O dissídio de Conferente de Faturas e Notas Fiscais 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 414215 no cargo de Conferente de Faturas e Notas Fiscais.

Estado com maior salário médio

Santa Catarina

R$ 2.094,89

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

44.458 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Olímpia - SP

R$ 2.607,58

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

11.427 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Conferente de carga e descarga confere carga e descarga de mercadorias e outros materiais, em portos, aeroportos, terminais de carga, centros de distribuição, indústrias, grandes casas comerciais e em outros estabelecimentos Elabora plano de carga.

Monitora processos de carga e descarga Realiza conferência de mercadorias e demais materiais, nas operações de carga e descarga Relata ocorrências e acidentes de trabalho.

Lidera equipe Cumpre legislação e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

O que faz um Conferente de Faturas e Notas Fiscais

O Conferente de carga e descarga registra dados de produção – como horas-homens trabalhadas, horas-máquinas, entre outros, acompanha pesagem dos produtos e realiza a separação da produção, para organizar a logística de cargas Realiza a cubagem de cargas e dos espaços destinados à carga.

Registra tempo de carga e descarga, para controlar o transporte.

Elabora plano de carga e organiza listas de volumes por espaço Verifica documentação de carga e descarga.

Monitora processos, requerendo expedição da carga gerada em processo de produção, coordenando fluxos de carga, determinando local de descarga Intermedeia atividades de operações de navios, em função das atividades de carga e descarga.

Realiza conferência de mercadorias e outros materiais, nas operações de carga (expedição) e descarga, utilizando checklist.

Verifica tipo, peso, número de lote, marca, contramarca, procedência, destino e manifesto da carga Realiza inspeção visual, conta volumes, inspeciona lacres, assiste pesagem da carga e apura casos de faltas e acréscimos.

Comunica ocorrências e solicita providências.

Acompanha uso de equipamentos de terceiros Encaminha documentos e repassa informações ao superior e a outros setores, para relatar ocorrências e acidentes de trabalho Emite termo de avaria.

Redige memorandos Documenta atividades, preenchendo relatórios, impressos, formulários, guias, boletins e ficha de liberação de lotes Organiza, encaminha e arquiva a documentação relacionada aos trabalhos do setor.

Lidera equipe, distribuindo tarefas e acompanhando o desempenho de cada profissional Repassa informações sobre resultados almejados à equipe de trabalho, esclarecendo dúvidas.

Fiscaliza uso de equipamentos de proteção individual e distribui máquinas e equipamentos para realização dos trabalhos Orienta os trabalhadores quanto à segurança do trabalho, participando do Diálogo Diário de Segurança (DDS).

Funções do Conferente de carga e descarga

O profissional Conferente de Faturas e Notas Fiscais deve liderar equipes, comunicar-se, demonstrar competências pessoais, documentar atividades, verificar documentação, apontar produção, conferir cargas, acompanhar atividades de produção.

Condições de trabalho da profissão

Apontadores e conferentes atuam principalmente na construção civil, serviços de transportes e portuários como empregados assalariados, exceto os conferentes de carga e descarga que trabalham como autônomos. Organizam-se de forma individual ou em equipe, sob supervisão constante. Trabalham em rodízio de turnos, em locais fechados ou abertos. No exercício de algumas atividades estão sujeitos ao trabalho em áreas confinadas, subterrâneas, em áreas de cargas suspensas e em grandes alturas. Podem permanecer longos períodos em posições desconfortáveis. Freqüentemente, são expostos a ruídos, material tóxico, altas temperaturas, tráfego intenso e intempéries.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Conferente de carga e descarga

Um Conferente de carga e descarga deve anotar parte diária do equipamento, demonstrar criatividade, emitir termo de avaria, relatar ocorrências, emitir recibos, demonstrar iniciativa, conferir número de lote da carga, encaminhar documentação, repassar informações ao superior, demonstrar atenção, avaliar eficiência da produção, orientar equipes, checar ordens de serviço, acompanhar uso de equipamentos de terceiros, fiscalizar uso de equipamentos de proteção individual, requisitar material, coordenar fluxos de carga, intermediar atividades de operações do navio, inspecionar lacres, arquivar documentação, demonstrar paciência, definir plano de carga (pré-plano), demonstrar agilidade, acompanhar desempenho da equipe, usar equipamentos de proteção individual, acompanhar pesagem, preencher formulários, destinar cargas, determinar necessidade de equipamentos, cubar cargas e espaços destinados à carga, verificar documentação de carga e descarga, calcular eficiência da produção, realizar análise preventiva de tarefas, contornar situações adversas, demonstrar flexibilidade, participar do diálogo diário de segurança (dds), constatar faltas e acréscimos, anotar paralizações, anotar horas-homem trabalhadas, encaminhar documentos ao superior, elaborar listas de carga por espaço, conferir procedência e destino, demonstrar organização, preencher relatórios, esclarecer dúvidas, registrar tempo de carga e descarga, distribuir máquinas e equipamentos, demonstrar exatidão, conferir peso da carga, distribuir tarefas à equipe, separar produção por equipamento, determinar local de descarga, separar produção, repassar instruções à equipe, trabalhar em equipe, elaborar plano de carga, controlar transporte de carga, demonstrar honestidade, relatar acidentes de trabalho, conferir marca e contramarca da carga, priorizar ordens de serviço, definir mão-de-obra para serviço, registrar hora de início e término do serviço, assistir pesagem, realizar inspeção visual da carga, definir tarefas, requerer envio de carga, demonstrar precisão, anotar horas-máquina trabalhadas, conferir manifesto de carga, conferir tipo de carga, elaborar relatórios, demonstrar facilidade de comunicação, indicar localização da carga, identificar produção e carga, separar produção por espaço, preencher boletins, preencher impressos, atualizar-se, contar volumes de carga, redigir memorandos, organizar documentação, preencher guias, consultar manuais técnicos e de procedimentos, operar recursos de informática.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Conferente de Faturas e Notas Fiscais ficou em 6.10%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Conferente de Faturas e Notas Fiscais e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Apontadores e conferentes que ficou em 6.10% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Conferente de Faturas e Notas Fiscais em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Conferente de Faturas e Notas Fiscais ficou em 8.50% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 28,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Apontadores e conferentes 2024

O salário de Conferente de Faturas e Notas Fiscais mostrado aqui é resultado do levantamento de 113958 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Apontadores e conferentes que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Conferente de Faturas e Notas Fiscais com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Conferente de Faturas e Notas Fiscais CBO 414215 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Conferente de Faturas e Notas Fiscais em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Conferente de Faturas e Notas Fiscais por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 44h 1.961,49 2.037,51 2.875,40 9,31 6.10%
Minas Gerais 44h 1.745,30 1.812,94 2.558,47 8,32 6.80%
Paraná 44h 1.867,57 1.939,95 2.737,72 8,89 8.10%
Santa Catarina 44h 2.016,73 2.094,89 2.956,38 9,58 7.70%
Rio Grande do Sul 44h 1.940,16 2.015,36 2.844,13 9,21 5.50%
Rio de Janeiro 43h 1.800,36 1.870,14 2.639,19 8,65 8.00%
Goiás 44h 1.701,40 1.767,34 2.494,13 8,07 8.10%
Bahia 44h 1.601,34 1.663,40 2.347,44 7,61 8.20%
Pernambuco 44h 1.612,50 1.674,99 2.363,80 7,70 5.40%
Espírito Santo 44h 1.689,12 1.754,58 2.476,12 8,05 6.40%
Mato Grosso 44h 1.832,79 1.903,83 2.686,74 8,67 4.50%
Ceará 44h 1.537,39 1.596,98 2.253,70 7,29 8.20%
Pará 44h 1.638,54 1.702,05 2.401,98 7,81 6.00%
Amazonas 44h 1.677,84 1.742,87 2.459,58 8,00 5.10%
Distrito Federal 44h 1.620,17 1.682,96 2.375,04 7,69 7.40%
Mato Grosso do Sul 44h 1.716,96 1.783,50 2.516,93 8,16 4.60%
Maranhão 44h 1.599,48 1.661,48 2.344,72 7,58 6.50%
Paraíba 44h 1.520,02 1.578,93 2.228,23 7,21 5.80%
Alagoas 44h 1.524,21 1.583,29 2.234,38 7,23 6.50%
Rondônia 44h 1.679,18 1.744,26 2.461,56 7,95 6.20%
Rio Grande do Norte 44h 1.506,83 1.565,23 2.208,90 7,18 4.60%
Piauí 44h 1.521,56 1.580,53 2.230,49 7,21 4.30%
Sergipe 43h 1.545,28 1.605,17 2.265,27 7,41 7.50%
Tocantins 44h 1.697,13 1.762,90 2.487,86 8,06 7.90%
Roraima 44h 1.599,53 1.661,52 2.344,79 7,62 6.50%
Amapá 44h 1.478,68 1.535,99 2.167,64 7,01 6.80%
Acre 43h 1.418,98 1.473,97 2.080,12 6,80 5.50%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Conferente de Faturas e Notas Fiscais.

Dissídio de Conferente de Faturas e Notas Fiscais por cidade

Quanto ganha um Conferente de Faturas e Notas Fiscais nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Conferente de Faturas e Notas Fiscais na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 44 1.900,21 1.973,86 2.785,57 9,03 6.50%
Barueri, SP 44 1.838,80 1.910,07 2.695,55 8,70 5.20%
Guarulhos, SP 44 2.106,12 2.187,75 3.087,41 9,98 7.60%
Curitiba, PR 44 1.748,43 1.816,19 2.563,06 8,33 7.90%
Jundiaí, SP 43 1.958,64 2.034,55 2.871,22 9,36 6.50%
Itajaí, SC 44 2.059,91 2.139,74 3.019,67 9,76 6.80%
Contagem, MG 44 1.757,10 1.825,20 2.575,77 8,37 6.80%
Rio de Janeiro, RJ 43 1.885,14 1.958,21 2.763,48 9,09 6.60%
Bragança Paulista, SP 44 1.804,02 1.873,94 2.644,55 8,52 8.20%
Osasco, SP 44 1.897,26 1.970,79 2.781,24 8,97 4.70%
Extrema, MG 44 1.892,91 1.966,27 2.774,86 8,97 5.80%
Manaus, AM 44 1.680,89 1.746,04 2.464,06 8,02 4.50%
Goiânia, GO 44 1.680,20 1.745,32 2.463,05 7,96 8.30%
Joinville, SC 44 1.979,10 2.055,81 2.901,22 9,39 4.50%
Ribeirão Preto, SP 44 1.901,58 1.975,28 2.787,57 9,00 7.50%
Brasília, DF 44 1.620,17 1.682,96 2.375,04 7,69 5.60%
Cuiabá, MT 44 1.827,74 1.898,58 2.679,33 8,64 7.60%
Serra, ES 44 1.697,02 1.762,79 2.487,71 8,06 6.30%
Recife, PE 43 1.561,20 1.621,71 2.288,60 7,55 5.80%
São José dos Pinhais, PR 44 1.944,26 2.019,61 2.850,13 9,21 5.50%
Duque de Caxias, RJ 44 1.748,17 1.815,93 2.562,69 8,33 6.20%
Fortaleza, CE 44 1.558,81 1.619,23 2.285,10 7,39 5.30%
Campinas, SP 44 2.032,91 2.111,70 2.980,09 9,68 6.90%
Belo Horizonte, MG 44 1.696,14 1.761,88 2.486,42 8,07 5.70%
Porto Alegre, RS 44 1.897,49 1.971,03 2.781,57 8,99 6.80%
São Bernardo do Campo, SP 44 1.910,31 1.984,34 2.800,37 9,04 7.70%
Aparecida de Goiânia, GO 44 1.653,59 1.717,67 2.424,03 7,83 7.30%
Santos, SP 44 2.263,92 2.351,67 3.318,74 10,81 7.80%
Pouso Alegre, MG 44 1.579,45 1.640,67 2.315,36 7,52 7.00%
Uberlândia, MG 44 1.855,85 1.927,78 2.720,54 8,79 6.40%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Conferente de Faturas e Notas Fiscais. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Conferente de Faturas e Notas Fiscais no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional 1.872,75 1.945,33 2.745,30 4.80%
Locação de mão-de-obra temporária 1.816,37 1.886,76 2.662,66 7.70%
Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - supermercados 1.790,23 1.859,61 2.624,34 6.50%
Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, municipal 1.824,52 1.895,23 2.674,61 4.60%
Armazéns gerais - emissão de warrant 1.948,57 2.024,09 2.856,45 7.70%
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 1.801,66 1.871,48 2.641,09 5.70%
Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - hipermercados 1.742,80 1.810,35 2.554,82 4.30%
Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet 1.782,76 1.851,86 2.613,40 6.30%
Carga e descarga 1.741,75 1.809,26 2.553,28 6.50%
Comércio atacadista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios 1.806,42 1.876,43 2.648,07 5.60%
Comércio atacadista de produtos alimentícios em geral 1.779,32 1.848,28 2.608,35 7.80%
Comércio varejista de materiais de construção em geral 1.631,37 1.694,59 2.391,46 6.00%
Organização logística do transporte de carga 1.822,74 1.893,38 2.672,00 8.20%
Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas não especificadas anteriormente 1.760,81 1.829,06 2.581,22 5.90%
Depósitos de mercadorias para terceiros, exceto armazéns gerais e guarda-móveis 1.841,28 1.912,65 2.699,18 4.60%
Comércio atacadista de frutas, verduras, raízes, tubérculos, hortaliças e legumes frescos 1.876,38 1.949,10 2.750,63 7.00%
Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - minimercados, mercearias e armazéns 1.622,78 1.685,67 2.378,87 5.00%
Transporte rodoviário de produtos perigosos 1.964,40 2.040,54 2.879,67 6.30%
Comércio atacadista de cerveja, chope e refrigerante 2.019,75 2.098,03 2.960,80 4.30%
Comércio atacadista de mercadorias em geral, sem predominância de alimentos ou de insumos agropecuários 1.943,55 2.018,87 2.849,10 7.10%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.