O dissídio de Blender de Fumo 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 842115 no cargo de Blender de Fumo.

Estado com maior salário médio

Paraná

R$ 6.143,47

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

Bahia

831 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Santa Cruz do Sul - RS

R$ 5.966,11

Cidade que mais contrata

São Gonçalo dos Campos - BA

830 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Classificador de fumo realiza a classificação das folhas de fumo (tabaco) - de acordo com o seu preparo, sua apresentação e arrumação, sua posição nas plantas, sua cor, e sua qualidade -, para determinar o seu valor de compra e indicar para qual composição de produto o fumo é apropriado Após a confirmação da compra das folhas de fumo, executa a marcação ou rotulagem no lote, faz registros em sistema informatizado e encaminha o lote para armazém refrigerado.

Prepara a combinação e a mistura (“blend”) de diferentes categorias de fumo, que determinam as características de cada marca de cigarro ou produto similar Auxilia na manutenção de máquinas e equipamentos Cumpre legislação, normas e procedimentos técnicos, normas de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de prevenção contra incêndios e de preservação ambiental.

O que faz um Blender de Fumo

O Classificador de fumo prepara-se para o processo de classificação de folhas de fumo (tabaco), selecionando equipamentos e instrumentos Verifica a calibração de balança.

Recebe, para classificação, folhas de fumo que passaram por processo de cura artificial ou natural.

Realiza a primeira etapa do processo, medindo a umidade do fumo e pesando o seu volume Faz a classificação em grupos, subgrupos, classes, subclasses, tipos e subtipos, segundo o seu preparo (processo de cura em estufa ou galpão), sua apresentação e arrumação (em folhas manocadas – juntadas e amarradas – ou folhas soltas), sua posição nas plantas (parte inferior, no meio inferior, no meio superior ou na parte superior da planta), cor das folhas (laranja, castanho claro a castanho escuro, ou cor limão) e sua qualidade (conforme maturidade, granulosidade, elasticidade, textura, e intensidade da cor), respectivamente.

Pode desclassificar as folhas de fumo que apresentem uma ou mais das características preestabelecidas, tais como mau estado de conservação, sinais evidentes de aplicação excessiva de defensivos agrícolas ou de uso de produtos químicos proibidos pela legislação vigente, folhas mofadas, podres e com talos não bem curados, folhas torradas por excesso de calor no processo de cura, entre outras No processo de classificação, efetua a coleta de amostras, de maneira que representem as características do produto contido no lote.

Informa a classificação ao produtor, que acompanha todo o processo.

Confere o valor a ser pago, com base em tabela divulgada previamente Após a confirmação da compra, executa a marcação ou rotulagem no lote e faz registros em sistema informatizado, identificando as folhas de fumo, sua classificação, para qual composição de produto o fumo é apropriado, entre outros dados.

Encaminha o lote para armazém refrigerado.

Pode utilizar robô para, automaticamente, reconhecer e organizar cada classe de tabaco no armazém Prepara a combinação e a mistura (“blend”) de diferentes categorias de fumo, que determinam as características de cada marca de cigarro ou produto similar Confere o estoque de cada categoria.

Opera equipamento com garras ou outro similar para selecionar e transportar os fardos de fumos necessários à montagem da mistura Pesa contentor com cada categoria de fumo Controla percentuais da composição de categorias de fumo.

Prepara amostras da mistura (“blend”), para conferência Preenche boletins e relatórios - em meios físico e digital - com dados de classificação e de preparação da mistura de diferentes categorias de fumo, analisando a consecução das metas e registrando as ocorrências que afetaram os processos.

Pode participar no processo seletivo de pessoal temporário e no desenvolvimento de treinamentos para esses trabalhadores Conserva o local de trabalho limpo e organizado Mantém instrumentos limpos, organizados, acondicionados e em plenas condições de uso.

Auxilia nas ações da manutenção de equipamentos, realizando limpeza, detectando defeitos e requisitando peças de reposição Contribui para a redução dos impactos ambientais dos processos executados, seguindo os procedimentos estabelecidos pela empresa para reaproveitamento de sobras e descarte de resíduos Trabalha com segurança, utilizando equipamentos de proteção individual e de proteção coletiva.

Inspeciona as condições de segurança do local de trabalho, comunicando à supervisão sobre áreas de risco Atende às convocações para participação em eventos sobre saúde e segurança no trabalho.

Funções do Classificador de fumo

O profissional Blender de Fumo deve participar de processos administrativos e operacionais, classificar fumo, demonstrar competências pessoais, processar fumo, trabalhar com segurança, preparar blend.

Condições de trabalho da profissão

Cigarreiros e beneficiadores de fumo atuam nas colônias de preparação e tratamento do fumo cru ou nas indústrias de fabricação que debulham, fragmentam e preparam o fumo para fábricas de cigarros e cigarrilhas. São empregados com carteira assinada. Os titulares trabalham em equipe, sob supervisão ocasional, os auxiliares atuam individualmente sob supervisão permanente. No período de entressafra, podem desenvolver atividades de manutenção de equipamentos.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Classificador de fumo

Um Classificador de fumo deve pesar contentor de fumo, demonstrar proatividade, preparar amontras do blend para clientes, capacitar colegas de trabalhos, demonstrar sensibilidade táctil, controlar rastreabilidade das matérias primas, conferir etiquetas dos produtores, identificar tipos e classes de fumo, verificar impurezas do fumo, demonstrar acuidade visual, elaborar amostras do fumo, participar de diálogos prevencionistas sobre segurança no trabalho, negociar classes de fumo com produtores, pegar no estoque classes para composição da corrida, demonstrar apuro olfativo, detectar defeitos de máquinas e equipamentos, verificar consecução das metas de produção, verificar calibração de balança, auxiliar no controle administrativo de pessoal, controlar percentuais das composições de classes de fumo, avaliar estoque de fumo, comunicar riscos de acidentes e incidentes no trabalho, auxiliar na manutenção de máquinas e equipamentos, trabalhar em equipe, limpar máquinas, equipamentos e ambientes, verificar características do fumo (textura, cor, maturidade, umidade, etc), demonstrar versatilidade, demonstrar destreza manual, demonstrar capacidade de análise, participar de treinamentos de segurança no trabalho, acompanhar realização das tarefas, participar do processo seletivo de trabalhadores temporários, demonstrar iniciativa, demonstrar agilidade decisória, operar sistemas de informática, demonstrar concentração, agendar corrida da composição das classes de fumo, contornar situações adversas, acondicionar fumo cru em contentores, isolar áreas de risco, usar equipamentos de proteção individual e coletiva (epi e epc), estimar qualidade da safra do fumo, requisitar peças de reposição para máquinas e equipamentos, conferir blend com cliente, demonstrar flexibilidade, emitir relatórios de produção, identificar necessidades de treinamento.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Blender de Fumo ficou em 4.30%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Blender de Fumo e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Cigarreiros e beneficiadores de fumo que ficou em 4.30% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Blender de Fumo em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Blender de Fumo ficou em 7.60% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 20,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Cigarreiros e beneficiadores de fumo 2024

O salário de Blender de Fumo mostrado aqui é resultado do levantamento de 1425 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Cigarreiros e beneficiadores de fumo que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Blender de Fumo com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Blender de Fumo CBO 842115 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Blender de Fumo em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Blender de Fumo por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
Bahia 44h 1.300,71 1.351,12 1.906,74 6,14 7.10%
Alagoas 44h 1.285,48 1.335,30 1.884,42 6,07 4.80%
Rio Grande do Sul 43h 4.660,60 4.841,24 6.832,10 22,29 7.30%
Santa Catarina 44h 4.619,38 4.798,41 6.771,66 21,81 7.70%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Blender de Fumo.

Dissídio de Blender de Fumo por cidade

Quanto ganha um Blender de Fumo nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Blender de Fumo na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Gonçalo dos Campos, BA 44 1.300,64 1.351,05 1.906,64 6,14 6.80%
Lagoa da Canoa, AL 44 1.283,14 1.332,87 1.880,98 6,06 8.30%
Santa Cruz do Sul, RS 43 5.743,51 5.966,11 8.419,56 27,89 7.60%
Venâncio Aires, RS 44 3.513,24 3.649,40 5.150,14 16,59 4.70%
Araranguá, SC 44 4.612,26 4.791,02 6.761,23 21,78 6.50%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Blender de Fumo. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Blender de Fumo no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Processamento industrial do fumo 1.428,35 1.483,71 2.093,85 5.90%
Comércio atacadista de fumo em folha não beneficiado 4.631,98 4.811,50 6.790,13 7.20%
Fabricação de outros produtos do fumo, exceto cigarros, cigarrilhas e charutos 2.179,05 2.263,50 3.194,32 4.90%
Locação de mão-de-obra temporária 3.080,60 3.200,00 4.515,94 5.20%
Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional 1.800,23 1.870,00 2.639,00 6.40%
Fabricação de cigarrilhas e charutos 1.359,32 1.412,00 1.992,66 7.90%
Comércio atacadista de fumo beneficiado 5.603,81 5.821,00 8.214,77 5.40%
Comércio atacadista de cereais e leguminosas beneficiados 2.574,23 2.674,00 3.773,63 5.50%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.