O dissídio de Caldeireiro em Estaleiro 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 724425 no cargo de Caldeireiro em Estaleiro.

Estado com maior salário médio

Mato Grosso do Sul

R$ 4.520,00

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

Rio de Janeiro

83 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Itajaí - SC

R$ 2.696,89

Cidade que mais contrata

São Gonçalo - RJ

58 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Chapeador naval planeja, confecciona, monta e repara peças e conjuntos metálicos do casco e de acessórios de embarcações, no estaleiro e na embarcação, orientando-se por desenhos, moldes, especificações e documentações técnicas Aplica técnicas e métodos de chapeamento em metais, preparando as etapas de confecção, montagem e reparação de peças.

Realiza acabamento em peças metálicas fabricadas, montadas e reparadas Organiza o local de trabalho Cumpre normas técnicas, procedimentos de controle de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

O que faz um Caldeireiro em Estaleiro

O Chapeador naval interpreta projeto, desenho, croquis, ordem de serviço, instruções de trabalho, tabelas, gráficos e demais documentações técnicas, referentes aos processos de produção de embarcações Planeja as etapas do processo de fabricação de peças e conjuntos metálicos do casco e de acessórios de embarcações, de acordo com especificações do projeto, desenhos e croquis, definindo material, máquinas, equipamentos, ferramentas e instrumentos.

Prepara e confecciona peças e conjuntos metálicos do casco e de acessórios de embarcações, construindo gabaritos, executando traçagem, corte, desempeno, chanfradura, esmerilhamento e conformação, dentre outros métodos de fabricação metalmecânica.

Pode utilizar máquinas-ferramenta com comando numérico computadorizado (CNC) Monta peças e conjuntos metálicos do casco e de acessórios de embarcações, executando esquadrejamento, nivelamento, fixação e vedação, dentre outros procedimentos de montagem mecânica, incluindo a montagem de tubulação.

Verifica o cumprimento das etapas do processo de fabricação em função das especificações do projeto Aplica técnicas de vedação e de fixação de peças metálicas por meio de rebitagem.

Repara embarcações, substituindo e recuperando peças fabricadas, por meio de técnicas, métodos e processos de chapeamento.

Pode realizar operações de soldagem para realizar a pontuação das peças, assim como para união das partes e para correção de defeitos Realiza acabamento em peças metálicas fabricadas, montadas e reparadas, aplicando técnicas e materiais específicos, eliminando rebarbas, defeitos de soldagem, ajustamento das partes, possíveis corrosões, imperfeições e sujidades.

Verifica o resultado do processo realizado no que se refere a marcações, dimensões, ângulos de corte, especificações definidas no projeto e acabamento da superfície.

Organiza o local de trabalho, sinalizando e isolando áreas de risco, mantendo limpo o espaço de atuação, seguindo procedimentos de manuseio e armazenamento de materiais, máquinas, equipamentos, ferramentas, instrumentos e acessórios Segue rigorosamente normas regulamentadoras e procedimentos de segurança e saúde no trabalho, cumprindo a utilização de equipamentos de proteção individual e coletiva Mantém tais equipamentos organizados, acondicionados e em plenas condições de uso e funcionamento.

Aplica procedimentos de qualidade e produtividade na realização das atividades Cumpre normas de preservação ambiental, descartando e destinando resíduos de acordo com normas e procedimentos Controla o funcionamento de máquinas e equipamentos e as condições de plena utilização de instrumentos, ferramentas, acessórios e materiais.

Requisita manutenção e substituições.

Funções do Chapeador naval

O profissional Caldeireiro em Estaleiro deve demonstrar competências pessoais, verificar etapas dos processos de fabricação e reparo, reparar obra, planejar trabalho, organizar local de trabalho, garantir segurança no local de trabalho, montar peças, preparar peças.

Condições de trabalho da profissão

Trabalhadores de caldeiraria e serralheria os trabalhadores desta família podem desempenhar suas atividades em indústrias como por exemplo, metalmecânicas, de fabricação de veículos e outros equipamentos de transporte, construção civil e seu vínculo de trabalho predominante é como empregado com carteira. Podem,também, prestar serviços de confecção e reparação como autônomos ou por conta-própria. O seu trabalho costuma se desenvolver de forma individual, normalmente em turnos diurnos, submetido a supervisão permanente. No exercício das suas atividades esses profissionais tendem a ficar em posições desconfortáveis por longos períodos, podendo trabalhar em grandes alturas ou em ambientes confinados. No exercício de algumas de suas atividades, podem estar sujeitos aos efeitos de materiais tóxicos, radiação, ruído e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Chapeador naval

Um Chapeador naval deve planejar o reparo, desempenar peças, esquadrejar peça, demonstrar habilidade manual, desenvolver concentração, selecionar máquinas e ferramentas, interpretar ordem de serviço, examinar marcações da peça, definir equipamentos de proteção individual, sinalizar área de risco, avaliar condições finais da peça, verificar as dimensões do corte, desenvolver resistência física, trabalhar em áreas de risco, fabricar gabaritos, verificar as condições da chapa, chanfrar peças, participar da avaliação da obra, organizar ferramentas e máquinas, esmerilhar peças, desenvolver percepção visual, conservar ferramentas e máquinas, cortar peças, zelar pela limpeza e organização, conformar peças, preparar local de trabalho, providenciar liberação do local de trabalho, verificar especificações do projeto, nivelar peça, examinar ângulos do chanfro, substituir peças, recuperar peça, traçar peças de acordo com medidas do projeto, demonstrar espírito de equipe, determinar material para execução do projeto, fixar peça (por rebite, parafuso, ponto de solda, etc.), montar tubulações, demonstrar criatividade, utilizar equipamentos de proteção individual, vedar peça, interpretar projeto, obedecer as normas de segurança do trabalho, determinar local para depósito de materiais e ferramentas, utilizar equipamentos de proteção coletiva.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Caldeireiro em Estaleiro ficou em 6.50%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Caldeireiro em Estaleiro e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Trabalhadores de caldeiraria e serralheria que ficou em 6.50% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Caldeireiro em Estaleiro em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Caldeireiro em Estaleiro ficou em 4.70% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 32,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Trabalhadores de caldeiraria e serralheria 2024

O salário de Caldeireiro em Estaleiro mostrado aqui é resultado do levantamento de 177 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Trabalhadores de caldeiraria e serralheria que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Caldeireiro em Estaleiro com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Caldeireiro em Estaleiro CBO 724425 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Caldeireiro em Estaleiro em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Caldeireiro em Estaleiro por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Rio de Janeiro 44h 2.723,66 2.829,23 3.992,69 12,98 6.60%
Santa Catarina 44h 2.594,00 2.694,53 3.802,60 12,25 7.50%
Rio Grande do Sul 44h 2.341,34 2.432,08 3.432,23 11,05 4.80%
São Paulo 44h 1.961,00 2.037,00 2.874,68 9,26 6.90%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Caldeireiro em Estaleiro.

Dissídio de Caldeireiro em Estaleiro por cidade

Quanto ganha um Caldeireiro em Estaleiro nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Caldeireiro em Estaleiro na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Gonçalo, RJ 44 2.500,43 2.597,34 3.665,44 11,88 4.60%
Itajaí, SC 44 2.596,26 2.696,89 3.805,93 12,26 6.50%
Rio de Janeiro, RJ 44 3.595,93 3.735,30 5.271,37 16,98 5.10%
Niterói, RJ 44 2.842,37 2.952,53 4.166,70 13,42 7.50%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Caldeireiro em Estaleiro. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Caldeireiro em Estaleiro no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Manutenção e reparação de embarcações para esporte e lazer 2.567,71 2.667,23 3.764,08 7.80%
Manutenção e reparação de embarcações e estruturas flutuantes 2.684,66 2.788,71 3.935,51 4.70%
Fabricação de obras de caldeiraria pesada 2.091,34 2.172,39 3.065,75 7.50%
Construção de embarcações de grande porte 3.553,11 3.690,82 5.208,60 4.30%
Obras de montagem industrial 2.825,42 2.934,93 4.141,86 7.10%
Construção de embarcações para uso comercial e para usos especiais, exceto de grande porte 2.069,30 2.149,50 3.033,44 6.10%
Fabricação de artigos de serralheria, exceto esquadrias 4.351,35 4.520,00 6.378,76 4.80%
Serviços de lanternagem ou funilaria e pintura de veículos automotores 1.827,27 1.898,09 2.678,64 8.20%
Construção de embarcações para esporte e lazer 1.864,73 1.937,00 2.733,55 5.20%
Serviços de engenharia 2.887,10 2.999,00 4.232,28 6.60%
Administração da infra-estrutura portuária 2.682,46 2.786,42 3.932,28 7.20%
Manutenção e reparação de equipamentos e produtos 2.494,33 2.591,00 3.656,50 6.50%
Fabricação de outros produtos de metal 2.532,83 2.631,00 3.712,95 5.40%
Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares 1.313,11 1.364,00 1.924,92 5.90%
Instalação e manutenção elétrica 2.888,07 3.000,00 4.233,69 5.50%
Serviços de tratamento e revestimento em metais 2.811,05 2.920,00 4.120,79 6.60%
Serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotores 1.514,31 1.573,00 2.219,86 4.60%
Aluguel de andaimes 2.040,90 2.120,00 2.991,81 6.60%
Navegação de apoio portuário 1.696,26 1.762,00 2.486,59 7.30%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.