.262,86 13,21 7.80%
Florianópolis, SC 40 4.150,31 4.311,17 6.084,05 21,80 6.70%
Fortaleza, CE 41 4.615,74 4.794,63 6.766,33 23,25 4.90%
Foz do Iguaçu, PR 39 3.438,67 3.571,95 5.040,84 18,41 5.80%
Chapeco, SC 39 4.678,27 4.859,58 6.857,99 24,63 6.80%
Sapucaia do Sul, RS 39 4.491,75 4.665,83 6.584,56 23,81 5.60%
Sete Lagoas, MG 43 2.164,44 2.248,33 3.172,91 10,47 4.10%
Boa Vista, RR 42 3.283,95 3.411,23 4.814,03 16,41 7.90%
Campo Grande, MS 40 3.686,14 3.829,00 5.403,60 19,00 5.10%
Poços de Caldas, MG 42 3.338,03 3.467,40 4.893,30 16,45 5.50%
Francisco Beltrão, PR 43 3.344,53 3.474,15 4.902,83 16,07 5.60%
Canoas, RS 37 3.883,18 4.033,68 5.692,45 21,99 4.40%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico). Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Farmacêutico Analista Clínico (bioquímico) no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Laboratórios clínicos 3.219,49 3.344,27 4.719,54 5.90%
Atividades de atendimento hospitalar, exceto pronto-socorro e unidades para atendimento a urgências 3.648,30 3.789,69 5.348,13 8.30%
Atividades de atendimento em pronto-socorro e unidades hospitalares para atendimento a urgências 4.061,06 4.218,45 5.953,20 7.30%
Comércio varejista de produtos farmacêuticos, sem manipulação de fórmulas 3.565,20 3.703,38 5.226,32 6.70%
Fabricação de medicamentos alopáticos para uso humano 8.655,31 8.990,76 12.688,04 7.60%
Administração pública em geral 4.126,52 4.286,46 6.049,18 7.60%
Atividades de apoio à gestão de saúde 3.571,31 3.709,73 5.235,28 7.60%
Atividade médica ambulatorial com recursos para realização de exames complementares 3.662,51 3.804,46 5.368,96 8.00%
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 6.938,15 7.207,06 10.170,81 6.80%
Locação de mão-de-obra temporária 5.723,03 5.944,84 8.389,54 7.50%
Atividades de consultoria em gestão empresarial, exceto consultoria técnica específica 5.691,42 5.912,00 8.343,19 4.90%
Outras atividades de atenção à saúde humana não especificadas anteriormente 4.859,00 5.047,32 7.122,93 7.70%
Laboratórios de anatomia patológica e citológica 2.654,33 2.757,20 3.891,04 4.30%
Atividade médica ambulatorial restrita a consultas 2.973,56 3.088,80 4.359,01 7.50%
Outras atividades profissionais, científicas e técnicas não especificadas anteriormente 4.166,33 4.327,81 6.107,53 5.60%
Atividades de associações de defesa de direitos sociais 3.586,85 3.725,87 5.258,06 8.20%
Regulação das atividades de saúde, educação, serviços culturais e outros serviços sociais 2.321,25 2.411,22 3.402,78 4.70%
Planos de saúde 4.098,85 4.257,71 6.008,61 5.90%
Comércio atacadista de medicamentos e drogas de uso humano 6.480,06 6.731,21 9.499,28 6.90%
Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais 6.608,38 6.864,50 9.687,39 8.00%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.