O dissídio de Auxiliar de Marceneiro 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 771105 no cargo de Auxiliar de Marceneiro.

Estado com maior salário médio

São Paulo

R$ 2.205,40

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

20.932 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Santa Branca - SP

R$ 3.335,71

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

4.254 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Marceneiro confecciona – por produção em série ou sob medida – e restaura móveis e artefatos de madeira e derivados Planeja o trabalho, de acordo com especificações técnicas, desenhos, projetos e documentação técnica.

Seleciona matéria-prima, insumos e componentes, máquinas, equipamentos, ferramentas e instrumentos de medição e controle Aplica técnicas, métodos e procedimentos para confecção, montagem e restauração Opera máquinas-ferramenta convencionais ou programa e utiliza máquinas-ferramenta com comando numérico computadorizado (CNC).

Monta e realiza operações de acabamento de móveis e artefatos Avalia produtos para determinar a viabilidade de restauração Cumpre normas técnicas, normas de qualidade, normas regulamentadoras de segurança e saúde no trabalho e de preservação ambiental.

O que faz um Auxiliar de Marceneiro

O Marceneiro planeja o trabalho, interpretando projetos, desenhos e especificações, para a confecção e para a restauração de móveis e artefatos de madeira e derivados Seleciona matéria-prima, insumos e componentes, máquinas, equipamentos, ferramentas manuais, ferramentas elétricas portáteis e instrumentos de medição e controle.

Elabora croqui ou esboço e realiza cálculos para dimensionamento do produto, conforme solicitação do cliente e local de instalação.

Pode utilizar software de apoio para desenhar o projeto completo em computador, especificando madeiras, acessórios, ferragens e acabamentos Confecciona gabaritos ou moldes para execução das peças de madeira e derivados.

Define roteiro para as atividades de confecção ou restauração Pode elaborar orçamento.

Prepara máquinas e ferramentas, afiando ferramentas e ajustando parâmetros, tais como de posicionamento e geometria de corte, velocidade e pressão da ferramenta, entre outros.

Confecciona móveis e artefatos de madeira e derivados, regulando as máquinas para obter o produto conforme o projeto Faz a traçagem na madeira, derivados e outros materiais, observando o sentido dos veios e definindo o posicionamento e a geometria do corte.

Usina as partes, definindo a sequência de operações a serem aplicadas para cortar, tornear, serrar, furar, aplainar, lixar, fresar e laminar.

Pode programar e utilizar máquinas-ferramenta com comando numérico computadorizado (CNC) e fazer uso de programas para usinagem das peças integrados a ferramentas de software de CAD/CAM Monta móveis e artefatos de madeira e derivados, definindo a sequência de montagem Realiza operações de união de peças para prensar, unir com cavilha e/ou cola, unir com dispositivos, entre outras.

Aplica cola - com coladeira de borda ou sob pressão - ou massa Utiliza elementos de fixação, acessórios, ferragens e dispositivos de montagem Realiza operações de acabamento em móveis e artefatos de madeira e derivados, aplicando tintas e vernizes, revestindo e polindo, apondo apliques e lâminas, colocando ferragens para reajuste e regulando o funcionamento das partes móveis, de acordo com o projeto.

Pode realizar teste de viscosidade nos produtos utilizados para acabamento da superfície Restaura móveis e artefatos de madeira e derivados, avaliando produtos para determinar a viabilidade de restauração, confeccionando peças para reposição, substituindo peças danificadas, reapertando elementos de fixação e preparando o produto para acabamento.

Verifica peças e produtos, para garantir a qualidade dos móveis e artefatos confeccionados Avalia a matéria-prima, a resistência, as formas e dimensões, os encaixes, a união e a fixação das partes, as condições do acabamento da superfície e da aplicação de ferragens, acessórios e dispositivos Compara as características do produto final com os requisitos do cliente ou do projeto, providenciando ajustes, quando necessários.

Pode desmontar o produto confeccionado, para posterior entrega Prepara a entrega dos móveis e dos artefatos confeccionados sob medida ou restaurados, embalando separadamente os acessórios e os elementos principais, definindo as ferramentas a serem utilizadas para fazer o transporte e a montagem do produto no local da instalação e apondo os arremates finais Organiza o local de trabalho.

Prepara os locais para carga, descarga e armazenamento de materiais Realiza limpeza e conservação dos recursos materiais empregados Mantém os materiais, instrumentos e acessórios de trabalho organizados, acondicionados e em plenas condições de uso e funcionamento.

Controla desperdícios de material Separa, identifica e classifica resíduos – sólidos e líquidos -, para descarte, reúso e reciclagem Realiza as atividades utilizando equipamentos de proteção individual e coletiva Preenche fichas de controle de processo, ficha técnica do produto, requisição de materiais, entre outros documentos.

Funções do Marceneiro

O profissional Auxiliar de Marceneiro deve entregar produtos confeccionados sob medidas ou restaurados, confeccionar produtos de madeira e derivados para produção em série ou sob medida (móveis, pipas), demonstrar competências pessoais, restaurar produtos em madeira e derivados, planejar o trabalho, preparar o local de trabalho, seguir procedimentos para garantia da qualidade.

Condições de trabalho da profissão

Marceneiros atuam na fabricação de móveis e produtos de madeira como empregados com carteira assinada. Trabalham de forma individual, exceto o marceneiro, que trabalha em equipe. Todos atuam sob supervisão permanente, em ambiente fechado, no horário diurno e podem permanecer expostos a materiais tóxicos e a ruído intenso. O marceneiro trabalha sob pressão, o que pode levá-lo à situação de estresse, e o modelador de madeira permanece exposto a altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Marceneiro

Um Marceneiro deve ordenar fluxos do processo de produção, revisar as dimensões do produto, preparar local para armazenamento de materiais, agir com ética, elaborar roteiro para a confecção e restauração de produtos de madeira e/ou derivados, selecionar as ferramentas necessárias para a execução do trabalho, separar o produto e acessórios, colocar ferragens para reajuste de produtos de madeira e derivados, confeccionar peças a serem substituídas na restauração de reposição, evidenciar criatividade, interpretar projetos, desenhos e especificações para a confecção e restauração de produtos de madeira, desmontar o produto, colocar apliques e lâminas nos produtos de madeira e derivados, regular o funcionamento das partes móveis do produto, trabalhar em equipe, regular as máquinas para obter o produto conforme o projeto, avaliar a qualidade da matéria-prima para confecção de produtos de madeira e derivados, demonstrar capacidade para negociar com os clientes, aplicar massa para montagem de pipas, sob pressão, especificar madeiras, acessórios, ferragens e acabamentos para confecção de produtos de madeira, elaborar orçamento para a confecção dos produtos de madeira e derivados e outros materiais, montar o produto no local de instalação, demonstrar capacidade para perceber ideias, verificar a resistência dos produtos de madeira e derivados, usinar os componentes dos produtos, revisar as condições do acabamento do produto, organizar o local de trabalho, esboçar o produto conforme solicitação do cliente, seguir procedimentos de segurança, substituir peças danificadas, transportar o produto, executar acabamento em produtos de madeira e derivados, utilizar equipamentos de proteção individual e coletiva (epi e epc), colocar arremates finais, preparar local de carga e descarga, montar produtos de madeira e derivados com elementos de fixação, confeccionar gabaritos ou moldes para execução das peças em madeiras e derivados, executar traçado em madeira, derivados e outros materiais observando o sentido dos veios, manter as máquinas e ferramentas em condições de funcionamento, embalar o produto, manter-se atualizado tecnologicamente, selecionar produtos para restauração, comparar características do produto com requisitos do cliente ou projeto, preparar o produto para o acabamento, reapertar elementos de fixação, dimensionar produtos de madeira e derivados conforme solicitações de clientes e local de instalação, fixar ferramentas.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Auxiliar de Marceneiro ficou em 5.20%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Auxiliar de Marceneiro e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Marceneiros que ficou em 5.20% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Auxiliar de Marceneiro em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Auxiliar de Marceneiro ficou em 6.30% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 22,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Marceneiros 2024

O salário de Auxiliar de Marceneiro mostrado aqui é resultado do levantamento de 67420 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Marceneiros que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Auxiliar de Marceneiro com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Auxiliar de Marceneiro CBO 771105 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Auxiliar de Marceneiro em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Auxiliar de Marceneiro por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 44h 2.123,11 2.205,40 3.112,32 10,07 5.30%
Santa Catarina 44h 2.101,07 2.182,50 3.080,00 9,95 4.30%
Minas Gerais 43h 1.754,73 1.822,74 2.572,30 8,40 4.90%
Paraná 44h 2.040,85 2.119,95 2.991,74 9,66 5.80%
Rio Grande do Sul 44h 1.949,77 2.025,34 2.858,22 9,24 7.80%
Goiás 44h 1.758,03 1.826,17 2.577,15 8,36 7.80%
Rio de Janeiro 43h 1.994,71 2.072,02 2.924,10 9,65 6.70%
Espírito Santo 43h 1.829,19 1.900,09 2.681,46 8,77 7.90%
Bahia 43h 1.618,56 1.681,29 2.372,68 7,75 4.60%
Mato Grosso 44h 1.933,91 2.008,87 2.834,97 9,15 5.90%
Distrito Federal 44h 1.802,07 1.871,91 2.641,70 8,54 6.30%
Ceará 44h 1.567,34 1.628,09 2.297,60 7,42 7.40%
Mato Grosso do Sul 44h 1.815,62 1.885,99 2.661,57 8,64 5.90%
Pernambuco 43h 1.664,56 1.729,07 2.440,12 7,97 4.40%
Rio Grande do Norte 44h 1.512,51 1.571,13 2.217,23 7,20 5.20%
Paraíba 44h 1.552,53 1.612,70 2.275,89 7,35 5.40%
Pará 43h 1.593,54 1.655,30 2.336,00 7,64 6.20%
Rondônia 44h 1.661,63 1.726,02 2.435,82 7,86 6.20%
Maranhão 44h 1.658,61 1.722,89 2.431,39 7,92 6.90%
Sergipe 43h 1.481,63 1.539,06 2.171,96 7,17 6.80%
Piauí 44h 1.464,75 1.521,52 2.147,21 6,93 5.00%
Alagoas 44h 1.513,86 1.572,53 2.219,21 7,17 7.90%
Tocantins 44h 1.602,36 1.664,46 2.348,94 7,63 6.30%
Amazonas 44h 1.899,13 1.972,74 2.783,99 9,05 7.40%
Acre 44h 1.573,03 1.634,00 2.305,95 7,49 7.90%
Amapá 44h 1.494,81 1.552,74 2.191,28 7,07 8.20%
Roraima 43h 1.629,21 1.692,35 2.388,30 7,79 5.20%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Auxiliar de Marceneiro.

Dissídio de Auxiliar de Marceneiro por cidade

Quanto ganha um Auxiliar de Marceneiro nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Auxiliar de Marceneiro na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 44 2.245,39 2.332,41 3.291,57 10,66 6.50%
Brasília, DF 44 1.802,07 1.871,91 2.641,70 8,54 6.90%
Belo Horizonte, MG 44 1.878,22 1.951,01 2.753,32 8,95 5.90%
Rio de Janeiro, RJ 43 2.175,17 2.259,48 3.188,64 10,43 5.20%
Curitiba, PR 44 2.250,56 2.337,79 3.299,16 10,67 7.20%
Passos, MG 44 1.595,85 1.657,70 2.339,40 7,60 5.30%
Goiânia, GO 44 1.865,36 1.937,66 2.734,48 8,89 6.80%
Fortaleza, CE 44 1.636,70 1.700,13 2.399,28 7,75 6.00%
São José do Rio Preto, SP 44 2.232,68 2.319,21 3.272,94 10,60 5.80%
Ribeirão Preto, SP 44 2.022,54 2.100,93 2.964,89 9,63 5.60%
Palhoça, SC 44 2.154,07 2.237,55 3.157,70 10,19 5.80%
Campinas, SP 44 2.177,00 2.261,37 3.191,32 10,32 4.20%
Joinville, SC 44 2.165,02 2.248,93 3.173,75 10,24 5.50%
Cascavel, PR 44 2.068,52 2.148,69 3.032,29 9,80 4.10%
Guarulhos, SP 44 2.294,66 2.383,59 3.363,80 10,86 8.30%
São Jose, SC 44 2.080,35 2.160,98 3.049,64 9,88 4.20%
Novo Hamburgo, RS 44 1.988,20 2.065,25 2.914,55 9,41 6.20%
Campo Grande, MS 43 1.811,73 1.881,95 2.655,86 8,69 7.70%
Itajaí, SC 44 2.203,07 2.288,46 3.229,54 10,41 6.50%
Chapeco, SC 44 2.200,66 2.285,96 3.226,01 10,42 4.70%
Londrina, PR 44 1.996,26 2.073,62 2.926,36 9,43 4.60%
Uberaba, MG 43 1.759,24 1.827,42 2.578,92 8,46 6.30%
Blumenau, SC 44 2.444,14 2.538,87 3.582,93 11,57 5.60%
Uberlândia, MG 44 1.805,08 1.875,04 2.646,11 8,55 6.20%
Aparecida de Goiânia, GO 44 1.946,30 2.021,74 2.853,14 9,24 6.80%
São José dos Campos, SP 44 1.950,59 2.026,19 2.859,42 9,23 4.30%
Uba, MG 44 1.671,48 1.736,26 2.450,27 7,97 8.00%
Franca, SP 44 1.926,01 2.000,65 2.823,38 9,17 5.00%
Cotia, SP 44 2.002,53 2.080,15 2.935,56 9,49 7.10%
Mogi-Mirim, SP 44 1.726,17 1.793,07 2.530,43 8,20 4.50%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Auxiliar de Marceneiro. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Auxiliar de Marceneiro no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Fabricação de móveis com predominância de madeira 1.959,55 2.035,49 2.872,55 7.70%
Comércio varejista de móveis 1.988,59 2.065,66 2.915,12 7.20%
Serviços de montagem de móveis de qualquer material 1.993,94 2.071,22 2.922,97 4.70%
Comércio varejista de madeira e artefatos 1.863,05 1.935,25 2.731,09 7.50%
Fabricação de esquadrias de madeira e de peças de madeira para instalações industriais e comerciais 1.859,04 1.931,09 2.725,22 7.00%
Fabricação de artefatos diversos de madeira, exceto móveis 1.811,47 1.881,68 2.655,48 7.10%
Construção de edifícios 2.083,79 2.164,55 3.054,67 4.80%
Fabricação de artefatos de tanoaria e de embalagens de madeira 1.718,54 1.785,15 2.519,25 8.10%
Instalação de portas, janelas, tetos, divisórias e armários embutidos de qualquer material 1.930,80 2.005,63 2.830,41 6.80%
Fabricação de móveis de outros materiais, exceto madeira e metal 1.918,43 1.992,78 2.812,27 5.30%
Comércio varejista de materiais de construção em geral 1.849,42 1.921,10 2.711,11 6.00%
Reparação de artigos do mobiliário 1.981,74 2.058,54 2.905,08 7.90%
Fabricação de móveis com predominância de metal 2.131,42 2.214,02 3.124,50 7.10%
Serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas 1.797,51 1.867,18 2.635,02 4.60%
Fabricação de cabines, carrocerias e reboques para caminhões 1.936,65 2.011,71 2.838,99 5.40%
Locação de mão-de-obra temporária 2.325,42 2.415,55 3.408,89 6.70%
Fabricação de outros artigos de carpintaria para construção 1.946,32 2.021,76 2.853,16 6.20%
Aluguel de palcos, coberturas e outras estruturas de uso temporário, exceto andaimes 2.027,69 2.106,27 2.972,44 5.50%
Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional 1.831,72 1.902,71 2.685,16 4.30%
Instalação e manutenção elétrica 2.160,04 2.243,75 3.166,45 6.30%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.