O dissídio de Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 223293 no cargo de Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família.

Estado com maior salário médio

São Paulo

R$ 9.928,19

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

143 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

São Paulo - SP

R$ 11.330,32

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

108 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Cirurgião-dentista da estratégia de saúde da família desenvolve e presta assistência odontológica, atuando em equipe multiprofissional para expansão e consolidação da Saúde da Família, estratégia inserida na Política Nacional de Atenção Básica do Sistema Único de Saúde (SUS) Colabora na realização de diagnóstico das condições de vida da população no território de referência, para elaboração de plano de cuidados a ser desenvolvido pela equipe.

Executa procedimentos clínicos da atenção básica em saúde bucal e pequenas cirurgias ambulatoriais Participa na avaliação das atividades realizadas Mantém-se atualizado em sua área de atuação.

Participa na execução de programas educativos Supervisiona equipe Atua com base em princípios de ética profissional.

Cumpre legislação, normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de biossegurança e de preservação ambiental

O que faz um Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família

O Cirurgião-dentista da estratégia de saúde da família participa de equipe – integrada também por médico, enfermeiro, agente comunitário de saúde, entre outros profissionais - para expansão e consolidação da Saúde da Família, estratégia inserida na Política Nacional de Atenção Básica do Sistema Único de Saúde (SUS) Colabora na realização de diagnóstico das condições de vida da população no território de referência, escutando problemas e anseios, para elaboração de plano de cuidados a ser desenvolvido pela equipe multidisciplinar.

Preenche ou atualiza informações cadastrais de entrevistados, em sistemas informatizados.

Participa no gerenciamento dos insumos necessários para o adequado funcionamento da Unidade Básica de Saúde (UBS) em que atua Considera as especificidades locais e regionais para selecionar os recursos a serem utilizados, tais como materiais, acessórios e equipamentos.

Proporciona cuidados odontológicos a indivíduos - em todos os ciclos de vida – e a suas famílias Recepciona cada paciente, efetua anamnese, realiza exame físico e providencia execução de exames de imagens.

Faz diagnóstico e prognóstico.

Planeja o tratamento Apresenta etapas e cronograma do tratamento a paciente.

Executa o tratamento, iniciando por limpeza e tratamento de cáries, efetuando outros procedimentos clínicos da atenção básica em saúde bucal, e realizando, quando necessário, pequenas cirurgias ambulatoriais.

Pode encaminhar, ao Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), paciente que apresente casos mais complexos, como os de periodontia especializada, endodontia, diagnósticos de patologias bucais - com ênfase em diagnóstico e detecção do câncer de boca, entre outros Pode atuar em Unidade Odontológica Móvel - veículo adaptado e equipado para o desenvolvimento de ações de atenção à saúde bucal, para garantir as atividades de prevenção e o atendimento básico a grupos sociais específicos - como residentes em área rural, quilombolas, entre outros – no território de referência Pode atuar em Unidade Básica de Saúde Fluvial com consultório odontológico, para o atendimento da população ribeirinha.

Realiza supervisão técnica de auxiliares e técnicos em saúde bucal Registra os procedimentos executados em prontuário Notifica doenças, agravos e situações de importância local.

Participa, periodicamente, na avaliação das atividades realizadas pela equipe multiprofissional, verificando atingimento das metas estabelecidas no plano de ação, analisando a qualidade do processo de trabalho adotado, e examinando a evolução dos resultados alcançados Considera as conclusões da avaliação no processo de planejamento e de programação de novas ações.

Coordena e participa de ações coletivas voltadas à promoção da saúde e à prevenção de doenças bucais Participa no planejamento, na execução e na avaliação de programas de educação sobre processo saúde-doença, utilizando comunicação ajustada ao público Promove discussões que levem à reflexão crítica dos grupos, para estimular mudanças comportamentais em relação a fatores de risco relacionados às doenças bucais predominantes na região.

Pode participar, periodicamente, de pesquisas nacionais de saúde bucal, contribuindo para a disponibilização de dados atualizados, para promoção do desenvolvimento da ciência e da tecnologia e para o planejamento do cuidado odontológico da população Mantém-se atualizado na sua área de atuação, analisando inovações tecnológicas Orienta o descarte de resíduos odontológicos de acordo com normas ambientais.

Aplica princípios de biossegurança, conforme as normas vigentes, promovendo o autocuidado e a prevenção de acidentes e de doenças ocupacionais Executa com segurança processos e procedimentos, evitando riscos, efeitos adversos e danos a pacientes, a si mesmo e a demais profissionais.

Funções do Cirurgião-dentista da estratégia de saúde da família

O profissional Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família deve desenvolver pesquisas na Área odontológica, promover a saúde da família, comunicar-se, administrar local e condições de trabalho, demonstrar competências pessoais, estabelecer diagnóstico e prognóstico, praticar ações de saúde coletiva, aplicar medidas de prevenção e promoção de saúde, realizar procedimento odontológico, preparar pacientes, planejar tratamento de pacientes, interagir com profissionais de outras Áreas.

Condições de trabalho da profissão

Cirurgiões-dentistas atuam nas áreas de odontologia legal e saúde coletiva, dentística, prótese e prótese maxilofacial, odontopediatria e ortodontia, radiologia, patologia, estomatologia, periodontia, traumatologia bucomaxilofacial e implantologia. Trabalham por conta própria ou como assalariados em clínicas particulares, cooperativas e empresas de atendimento odontológico e na administração pública. Exercem suas atividades individualmente e em equipe. Podem permanecer em posições desconfortáveis por longos períodos, estar expostos a radiações, materiais tóxicos, ruído intenso contaminações e aos riscos de lesões por esforços repetitivos e de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (ler-dort).

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Cirurgião-dentista da estratégia de saúde da família

Um Cirurgião-dentista da estratégia de saúde da família deve atender usuários nas ubss, nos domicílios ou espaços comunitários, demonstrar criatividade, identificar grupos, famílias e indivíduos expostos a riscos, disponibilizar acesso para pacientes especiais, realizar exodontia (extração de dentes), registrar as atividades nos sistemas de informação, encaminhar pacientes para tratamento médico, outras especialidades e áreas afins, atender urgências, realizar contenção (química, física ou psicológica) de pacientes especiais, atualizar informações cadastrais, realizar tratamento endodôntico (tratar canal), participar das atividades de planejamento, orientar cuidadores de pacientes especiais, demonstrar capacidade de inovação, acompanhar ações de órgãos públicos e privados na área de saúde oral, realizar ajuste oclusal, acompanhar atividades referentes a saúde bucal com demais profissionais de saúde, demonstrar receptividade, orientar sobre acidentes de trabalho e doenças profissionais orais, identificar parceiros e recursos disponíveis na comunidade, fornecer informações sobre quadro odontológico do paciente, desenvolver técnicas operatórias, definir território de atuação, captar fontes de financiamento de pesquisa, realizar tratamento ortopédico e ortodôntico (aparelhos preventivos, interceptativos e corretivos), responsabilizar-se por todos os atendimentos da população adscrita, tratar paciente com dores orofaciais crônicas/complexas, estimar duração do tratamento, solicitar exames complementares, realizar tratamentos estéticos e cosméticos, orientar sobre técnicas de higiene oral, planejar ações odontológicas, dar apoio técnico às ações odontológicas, participar de ações comunitárias, registrar procedimentos executados no prontuário odontológico, realizar cirurgias bucomaxilofaciais, pesquisar materiais, medicamentos e equipamentos odontológicos, restaurar elemento dental (forma, função e estética), emitir laudos técnicos e atestados, realizar ações de prevenção de agravos e curativas, manter equipamentos em condições de trabalho, realizar tratamentos de reabilitação oral, realizar implantes autógenos ou exógenos, supervisionar equipe de trabalho, participar das atividades de educação permanente, definir níveis de complexidade do atendimento e do paciente, coordenar ações odontológicas, mapear área de atuação, participar de equipe multiprofissional para avaliação de riscos ambientais, compor comissões internas de práticas de saúde e segurança, trocar informações sobre quadro clínico, diagnóstico, prognóstico, tratamento com outros profissionais, coordenar o cuidado dos usuários, informar paciente sobre diagnóstico e prognóstico, demonstrar segurança, demostrar percepção visual, participar do gerenciamento de insumos, identificar necessidades dos usuários, demonstrar organização, informar ao paciente riscos/limites inerentes ao tratamento, adotar rotinas de trabalho, programar visitas periódicas de retorno, demostrar capacidade motora fina, demostrar empatia, orientar sobre hábitos alimentares e dieta cariogênica, propor plano de tratamento, condicionar pacientes especiais ao tratamento, analisar documentação, utilizar terapias integrativas e complementares, praticar medidas de biossegurança, promover a integralidade do cuidado, documentar informações sobre opções de tratamento, realizar procedimentos conservadores, participar das avaliações da equipe, interpretar exames, realizar exame clínico, qualificar equipe de trabalho, demonstrar sensibilidade, incentivar a participação da comunidade, avaliar fatores de risco da atividade da cárie dental, controlar estoque de material de consumo, medicamentos, instrumental e equipamentos, demonstrar capacidade de contornar situações adversas, demonstrar capacidade de saber ouvir, demonstrar senso estético, relacionar sinais e sintomas clínicos com funções ocupacionais, recepcionar paciente, realizar radiografias, realizar anamnese, definir ações de acordo com prioridades locais, registrar situação odontológica atual do paciente, demonstrar habilidade manual, elaborar projetos de pesquisa, publicar artigos científicos, realizar procedimentos domiciliares, coletar dados epidemiológicos, adotar medidas ergonômicas, tratar alterações de tecidos da cavidade oral, demonstrar capacidade de trabalhar em equipe, prescrever fármacos (medicamentos), integrar equipes multidisciplinares, detectar expectativas do paciente, realizar tratamento paliativo oral, indicar recomendações pré e pós operatórias, definir prioridades e opções de tratamento, participar de equipes de programas de saúde, organizar grupos de promoção à saúde, desenvolver atividades referentes a saúde bucal, anestesiar pacientes, avaliar perfil do paciente (psicológico, clínico, socioeconômico), realizar exames complementares, levantar dados, traçar perfil epidemiológico, registrar dados pessoais do paciente, tratar doenças periodontais (tratamento gengival), paramentar paciente e equipe odontológica, esclarecer ao paciente sobre corresponsabilidade no sucesso do tratamento, firmar contrato entre as partes, orientar sobre hábitos nocivos à saúde oral, adotar medidas de prevenção à dor crônica, demostrar paciência, notificar doenças, agravos e situações de importância local, demonstrar capacidade de efetuar atendimento humanizado, arquivar documentação dos pacientes, realizar busca ativa de situações locais.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família ficou em 8.00%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Cirurgiões-dentistas que ficou em 8.00% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família ficou em 3.60% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 37,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Cirurgiões-dentistas 2024

O salário de Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família mostrado aqui é resultado do levantamento de 313 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Cirurgiões-dentistas que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família CBO 223293 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 36h 9.557,76 9.928,19 14.010,95 55,88 4.90%
Rio Grande do Sul 40h 7.478,24 7.768,08 10.962,54 39,07 4.10%
Rio de Janeiro 40h 5.889,26 6.117,51 8.633,21 30,82 5.80%
Pernambuco 33h 3.885,56 4.036,15 5.695,94 24,35 6.90%
Santa Catarina 39h 4.864,45 5.052,98 7.130,92 25,72 5.30%
Minas Gerais 36h 6.385,52 6.633,00 9.360,69 36,85 5.70%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família.

Dissídio de Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família por cidade

Quanto ganha um Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 36 10.907,57 11.330,32 15.989,68 63,45 4.50%
Rio de Janeiro, RJ 40 5.893,64 6.122,06 8.639,63 30,85 5.80%
Carpina, PE 33 3.850,76 4.000,00 5.644,92 24,38 7.20%
Canoas, RS 40 8.434,01 8.760,89 12.363,63 43,80 7.20%
Porto Alegre, RS 40 8.920,92 9.266,67 13.077,40 46,33 6.10%
Imbituba, SC 40 5.120,89 5.319,36 7.506,85 26,60 5.40%
Uberlândia, MG 36 6.385,52 6.633,00 9.360,69 36,85 4.70%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Cirurgião-dentista da Estratégia de Saúde da Família no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Administração pública em geral 4.857,65 5.045,92 7.120,95 8.10%
Atividade médica ambulatorial restrita a consultas 9.976,76 10.363,43 14.625,19 5.40%
Atividades de associações de defesa de direitos sociais 6.256,07 6.498,54 9.170,93 7.30%
Atividades de atendimento em pronto-socorro e unidades hospitalares para atendimento a urgências 6.891,62 7.158,72 10.102,60 4.70%
Outras atividades de atenção à saúde humana não especificadas anteriormente 12.171,98 12.643,73 17.843,22 5.10%
Regulação das atividades de saúde, educação, serviços culturais e outros serviços sociais 3.850,76 4.000,00 5.644,92 7.10%
Atividades de apoio à gestão de saúde 9.703,26 10.079,33 14.224,26 5.60%
Atividade médica ambulatorial com recursos para realização de exames complementares 8.256,52 8.576,52 12.103,44 5.90%
Atividades de atendimento hospitalar, exceto pronto-socorro e unidades para atendimento a urgências 5.436,99 5.647,71 7.970,22 4.50%
Atividade médica ambulatorial com recursos para realização de procedimentos cirúrgicos 5.151,61 5.351,27 7.551,87 7.20%
Atividades de atenção ambulatorial não especificadas anteriormente 4.624,76 4.804,00 6.779,55 5.90%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.