O dissídio de Agente de Ação Social 2024 já saiu. Veja aqui o salário mínimo, piso salarial e salário médio em todos os estados, capitais e principais cidades brasileiras de acordo com a convenção coletiva, acordo coletivo ou dissídio do sindicato de profissionais registrados em carteira com o CBO 515310 no cargo de Agente de Ação Social.

Estado com maior salário médio

Mato Grosso

R$ 4.039,76

(últimos 12 meses)

Estado que mais contrata

São Paulo

2.065 admissões

(últimos 12 meses)

Cidade com maior salário médio

Piracicaba - SP

R$ 4.200,53

Cidade que mais contrata

São Paulo - SP

1.105 admissões

Descrição sumária do cargo

O colaborador no cargo de Agente de ação social cuida de pessoas em situação de risco e/ou vulnerabilidade social, violência e exploração física e psicológica, em centros de referência de assistência social Auxilia no planejamento de projetos ou programas sociais.

Desenvolve ações de natureza socioeducativa, atividades recreativas, esportivas, culturais e de lazer Cumpre legislação, procedimentos de serviços de atendimento social e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação do meio ambiente

O que faz um Agente de Ação Social

O Agente de ação social auxilia no planejamento de projetos ou programas sociais, que visam estimular a socialização e a construção de projetos de vida Desenvolve ações de natureza socioeducativa, atividades recreativas, esportivas, culturais e de lazer para pessoas - em especial crianças, jovens e idosos - em situação de risco e/ou vulnerabilidade social, violência e exploração física e psicológica.

Realiza atendimento interno - em instituições - ou externo - em visitas domiciliares e espaços públicos -, para identificação de possíveis situações de violações de direitos de pessoas ou de grupos vulneráveis.

Participa na verificação de denúncias e de pedidos de ajuda de famílias em situação de risco, que poderão ser encaminhadas a instituições e a serviços de apoio e proteção Auxilia na análise das práticas, na avaliação do resultado das ações e na elaboração de relatórios sobre a efetividade do atendimento realizado.

Pode auxiliar na redefinição de ações e estratégias Pode participar do estabelecimento de parcerias com entidades públicas ou privadas.

.

Funções do Agente de ação social

O profissional Agente de Ação Social deve comunicar-se, demonstrar competências pessoais, desenvolver atividades socioeducativas, avaliar processo de trabalho, planejar trabalho, abordar assistidos/usuários/educandos/ internos, desenvolver ações para garantir direitos dos assistidos/usuários /educandos/ internos, identificar necessidades/demandas, sensibilizar assistidos/usuários/ internos.

Condições de trabalho da profissão

Trabalhadores de atenção, defesa e proteção a pessoas em situação de risco e adolescentes em conflito com a lei o trabalho é exercido em instituições ou nas ruas. As atividades são exercidas com alguma forma de supervisão, geralmente em equipes multidisciplinares. Os horários de trabalho são variados: tempo integral, revezamento de turno ou períodos determinados. Os trabalhores desta família ocupacional lidam diariamente com situações de risco,assistindo indivíduos com alteração de comportamento, agressividade e em vulnerabilidade.

Exigências do mercado de trabalho para a profissão

Atividades exercidas por um Agente de ação social

Um Agente de ação social deve observar comportamento de assistidos/usuários/educandos/ internos, acompanhar reinserção familiar e social dos assistidos/usuários, notificar pessoas e entidades, realizar atividades recreativas e esportivas, aconselhar mudanças de comportamento, avaliar ações, dialogar com assistidos/usuários/educandos, buscar identificação e empatia, agendar visitas, mapear público-alvo, participar da elaboração das normas, demonstrar facilidade de comunicação, contornar situações adversas, demonstrar coragem, encaminhar assistidos/usuários / internos/ familiares a entidades e serviços, aproximar-se dos assistidos/usuários, resgatar assistidos/usuários/ internos, dialogar com familiares e/ou vizinhança, despertar aptidões, habilidades, trocar experiências, planejar eventos, inspirar confiança, conscientizar sobre riscos, definir estratégias, participar da elaboração de questionários, abrir procedimento de atendimento, demonstrar flexibilidade, estabelecer parcerias com entidades públicas e/ou privadas, demonstrar persistência, preencher documentos, pesquisar histórico familiar, realizar atividades de lazer e cultura, demonstrar autocontrole, receber demanda espontânea, definir metodologia de trabalho, avistar assistidos/usuários, assumir riscos, demonstrar entusiasmo, desenvolver dinâmica de grupo, cadastrar assistidos/usuários/educandos/ internos, analisar práticas, mapear perímetros ou áreas, trabalhar em equipe, despertar nos assistidos/usuários/educandos desejo para mudar de vida, desenvolver oficinas, acompanhar assistidos/usuários/educandos/ internos a atendimentos, analisar resultados, definir metas, encaminhar documentação oficial, acompanhar reuniões socioeducativas, exercitar atividade de escuta, analisar casos, convidar assistidos/usuários para participar de atividade socioeducativa, demonstrar capacidade de compreensão, elaborar relatórios de atendimento e acompanhamento, demonstrar capacidade de negociação, tomar decisões, definir objetivos, resgatar autoestima, identificar direito violado dos assistidos/usuários/educandos/ internos, estabelecer cronograma, levantar dados estatísticos, realizar visitas domiciliares, identificar público-alvo, receber informações sobre violação de direitos, fazer devolutiva, aconselhar assistidos/usuários/educandos/ internos, permanecer em estado de alerta, observar necessidades de assistidos/usuários/educandos, alterar estratégias, construir hábitos, monitorar comportamento, definir rotina administrativa, despertar esperança, demonstrar pró atividade, servir de exemplo, respeitar diferenças, solicitar resgate de assistidos/usuários/ internos, verificar denúncias, criar vínculos, administrar conflitos, avaliar reinserção dos assistidos/usuários, apontar alternativas, denunciar situação de risco, realizar atividades artísticas, estabelecer roteiro de visitas, percorrer perímetros e áreas, demonstrar criatividade, agir sob pressão, atender solicitações dos assistidos/usuários/educandos/ internos, orientar assistidos/usuários/ internos/ familiares e educandos sobre e os direitos e/ou deveres, receber pedidos de ajuda da família, fazer recâmbio de assistidos/usuários/educandos.

Aumento do piso salarial e reajuste 2024 da categoria

O reajuste salarial 2024 para Agente de Ação Social ficou em 3.90%, obedecendo os índices de inflação do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor no período de um ano, esse é o critério para estipular o piso salarial 2024 e o início das negociações salariais entre o sindicato dos trabalhadores no cargo de Agente de Ação Social e os sindicatos patronais.

Em algumas localidades houve aumento real do salário, ou seja, acima do índice de correção salarial e acima até mesmo do reajuste médio da categoria dos Trabalhadores de atenção, defesa e proteção a pessoas em situação de risco e adolescentes em conflito com a lei que ficou em 3.90% para 2024.

Uma observação importante é que nem sempre o aumento salarial do Agente de Ação Social em 2024 está atrelado a acordos e convenções coletivas, o salário base pode ser estipulado de acordo com o salário mínimo 2024 ou o piso salarial mínimo regional se houver.

Reajuste e valor do vale refeição 2024

O reajuste médio do vale refeição 2024 para Agente de Ação Social ficou em 7.90% de acordo com acordos coletivos, convenções coletivas e dissídios registrados no Sistema de Negociações Coletivas de Trabalho do SRT - Subsecretaria de Relações do Trabalho.

Com isso o valor médio do vale refeição para 2024 observado em instrumentos coletivos de todo Brasil ficou em R$ 25,00 por dia efetivamente trabalhado.

Como é feito o cálculo dos reajustes e pisos salariais dos Trabalhadores de atenção, defesa e proteção a pessoas em situação de risco e adolescentes em conflito com a lei 2024

O salário de Agente de Ação Social mostrado aqui é resultado do levantamento de 6765 salários em admissões de empresas de todo o Brasil em 2024, além de dissídios, convenções e acordos coletivos da categoria em sindicatos nacionais ou regionais de Trabalhadores de atenção, defesa e proteção a pessoas em situação de risco e adolescentes em conflito com a lei que foram registrados no sistema Mediador da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, que registra os instrumentos coletivos.

Encontre o seu estado logo abaixo e saiba quanto ganha um Agente de Ação Social com salários atualizados em 2024. A ordem dos salários obedece a sigla dos estados em ordem alfabética. Confira:

Dissídio salarrial de Agente de Ação Social CBO 515310 salário

Valor do salário na CCT 2024 de Agente de Ação Social em todos os estados

Dados de dissídios coletivos para Agente de Ação Social por estado
UF Jornada Piso Média Teto Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo 41h 2.156,30 2.239,87 3.160,97 11,02 7.20%
Minas Gerais 39h 2.767,37 2.874,62 4.056,75 14,56 7.10%
Rio de Janeiro 32h 1.895,55 1.969,01 2.778,73 12,47 8.00%
Distrito Federal 41h 2.074,70 2.155,11 3.041,36 10,49 6.70%
Pernambuco 43h 1.872,90 1.945,49 2.745,53 9,03 6.40%
Espírito Santo 40h 2.343,52 2.434,34 3.435,42 12,16 4.90%
Bahia 42h 2.053,84 2.133,44 3.010,77 10,22 6.20%
Paraná 41h 1.820,72 1.891,29 2.669,04 9,24 5.00%
Rio Grande do Sul 39h 2.268,22 2.356,13 3.325,04 12,18 6.20%
Amazonas 41h 1.520,12 1.579,04 2.228,38 7,78 4.20%
Sergipe 43h 2.151,22 2.234,59 3.153,52 10,28 6.40%
Piauí 42h 1.535,80 1.595,32 2.251,37 7,62 7.30%
Ceará 41h 2.084,84 2.165,65 3.056,23 10,53 8.10%
Santa Catarina 41h 2.269,49 2.357,45 3.326,91 11,62 4.90%
Pará 42h 2.463,75 2.559,23 3.611,67 12,33 5.60%
Roraima 41h 3.029,70 3.147,12 4.441,31 15,31 5.70%
Mato Grosso 41h 3.889,04 4.039,76 5.701,03 19,84 7.70%
Maranhão 43h 2.182,94 2.267,55 3.200,03 10,60 5.10%
Goiás 42h 1.664,89 1.729,41 2.440,60 8,20 7.20%
Rio Grande do Norte 41h 2.801,06 2.909,63 4.106,15 14,24 6.70%
Mato Grosso do Sul 44h 1.433,59 1.489,15 2.101,54 6,77 6.10%

Fonte: Dados CAGED, PNAD e instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego que mencionem a profissão de Agente de Ação Social.

Dissídio de Agente de Ação Social por cidade

Quanto ganha um Agente de Ação Social nas principais cidades

Salários segundo dados do CAGED e instrumentos coletivos registrados que citem a profissão de Agente de Ação Social na localidade
Cidade Carga Horária Piso Salarial Média Salarial Maior Salário Sal/Hora Dissídio 2024 (%)
São Paulo, SP 40 2.326,40 2.416,56 3.410,32 12,02 6.80%
Rio de Janeiro, RJ 31 1.851,53 1.923,29 2.714,20 12,57 7.60%
Belo Horizonte, MG 38 3.330,59 3.459,68 4.882,40 18,09 7.90%
Brasília, DF 41 2.074,70 2.155,11 3.041,36 10,49 5.30%
Olinda, PE 43 1.918,99 1.993,37 2.813,10 9,17 8.30%
Contagem, MG 43 1.738,68 1.806,07 2.548,78 8,42 4.90%
Vitoria, ES 41 2.785,42 2.893,38 4.083,22 14,08 7.00%
Salvador, BA 41 2.099,05 2.180,41 3.077,06 10,62 5.80%
Sertãozinho, SP 44 1.315,47 1.366,45 1.928,38 6,21 4.60%
Manaus, AM 41 1.480,37 1.537,75 2.170,11 7,59 6.00%
Santo André, SP 42 2.122,52 2.204,79 3.111,46 10,41 6.50%
Aracaju, SE 43 2.100,87 2.182,29 3.079,71 10,04 4.30%
Guarulhos, SP 40 1.769,01 1.837,58 2.593,24 9,10 4.10%
Uberlândia, MG 42 1.493,71 1.551,61 2.189,67 7,43 6.90%
São José dos Campos, SP 44 1.999,54 2.077,03 2.931,17 9,54 6.50%
Linhares, ES 38 2.061,11 2.141,00 3.021,44 11,35 6.90%
Curitiba, PR 40 1.787,82 1.857,11 2.620,81 9,35 4.10%
Teresina, PI 42 1.516,19 1.574,95 2.222,62 7,44 5.10%
Fortaleza, CE 41 2.103,60 2.185,13 3.083,71 10,63 4.60%
Londrina, PR 44 1.636,57 1.700,00 2.399,09 7,73 5.00%
Barueri, SP 41 1.862,51 1.934,69 2.730,29 9,45 6.30%
Recife, PE 42 2.003,47 2.081,12 2.936,94 9,88 7.20%
Porto Alegre, RS 40 2.651,67 2.754,44 3.887,15 13,74 6.20%
Sorocaba, SP 39 1.685,72 1.751,05 2.471,13 9,05 8.30%
Poços de Caldas, MG 44 2.478,92 2.575,00 3.633,92 11,83 7.90%
Boa Vista, RR 41 3.029,70 3.147,12 4.441,31 15,31 7.70%
Piracicaba, SP 37 4.043,80 4.200,53 5.927,91 22,43 4.40%
Betim, MG 38 1.857,85 1.929,86 2.723,47 10,03 4.80%
São João de Meriti, RJ 44 2.499,47 2.596,34 3.664,03 11,80 4.50%
Mariana, MG 41 1.982,32 2.059,15 2.905,93 9,95 6.20%

Os valores de piso salarial e porcentagem de dissídio referem-se a média observada em instrumentos coletivos registrados no sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego com abrangência na cidade ou na região e que citem a profissão de Agente de Ação Social. Instrumentos coletivos: Acordos, convenções ou dissídios coletivos.

Empresas que mais contratam Agente de Ação Social no Brasil

Pisos salariais por setores das empresas
Segmento Piso Média Teto Dissídio 2024 (%)
Atividades de associações de defesa de direitos sociais 2.467,31 2.562,94 3.616,89 6.40%
Serviços de assistência social sem alojamento 2.075,83 2.156,28 3.043,01 7.90%
Atividades de assistência social prestadas em residências coletivas e particulares não especificadas anteriormente 2.180,11 2.264,60 3.195,87 5.20%
Atividades de organizações associativas ligadas à cultura e à arte 1.732,12 1.799,25 2.539,16 6.90%
Educação infantil - creche 1.896,39 1.969,89 2.779,97 7.30%
Administração pública em geral 1.781,35 1.850,39 2.611,32 8.20%
Treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial 1.720,73 1.787,42 2.522,46 6.10%
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 1.867,88 1.940,27 2.738,17 6.90%
Serviços de engenharia 2.220,29 2.306,34 3.254,78 6.00%
Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências sociais e humanas 2.003,23 2.080,87 2.936,58 4.50%
Fornecimento e gestão de recursos humanos para terceiros 1.830,96 1.901,92 2.684,05 5.90%
Construção de edifícios 2.097,89 2.179,20 3.075,35 5.00%
Atividades associativas não especificadas anteriormente 2.023,87 2.102,31 2.966,84 8.00%
Atividades de assistência psicossocial e à saúde a portadores de distúrbios psíquicos, deficiência mental e dependência química não especificadas ante 1.827,00 1.897,81 2.678,25 7.90%
Outras obras de acabamento da construção 2.048,09 2.127,46 3.002,34 5.50%
Aluguel de máquinas e equipamentos para escritório 1.655,83 1.720,00 2.427,32 6.70%
Albergues assistenciais 1.664,79 1.729,31 2.440,46 4.50%
Outras atividades de ensino não especificadas anteriormente 1.843,26 1.914,70 2.702,09 6.50%
Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas não especificadas anteriormente 1.892,89 1.966,25 2.774,83 6.30%
Atividades de atendimento hospitalar, exceto pronto-socorro e unidades para atendimento a urgências 2.053,82 2.133,42 3.010,74 6.50%
Fonte: Contratações formais indicadas pelas empresas ao sistema Novo CAGED e convenções coletivas patronais.